5 Dicas Para Curar a Ressaca Pós-Torneio

5 Dicas Para Curar a Ressaca Pós-Torneio

5 Dicas Para Curar a Ressaca Pós-Torneio

Escrito pelo MN Nicolau Leitão

 

A temporada de grandes eventos enxadrísticos em 2019 foi aberta no Brasil com o Aberto Terraviva, em Brasília. Foi uma linda festa, com muitos titulados, homens, mulheres, meninos, meninas, portadores de necessidades especiais e muitos exemplos que confirmam o fato de o xadrez ser um exemplo de democracia ao seu acesso.

Ok, tudo isso é muito legal, mas uma possibilidade é que você tenha estabelecido metas que não tenham sido exatamente executadas com sucesso. Você pode sequer ter sido emparceirado com um Grande Mestre, pode ter perdido rating, não ter ficado em qualquer faixa de premiados. Pior: você pode estar se lamentando por alguns lances fracos, as famosas capivaradas, e até pensando em parar de competir.

 

 

Bom, se esse é o seu caso, nós temos alguns conselhos – e em nenhum deles, você vai precisar beber suco detox com couve e gengibre.

 

        1- Lembre por que você joga

        Se você começou a competir porque se apaixonou pelo xadrez a ponto de querer estudar e participar de eventos para tentar entender melhor o jogo, não faz sentido transformar isso em sofrimento. Os erros fazem parte do processo. Mesmo superhumanos como Michael Jordan reconhecem que só foram grandes vencedores porque falharam miseravelmente em diversas ocasiões.

 

        2- Faça um relatório dos erros

        Valorize o processo, o esforço, mais do que uma habilidade inata. Se você quer mesmo evoluir, é fundamental analisar suas partidas e entender quais são as áreas em que você mais cometeu equívocos. Ainda não está confiante com o repertório de aberturas? Deixou escapar muitos recursos táticos? Não conhecia a teoria de um determinado final? Não existe fórmula mágica. Eu avisei, nada de couve com gengibre! Transforme isso em motivação, separe um bom material de estudo e vamos atacar esses erros!

 

        3- Ajuste a parte mental

        A essa altura já ficou fácil perceber que uma partida de xadrez envolve uma grande batalha psicológica, certo? Se você enfrenta alguém mais forte, é comum “enxergar fantasmas”. Se, ao contrário, mede forças com alguém mais fraco, pode se sentir pressionado a ter que vencer. Assim, o ideal é estar focado na evolução, jogar contra as peças e tentar fazer sempre os melhores lances. Se você perder, vai aprender algo novo. Isso vai te ajudar a ter uma postura mais leve diante do jogo.

 

        4- Adote um estilo de vida saudável

        Percebeu como é cansativo jogar uma maratona de sete rodadas em quatro dias, não é mesmo? Mais uma constatação do óbvio: praticar atividade física, manter uma alimentação equilibrada e dormir bem certamente irão te render boas doses de energia. Inclusive para jogar xadrez.

 

        5- Programe os próximos torneios

        No esporte, de uma forma geral, você sempre tem a chance de se redimir. Portanto, escolha um novo evento para participar, tente se preparar melhor e divirta-se. Lembre-se ainda: a vida não é só xadrez. Aproveite as viagens. Coma algo que não tem na sua cidade, faça amizades, visite um ponto turístico. Enfim, enriqueça sua bagagem cultural.

 

Comments ( 2 )

  • Tavares Jr.

    Excelente abordagem sobre o mundo multifacetado do xadrez….parabéns!

  • WEDELSOM DOS SANTOS MARQUES

    Ótimo artigo, fostes como uma flecha na alma de muitos jogadores, são ótimos conselhos, parabéns.

Post a Reply