Morozevich: Existem Jogadores Mais Talentosos Que Carlsen

Alexander Sergeyevich Morozevich, de 39 anos, tem estado, atualmente, um pouco sumido do cenário enxadrístico. O que é uma enorme perda para o xadrez mundial: sem dúvida nenhuma Morozevich foi um dos jogadores mais criativos da sua geração –chegando até mesmo a ser o número 2 do mundo (com 2788!) em 2008 (à frente dele apenas o então campeão mundial Viswanathan Anand).

 

Em 2008 Morozevich chegou a ser o 2 melhor do mundo com 2788

 

Recentemente, dedicando-se mais a carreira de treinador e autor de material didático, Morozevich, conhecido por seu estilo arrojado e corajoso, concedeu uma entrevista à Universidade Estadual de Educação Física, Deporto, Juventude e Turismo da Rússia, em que falou de diversos tópicos interessantes – Magnus Carlsen; o ex-desafiante Karjakin; a eterna polêmica sobre a diferença de gêneros no xadrez; os novos talentos russos etc. Transcrevemos abaixo algumas das respostas do inconfundível, embora imprevisível nos tabuleiros, Alexander Morozevich.

 

Imprevisível, Morozevich, em 2014, ganhou o Torneio Poikovsky com três vitórias e nenhuma derrota. Mas, em 2015, no mesmo torneio, ele sofreu três derrotas já nas quatro primeiras partidas!

 

Sobre a FIDE – Ou Não…

 

Quando eu estava na elite necessitava seguir e manter-me lá. Agora eu vou jogar por prazer, trabalho mais como treinador e escrevo materiais metodológicos sobre xadrez. E não tenho absolutamente nenhum interesse em entrar nos pormenores das “intriguinhas” da FIDE.

 

 

O Talentoso, Mas Nem Tanto, Magnus Carlsen…

 

Carlsen, na minha opinião, tem uma visão melhor do que ninguém sobre as mudanças que ocorrem dentro do tabuleiro. Ele não me parece ser o mais talentoso, se eu me der o direito de julgar o talento de outros enxadristas. Joguei muitas partidas contra todos os jogadores da elite e essa é minha opinião de “expert”. Carlsen é muito equilibrado. Ele tem uma unidade impressionante, além de uma força de vontade excepcional e muita ambição. Isso é visível em todos os seus jogos – e até mesmo durante as sessões de treinamentos quando simplesmente jogamos, por exemplo, basquete. Para nós é uma maneira de se desligar e relaxar, mas para Magnus é outro campo de batalha. Claro: a maioria dos jogadores de elite possui este “instinto assassino”, caso contrário seria impossível eles chegarem até onde chegaram.

Durante as minhas partidas contra ele eu tinha a impressão de que estava enfrentando um adversário inteligente. Em situações complexas ele não realizava os melhores lances, mas sim as jogadas mais interessantes… É difícil de explicar. Essa é a razão pela qual ele joga invariavelmente muito bem em partidas rápidas e blitz. Nenhum outro desportista tem tanta estabilidade. Em minha opinião, existem jogadores mais talentosos que Carlsen: como Ivanchuk ou Nepomniachtchi. Entretanto, a eles faltou esse desejo; esse “empurrão”. E por isso Carlsen segue sendo o número 1 do mundo.

 

Carlsen x Morozevich no Campeonato Mundial Blitz de 2012: vitória do russo

 

 

Karjakin, Carlsen e o Campeonato Mundial

Sem dúvida, durante o match, Sergey teve excelentes oportunidades. Ele ofereceu muita luta e era líder com um ponto de vantagem perto do final do encontro. Mas, infelizmente, tudo acabou sendo decidido nos playoffs – onde Carlsen foi claramente o mais forte.  De modo geral, Karjakin teve chances, mas ele acabou perdendo o match e louvá-lo como muitos estão fazendo me parece estranho. O xadrez é um esporte e não uma discussão sobre o que poderia ter acontecido; o resultado está definido e o campeão do mundo permanece o mesmo. Acho que foi um jogo difícil para ele e ficou claro que Carlsen não estava no seu melhor. Em retrospecto, ele parecia ter problemas durante o match. Por outro lado, conhecendo-o, eu posso ter certeza que Magnus irá tirar as conclusões corretas e se tornar ainda mais perigoso do que antes.

 

As Diferenças de Gênero no Xadrez

Entre um homem e uma mulher há diferenças e essas são significativas. Mas, em primeiro lugar, somos pessoas. Posso, apenas observando a notação de uma partida, definir se essa foi jogada por uma mulher? Eu tentei diversas vezes e não consegui. Não há diferenças claras. Nos resultados, no entanto, existem diferenças, e apenas algumas mulheres até agora foram capaz de jogar ao nível do Top 100 mundial – e não entendo muito bem por que isso acontece. Em outros jogos intelectuais as proporções são mais ou menos equilibradas. Exceto pelo topo, que é ocupado por homens. Seria interessante investigar esta questão. Mulheres no xadrez têm uma vantagem clara: elas podem jogar em torneios masculinos, enquanto os homens não podem jogar em torneios femininos. Uma vez perguntei a um representante oficial FIDE: “Por que existe essa injustiça?”. Sua resposta superou todas as expectativas: “Você deve entender que há um Campeonato Mundial para as mulheres e há um Campeonato Mundial para o povo”.

