Dubai Open: A Volta de Fier, O Terrível

Dubai Open: A Volta de Fier, O Terrível

De 3 a 11 de Abril aconteceu em Dubai, maior cidade dos Emirados Árabes Unidos, o fortíssimo Dubai Open. Disputada em 9 rodadas, esta 19ª edição da competição contou com a presença de 214 jogadores e teve como número 1 o GM Ucraniano Anto Korobov (2695).  Ainda dentro do top 10 inicial, destacamos o jovem GM espanhol David Anton (2679), número 4 – que recentemente jogou um torneio espetacular em Gibraltar; o GM venezuelano Eduardo Iturrizaga (2671), número 6 – e atualmente o maior rating da América do Sul; e o GM indiano Hujrathi Vidit (2670) – que teve um desempenho formidável nas Olimpíadas do ano passado em Bakú. O Top 10:

 

No. Jogador Fed. Rtg
1 GM Korobov Anton UKR 2695
2 GM Areshchenko Alexander UKR 2686
3 GM Safarli Eltaj AZE 2680
4 GM Anton Guijarro David ESP 2679
5 GM Akopian Vladimir ARM 2675
6 GM Iturrizaga Bonelli Eduardo VEN 2671
7 GM Jones Gawain C B ENG 2671
8 GM Vidit Santosh Gujrathi IND 2670
9 GM Sargissian Gabriel ARM 2666
10 GM Rakhmanov Aleksandr RUS 2665

 

Ainda na comitiva sul-americana, junto com o GM Iturrizaga, tivemos os GMs argentino Sandro Mareco (2655) e Alan Pichot (2556) – número 12 e 34 do torneio, respectivamente;  e, ele, o nosso intrépido, cosmopolita, itinerante e destemido Alexandr Hilário Takeda Sakai dos Santos Fier, ou simplesmente Alexandr Fier. o GM com mais milhas acumuladas do xadrez brasileiro foi o número 32.

 

 

O Torneio

Num torneio aberto deste porte, normalmente, a carnificina “rola solta” – e seu rating não é nenhuma garantia de respeito. Por exemplo: o citado número 1 do torneio, o GM ucraniano Anton Korobov (2695) perdeu já na primeira rodada para o jogador azerbaijano não titulado Vusal Abbasov (2211).

De toda forma, desde o início do torneio a liderança foi sendo dividida entre quatro jogadores: o GM inglês Gawain Jones (2671); o GM turco Mustafa Ylmaz (2614) – número 18 do torneio; O GM venezuelano Iturrizaga (sim, ele está voando baixo!); e o GM indiano Vidit (2670). Na última rodada Vidit enfrentou Iturrizaga e Gawain enfrentou Mustafa.

 

Grande torneio do GM venezuelano Eduardo Iturrizaga

 

Todas as partidas terminaram em empate e abriram caminho para que um “batalhão” de jogadores com 6 pontos pudessem, caso vencessem, alcançar os líderes. Foi o caso do GM egípcio Ahmed Adly (2597); do GM búlgaro Sergei Zhigalko (2639); e do GM russo Aleksandr Rakhmanov (2665).  Todos esses jogadores terminaram com 7,0 pontos, mas o melhor critério de desempate foi do GM inglês Gawain Jones – Mustafa (segundo) e Gujrathi (terceiro) fecharam o pódio. Iturrizaga ficou na 4ª posição.

 

O GM inglês Gawain Jones foi o campeão do 19ª Dubai Open

 

Apesar do, óbvio, excelente resultado, ainda vale o que comentamos acima: neste tipo de torneio aberto ninguém está a salvo. Nem mesmo o campeão. Gawain, por exemplo, perdeu na terceira rodada para o GM argentino Alan Pichot. Aproveitando “o gancho”, os latino-americanos fizeram um torneio acima da média. Afora o muito comemorado 4ª lugar de Iturrizaga (que poderia ter vencido o torneio!), Pichot terminou na 23ª posição com 6,0 pontos (5 vitórias, 2 derrotas e 1 empate); Mareco na 13ª (6 vitórias, 2 derrotas e 1 empate) com 6,5 pontos. Amostra grátis da boa atuação do “time” argentino: a vitória de Mareco de contra o GM grego Athanasios Mastrovasilis (2524) – para ver, é só clicar aqui.

 

Sandro Mareco

 

E o nosso GM Fier? Como relatamos anteriormente, e em primeira mão!, parece que a tática “Jack Nicholson” adotada pelo GM brasileiro realmente surtiu efeito (para entender melhor clique aqui).

Fier jogou um torneio fantástico. Após duas vitórias nas duas primeiras rodadas (clique aqui e aqui), Fier enfrentou o lendário GM Vladimir Akopian (2675). E após uma pequena imprecisão do armênio, Fier não largou o osso e não deu chance para Akopian. Vitória memorável do nosso samurai – clique aqui e confira. Após esta vitória a vida de Fier conseguiu ficar ainda mais difícil: nas 4 rodadas seguintes, 4 empates – contra o já citado GM turco Mustafa Yilmaz; o GM ucraniano Mykhaylo Oleksiyenko (2643); o GM bielo-russo Sergei Zhigalko (2639) e o GM indiano Abhijeet Gupta (2607). Considerando o rating médio dos adversários, obviamente, os empates estiveram longe de serem resultados ruins. Ainda mais depois da emocionante vitória na penúltima rodada contra o GM árabe Saleh Salem (2652) – clique aqui. Fier chegou na última rodada 6,0 pontos (portanto, dentro daquele “batalhão” que falamos anteriormente) e uma vitória, contra o GM cingapuriano Zhong Zhang (2641), poderia deixá-lo junto ao grupo de elite dos jogadores que somaram 7,0 pontos (pois, como sabemos, as partidas das duas primeiras terminaram empatadas entre os 4 líderes).

Fier, de brancas, conseguiu boa iniciativa deste o início da partida. No longo, complicado e tenso final de par de torres e bispo (brancas) contra par de torres e cavalo (pretas), apesar de algumas imprecisões, o GM brasileiro conseguiu colocar diversos problemas práticos para o seu adversário. No lance 72 as brancas possuem vantagem decisiva – que poderia ter aumentado consideravelmente no lance 82 (com 82.a3 em vez de 82. Re2, como foi jogado). Talvez o erro decisivo tenha sido o lance 87. h6. O empate saiu após angustiantes 105 lances. De toda forma, o empate garantiu a Fier a 8ª posição e mais 19,7 pontos de rating e uma performance de 2702. Um grande torneio de Fier!

 

Grande torneio? Eu quero mais! Muito mais!

 

Qual será a próxima aventura do nosso GM?

 

FONTES

Site Oficial

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 14-04-2017

Comments ( 2 )

  • Ivan Tadeu Couto Rojas

    Mas mestre, diga-me: qual é o ranking do Fier agora? Qts pontos elo ele tem? O Sr. está acima dele, não?
    Peço para a equipe do site desta vez me responder a pergunta!

    • Rafael Leitão

      Sim, estou na frente dele. Tenho 2618 pontos.

Post a Reply