Conheça o Brasileiro Que Subiu de 2231 para 2401 em Dois Torneios

Com 2392 pontos de rating, Hugo de Melo Lux é o melhor brasileiro sub 18 ranqueado na FIDE. Apesar do destaque, o jovem enxadrista é pouco conhecido no Brasil. Filho de um francês e de uma diplomata brasileira, Lux tem pouca conexão com o país. Nascido em Brasília-DF, no ano de 2002, troca de país com frequência em função do trabalho da mãe. Já viveu na Suíça, Israel, Uruguai e atualmente mora em Paris, na França. Com tantas mudanças, perdeu a naturalidade com a língua portuguesa. Seu sotaque estrangeiro indica o distanciamento da terra natal.

Aprendeu a jogar xadrez com o pai aos cinco anos de idade. Chegou a participar de um Circuito Escolar no Brasil, mas passou a treinar seriamente em sua primeira vivência na França. Treinou com enxadristas franceses e com o brasileiro Ricardo Gervásio (2217 de rating FIDE). Quando foi morar em Israel, passou a treinar com um enxadrista de 2500 e esse contato durou três anos. 

O enxadrista conta que ficou travado nos 2200 pontos de rating por uns cinco anos. “Eu treinava muito, mas não subia o elo”, reconheceu. Porém, em julho de 2019 o resultado do trabalho finalmente apareceu. Em apenas dois torneios, 18 partidas, Hugo de Melo Lux ganhou 170 pontos de rating e passou de 2231 para 2401. Ambas as competições foram realizadas na França. 

 

Brasileiro ganhou 170 pontos de rating em um mês. Na foto, Hugo em atuação no Grenke Chess Open 2019. Imagem: Site Oficial.

 

“Eu realmente não esperava ganhar tantos pontos, fiquei muito surpreso. Estava há um ano sem treinador, nem tinha planejado jogar esses torneios. Mas fui jogar por prazer, sem nenhum tipo de pressão, isso pode ter ajudado”, comentou Hugo Lux sobre o desempenho recente.

 

5 Open International du Comite Varois des Echecs – Principal

Local: Sanary Sur Mer, França

Hugo de Melo Lux totalizou seis pontos em nove rodadas e faturou 100 pontos de rating. 

 

Hugo na premiação do torneio. Foto: Site Oficial

Rd.AdversárioTítuloRatingPaísResultado
1Igor NaumkinGM2394RUSVitória
2David Nesse1912NORVitória
3Jakov GellerGM2528RUSEmpate
4Kulkarni Ojas2226INDVitória
5Eric Mory2122FRAVitória
6Alfonso Jerez PerezMI2394ESPEmpate
7Jean-Marc DegraeveGM2548FRADerrota
8Enzo MazzellaMF2338FRAVitória
9Boris ChatalbashevGM2527DENDerrota

 

Championnat International d’Echecs de Paris IdF 2019 Open Fide

Local: Paris, França.

O enxadrista brasileiro fez cinco pontos em nove rodadas e ganhou 70 pontos de rating.

Rd.AdversárioTítuloRatingPaísResultado
1Rein VerstraetenMF2376BELVitória
2Melkior CotonnecMI2293FRAEmpate
3Thomas O´sullivanMF2291FRAEmpate
4Raphael DutreuilMF2302FRADerrota
5Antoine ManoeuvreMF2325FRAVitória
6Guillaume PhilippeMF2394FRADerrota
7Fabien GuilleuxMI2442FRAEmpate
8Louis SanchezMF2316FRAVitória
9Khamparia AkshatMI2398INDEmpate

 

Redação: Agora com 2401, o que mudará nos próximos torneios? 

Hugo de Melo Lux: “No começo vai ser difícil manter esse rating. (Obs: Hugo perdeu nove pontos nos torneios seguintes). Eu terei de trocar minha maneira de jogar. Quem tem menos rating vai querer empatar e eu terei de lutar contra isso, me arriscar um pouco mais”.

Redação: O que você pode nos contar sobre o xadrez na Europa?

Hugo de Melo Lux: “O xadrez na Europa é bem diferente. Na Alemanha, os jogadores me parecem mais sólidos. Tenho a impressão de que é mais fácil subir o rating na França. Já em Israel, por exemplo, é mais complicado ganhar rating. O lado bom é que tem muito torneio, quase toda semana. Isso ajuda muito. Outra coisa legal são os torneios juvenis por equipes, isso dá um lado coletivo para o xadrez e é muito bacana”.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Cruz.

No comments

Deixe seu comentário