 

 

 

Sobre as Jovens Promessas Russas

Quando as pessoas talentosas vão embora de um país, sem dúvida é uma perda. As pessoas procuram estabilidade e às vezes se encontram. Eu não tive essa necessidade. Em meus 17 anos, quando ganhei um torneio de rápidas em New York, algumas pessoas se aproximaram de mim: “Olhe para os eventos que são jogados na Rússia; fique aqui conosco e você vai se tornar um milionário, vamos organizar tudo para você.”. Eu lhes disse que queria me tornar um jogador de xadrez e não uma galinha dos ovos de ouro e que, portanto, a Rússia era o melhor para mim. Por meio ano eu trabalhei como treinador no Catar. Foi uma boa experiência para saber como as coisas funcionam lá, mas nada mais. Eu acredito que a Rússia é um bom lugar para um enxadrista.

 

Sobre o Título de GM aos 17 Anos

Os tempos mudaram e isso já não é mais uma grande conquista. O xadrez não é um jogo tão complicado: se uma pessoa já possui certa predisposição para o jogo, tem desejo e persistência, uns cinco ou seis anos de estudo são perfeitamente suficientes. Por isso, hoje em dia não é surpreendente que uma criança receba o título de GM aos 12 ou 13 anos. Embora, em parte isso se deva à desvalorização do próprio título… já somos muitos. Além disso, hoje existe um livre acesso enorme à informação. Na minha infância e adolescência, havia tão somente os livros soviéticos. Os cadernos [de anotações] eram privados e se passava, secretamente, de treinador para treinador – mas muitos desses cadernos não aguentavam o teste do tempo…

 

 

E também era difícil encontrar adversários! Eu me lembro que em 1995 houve um torneio em Yalta. Jogamos a primeira rodada e, de repente, o organizador disse aos participantes: “É isso aí, pessoal. Desculpe, mas não temos dinheiro”. Em uma reunião com os participantes, decidimos continuar o torneio com um formato de partidas rápidas – e tendo souvenires caros como prêmios. Eu consegui falar com Vassily Ivanchuk e encontrei uma maneira de convencê-lo a jogar o Blitz (ele havia sido o terceiro do mundo e eu estava apenas na parte baixa do Top 100). Mas, por eu haver terminado o torneio em terceiro lugar no rápido, me deram uma caixa de vinhos. Assim, para chamar a atenção de Ivanchuk, generosamente apostei todo o meu prêmio – toda a minha caixa de vinhos.

Naquela época, uma possibilidade de jogar com alguém da força dele era única. Mas agora temos a internet à nossa disposição e você pode encontrar jogadores de todos os tipos – incluindo os da elite – e jogar contra eles. Além disso, uma enorme onda de informação está disponível: partidas analisadas, revistas, artigos. Do ponto de vista do conhecimento, o xadrez tornou-se mais acessível e, graças a isso, os jogadores de xadrez jovens podem desenvolver-se mais rápido.

 

 

 

Conselho Para Os Estudantes de Xadrez

Não importa o sucesso que alcance. Mesmo que você tenha conseguido ganhar o título mundial, e em qualquer esporte, sobretudo você deve recordar que é uma pessoa. E tem sorte de haver nascido. Se jogar te ajuda melhorar; se te ajuda a desenvolver-se; se te faz sentir que é feliz, então faça e não escute a ninguém. Se está estressado; se quer provar algo a alguém, então pense um pouco mais. Talvez essa atividade não te fará feliz e irá te criar problemas no futuro. Trate de sentir até que ponto essa decisão se adequa à sua natureza […] A possibilidade de troca de experiências com outros esportes é extremamente valiosa.

 

 

FONTES

Entrevista (em russo)

Chess24

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 09-05-2017

5 Respostas a “Morozevich: Existem Jogadores Mais Talentosos Que Carlsen”

  • Wellington Albuquerque Jr

    Morozevich está aprendendo a jogar GO/weiqi/baduk

  • Luan Cruz

    Morozevich é um dos melhores pra mim.

  • Yargoself

    Uma pena ele ter "deixado de lado" as competições top
    Certa vez, disseram que seu jogo lembrava muito o Mikhail Tal, talento puro
    Por suas respostas é possível ver que sua semelhança com Tal vai além do tabuleiro
    Trata-se de uma grande pessoa.
    Uma pena mesmo para os fãs de xadrez esse seu distanciamento

  • Jonas

    Grande Moro, referência não só de enxadrista mas também de pessoa. O mundo do xadrez deve muito a este homem.

  • Ricksonvil

    Entrevista excelente, com respostas interessantes, do grande campeão Moro, maduras. Aliás contrasta com as respostas de Magnus Carlsen (em diversos momentos um pretenso arrogante, em uma entrevista ele afirmou que para bate lo naquele momento apenas Bob Fischer e Kasparov, nos melhores momentos de suas carreiras e no seu nível apenas Bob Fischer)...e também muito mais maduras doque as respostas de Bob Fischer...li uma entrevista dele (do Bob) na década de 70, super infantil e imaturo (mega arrogante)...porém um indiscutível gênio, porém um gênio perturbado por uma família desestruturada (o pai um físico europeu que o abandonou no nascimento e a mãe apesar de super inteligente, já na decada de 70, morava com uma namorada, lésbica...claramente e compreensivamente, Bob nao digeria tudo isto muito bem)...mostrava que para ele só existia o xadrez, nao valorizava o ensino escolar e era encantado com roupas de grife e luxo, apesar de uma criação pobre...É de se assombrar o qto estudava xadrez, o que não faria hoje com o auxílio dos softwares atuais?!!!

Deixe seu comentário