Abu Dhabi Masters: Curiosidades e a Atuação dos Brasileiros

Entre os dias 14 e 22 de agosto os Grandes Mestres Alexander Fier e Krikor Mekhitarian disputaram o 24th Abu Dhabi Int. Chess Festival – Masters Tournament. O evento principal contou com participação de 124 jogadores de 34 países, sendo 90 titulados. Antes de relatar o desempenho dos brasileiros, uma dúvida surgiu na redação da Academia Rafael Leitão, e se um jogador não titulado quisesse participar desse evento, quanto gastaria?

 

Quanto Você Gastaria Para  Jogar em  Abu Dhabi?

Calculadora na mão e vamos lá. Para os padrões brasileiros a inscrição não seria um problema em Abu Dhabi, jogadores acima dos 2400 de rating, MI e GMs possuem isenção. Já os jogadores abaixo dessa força, (nosso caso! Ops, suponho que o redator secreto não deva revelar seu rating…), pagariam $70 dólares para participar do evento, algo perto de R$220, nada muito diferente do valor de inscrição dos grandes torneios no Brasil.

Quanto à alimentação e hospedagem, caso a escolha fosse o hotel oficial do evento, o “Dusit Thani Abu Dhabi”, de 5 estrelas, a diária para um quarto simples sairia por 107 dólares. Nesse valor estão inclusas três refeições, ou seja, nosso jogador teria poucas despesas com a alimentação. Contando que nosso herói chegaria um dia antes do início do torneio e sairia um dia depois, 10 diárias seriam cobradas, ou $1.070 dólares, ou algo próximo de R$3.370.

 

 

Imagens do suntuoso hotel do evento

 

Sobre o transporte, Abu Dhabi é a capital dos Emirados Árabes Unidos, o país faz fronteira com a Arábia Saudita e com Omã e está há 12 mil km de São Paulo. Em uma busca rápida na internet, a redação encontrou passagens de ida e volta por R$3.800 com três escalas. Ou seja, para um jogador brasileiro não titulado participar do torneio ele deveria investir, nessas condições, pelo menos R$7.390.

Mas nem tudo são gastos e despesas, o torneio também tem premiação para os “capivaras”. No torneio dos mestres, o melhor jogador abaixo dos 2400 ganha $500 dólares, o segundo $400 e o terceiro $300. O destaque feminino também recebe $500 dólares. A outra opção é jogar o torneio aberto, paralelo ao evento principal, onde o campeão leva $2 mil dólares e o melhor jogador até 1700 e o melhor sem rating recebem mil dólares cada um.

 

O Torneio

Contas feitas, talvez você já esteja se preparando para o Abu Dhabi 2018, mas vamos aos resultados de 2017. Após 9 rodadas, o GM Amin Bassem (2680 Fide), do Egito, levou o título de forma isolada com sete pontos e meio. O campeão levou $13 mil dólares para casa. A segunda posição foi para o GM Nigel Short (2688), da Inglaterra. Short, de 52 anos, recebeu $7.500 dólares por fazer 7 pontos. Já o terceiro lugar foi dividido por sete jogadores com 6,5 pontos. O indiano Aryan Chopra (2507), de apenas 16 anos, surpreendeu e levou $5.500 dólares.

 

Dr. Bassem Amin: qual o segredo para jogar tão e ainda exercer a profissão de médico?

 

A Participação dos Brasileiros

O GM brasileiro Alexander Fier fez 5,5 pontos e terminou na 33ª posição. Fier jogou com dois GMs, com um empate e uma derrota. Acabou perdendo 10,1 pontos de rating. Já o GM Krikor Mekhitarian ficou no grupo dos jogadores com 6 pontos e, pelos critérios, terminou na 17ª posição. Krikor jogou contra quatro grandes mestres, todos com mais de 2550 de rating, empatou três e perdeu uma partida. No geral, Krikor ganhou 2,3 pontos no ranking. No facebook, Krikor comentou sua participação:

 

Krikor: tirando uma soneca ou tentando se lembrar de mais uma super preparação?

 

“Saio satisfeito com 2 pontinhos de rating, muita experiência e o 17º lugar entre 124 jogadores (40 GMs). Meu torneio teve 4 ‘momentos’ – comecei com duas vitórias muito sofridas, seguido de dois empates com chances desperdiçadas. No dia de rodada dupla, o primeiro tropeço e 0,5 em 2. Na reta final consegui fazer 2,5/3 para terminar bem, incluindo uma escapada muito importante na 8ª rodada! Por três vezes minha partida foi a última da rodada a acabar, os árbitros já faziam cara de ‘ih, lá vai o brasileiro jogar 100 lances de novo”, contou aos risos.

 

O que você achou da participação dos brasileiros? E aceita encarar o desafio de viajar mais de 12 mil km e desembolsar R$ 7390 reais para jogar um torneio de xadrez? Deixe sua opinião nos comentários!

 

Escrito por Academia Rafael Leitão em 29.08.17

 

Gostou desse artigo? Compartilhe nas redes sociais!

 

 

 

4 Respostas a “Abu Dhabi Masters: Curiosidades e a Atuação dos Brasileiros”

  • Paulo Rios

    Sensacional! Abu Dabhi 2018!

    • Carlos

      Caiobá 2017 primeiro mestre!

  • Edson

    Gostaria de saber por que está ficando rotineiro vermos empates ou derrotas do Fier
    para adversários com menos de 2300.

  • Eduardo de Aquino Gambale

    Caros Enxadristas;
    Se o Brasileiro levar o xadrez como Hobby e tiver uma situação financeira equilibrada, vale a pena realizar um sonho e viajar até mais de 12 mil km e desembolsar R$ 7390,00.
    Caso o xadrez seja a sua unica profissão, somente valeria a pena se tiver algum patrocínio.

Deixe seu comentário