Menino de 13 anos Vence Torneio Com 49 GM´s na Alemanha

Menino de 13 anos Vence Torneio Com 49 GM´s na Alemanha

Menino de 13 anos Vence Torneio Com 49 GM´s na Alemanha

Quando aparece um garoto de 12,13 ou até 14 anos com força de GM, ainda é possível verificar uma sensação geral de espanto e a partir disso, os questionamentos são naturais. Afinal, como ele pode ser tão novo e jogar tão bem? O mérito está no apoio familiar? No talento? Em um sistema de treinamento pesado, no qual a criança dedica várias horas diárias ao xadrez com a supervisão de um grande jogador? Ou seria a soma de todos esses fatores?

 

C:UsersUserDesktopgrenke_chess_open_2018_runde_9_18_20180402_1267363710.jpg

 

Se fosse uma missão fácil, não existiriam tão poucos enxadristas com essa capacidade. De todo modo, a precocidade no xadrez – assim como também em outros esportes – avançou nas últimas décadas. Sergey Karjakin tornou-se o GM mais novo da história quando conseguiu o título aos 12 anos e 7 meses. Magnus Carlsen, Wei Yi, Richard Rapport, por exemplo, também são jogadores da elite mundial que obtiveram o título ainda na infância.

C:UsersUserDesktopCarlsen-Karjakin-crianças.jpg

Sergey Karjakin e Magnus Carlsen são exemplos de precocidade no xadrez

 

Vincent Keymer, o prodígio alemão

Nesse contexto, a sensação do momento é o alemão Vincent Keymer. Com 13 anos e 2403 da Rating Fide, Keymer venceu o Grenke Chess Open, realizado em Karlsruhe, na Alemanha. Detalhe, o torneio contou com a participação de 787 jogadores, 49 GM´s – quatro deles acima dos 2700 pontos de rating (Bacrot, Rapport, Wang Hao e Andreikin) e onze acima dos 2600.

 

C:UsersUserDesktopgrenke_chess_open_2018_runde_9_8_20180402_2073373103.jpg

Futuro desafiante? Magnus Carlsen já estava de olho em Keymer

 

Vincent Keymer era apenas o pré-ranqueado número 99, mas conseguiu o feito de vencer sete partidas e empatar duas, sendo o único jogador a fazer oito pontos dos nove possíveis. Na campanha vitoriosa, destacam-se os seguintes resultados:

Terceira rodada: Vincent Keymer ½ x ½ Anton Korobov (2664)

Sexta rodada: Vincent Keymer 1 x 0 Alessio Valsecchi (2510)

Sétima rodada: Reiner Buhmann (2588) 0 x1 Vincent Keymer

Oitava rodada: Vicent Keymer 1x 0 Gabor Papp (2604)

Nona rodada: Richard Rapport (2715) 0x1 Vicent Keymer

Com o desempenho espetacular (rating performance de 2795), a promessa alemã faturou 15 mil euros, algo próximo a R$63 mil.

 

C:UsersUserDesktopgrenke_chess_open_2018_runde_9_10_20180402_1867018543.jpg

Keymer x Rapport: o confronto decisivo da última rodada

 

Primeiros passos do campeão

Vincent Keymer vem de uma família de músicos e é um pianista iniciante. O jovem enxadrista alemão vai para escola em tempo integral, o que até então limitava sua participação em torneios. Há um ano, Keymer se afastou do seu treinador, o GM russo Artur Yusupov e passou a treinar com o GM Peter Leko, da Hungria. “Nossa abordagem sobre xadrez é muito diferente”, justificou Keymer sobre a substituição do lendário Yusupov.

Com 10 anos, Vincent já aparecia como uma grande promessa. Quando completou sua primeira década de vida, o enxadrista passou pela avaliação do ex-campeão mundial Garry Kasparov: “Vincent é incrivelmente talentoso e pode chegar ao topo do mundo do xadrez”, afirmou Kasparov após avaliar o garoto em um treinamento de duas horas.

 

C:UsersUserDesktopvincent kasp.jpg

Keymer e Kasparov durante treinamento. Foto: ChessBase

De fato, com 11 e 12 anos Keymer não demonstrou uma evolução tão fantástica. Em 2016, terminou na quinta colocação no Campeonato Mundial sub – 12, logo atrás dos enxadristas dos Estados Unidos e da Índia. Contudo, com a conquista do Grenke Chess Open, o mundo não tirará mais os olhos dessa jovem promessa.

 

Confira o top 10 do Grenke Chess Open

 

Título Nome Rating País Pontos Buchh
1. IM Keymer, Vincent 2403 GER 8.0 52.5
2. GM Korobov, Anton 2664 UKR 7.5 56.0
3. GM Gordievsky, Dmitry 2630 RUS 7.5 54.5
4. GM Shirov, Alexei 2651 LAT 7.5 52.0
5. GM Lagarde, Maxime 2587 FRA 7.0 57.0
6. GM Bindrich, Falko 2602 GER 7.0 54.0
7. GM Sadzikowski, Daniel 2583 POL 7.0 53.5
8. GM Firat, Burak 2453 TUR 7.0 53.5
9. GM Antal, Gergely 2540 HUN 7.0 52.5
10. IM Valsecchi, Alessio 2510 ITA 7.0 52.5

 

Quantas horas diárias uma criança deve dedicar-se ao xadrez sem comprometer seu desempenho escolar e sua infância como um todo? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Imagens: Site Oficial

Comments ( 3 )

  • Wagner Moreira.

    Com toda tecnologia atual a criança deveria dedicar pelo menos 2 horas ao estudo escolar e 1 hora ao xadrez.

  • Luiz Carlos Fontana

    1h ou 1:30h, está ótimo…até +- 12 anos. O limite o próprio jogador pode determinar, ou seja, até q seja puro prazer e ñ obrigação.

  • Deison

    30 min por dia já basta, o importante é não perder a prática do estudo do xadrez, e com o tempo ir aprimorando.

Deixe uma resposta para Luiz Carlos Fontana Cancelar resposta