Xadrez e Carnaval!

Xadrez e Carnaval!

 

Dizem as más línguas que o Brasil só começa a funcionar depois do Carnaval. Exageros, ou não, à parte, ao menos aqui na Academia ainda é Carnaval, mas isto não quer dizer que não estejamos trabalhando a todo vapor – embora também seja verdade que o nosso estagiário sumiu depois da quarta-feira de cinzas e só apareceu hoje.

 

 

De toda forma, o que realmente importa é que o nosso nobre esporte já fez, e continua fazendo, bonito na avenida.

Em 2002, por exemplo, a famosa escola de samba Gaviōes da Fiel,  de São Paulo, apresentou o samba enredo “Xeque-Mate” – que foi usado para fazer analogia com a economia e a política brasileira e do mundo. Naquele ano a Gaviōes da Fiel terminou sagrando-se tricampeã do carnaval Paulista (e destaque: campeã isolada e com a nota máxima de 200 pontos). Mas o mais interessante: alguns enxadristas chegaram a participar do desfile como destaques da escola – Gilberto Milos, Joara Chaves e Herman Claudius foram alguns deles (alguém lembra dos outros?)

“Sou Gavião, sou rei (eu sou, eu sou)

No tabuleiro da vida

Sou fiel a um ideal

É xeque-mate, tô na área, é carnaval”

 

E este ano mais uma vez o xadrez caiu na folia. Só que agora o palco foi a cidade de São Luís – capital do belo estado do Maranhão. E, sim, terra do nosso GM Rafael Leitão. Portanto, adivinhem quem foi o “padrinho” de toda esta festa? Será que o GM Leitão tem 2600 também de gingado?

 

 

Nosso GM desfilou junto com a família – e que contou com, entre outros, a polivalente esposa Camila; o irmão Nicolau Leitão – Mestre Nacional e atual campeão brasileiro amador -; e da Dona Márcia, mãe de Rafael e Nicolau.

 

[Matheus, Helson, Nicolau, Rafael, Mariana, Camila e D. Márcia]

 

A inusitada “partida” da família Leitão aconteceu no bloco tradicional Os Foliōes. Os blocos tradicionais do carnaval do Maranhão existem há mais de 100 anos e são marcados pelos desfiles com luxuosas fantasias, além de possuírem o som característico dos contratempos e contarem com a percussão de marcações, retintas, reco-reco, cabaças, afoxés, agogôs, ganzás e rocas. Outra marca registrada dos blocos tradicionais é a expressão “Vai Querer, Vai Querer?!”, com a qual saúdam o público.

O tema do desfile foi “No Jogo da Paixão, Dei Xeque-Mate Seu Coração”. E até partida de xadrez no meio da passarela aconteceu – mas ainda bem que os brincantes não tiveram que enfrentar o Rafael ou o Nicolau…

[Nicolau e Rafael com um dos organizadores do Bloco, William Moraes Correa]

 

Veja alguns emocionantes momentos do desfile aqui.

…Mas por algum motivo a câmera resolveu “fugir” da performance carnavalesca de nossos enxadristas.

 

Viva o carnaval e viva o xadrez!

 

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 07.03.2017.

 

Curta nossa FanPage e siga nosso Insta!

No Comments

Post a Reply