FIDE Muda as Regras do Campeonato Mundial

No último dia 26 de abril, a Federação Internacional de Xadrez (FIDE) divulgou mudanças em relação ao Campeonato Mundial. As alterações foram definidas por uma comissão da FIDE, coordenada pelo diretor geral, GM Emil Sutovsky. Em entrevista ao Chess.com, Sutovsky contou detalhes sobre o processo.

“Em realidade, contatamos todos os jogadores que disputaram o Campeonato Mundial nos últimos trinta anos, incluindo Anatoly Karpov e Garry Kasparov. Recebemos comentários de todos, com exceção de Viswanathan Anand, Veselin Topalov e Fabiano Caruana. Também ouvimos enxadristas da elite atual, como por exemplo, Levon Aronian, Ding Liren, Anish Giri e Maxime Vachier-Lagrave”.

 

Carlsen, Caruana e Karjakin (em pé). Os últimos confrontos pelo Campeonato Mundial ficaram devendo?

 

Uma proposta inicial foi produzida com base nessas importantes opiniões. Após algumas discussões, o presidente da FIDE, Arkady Dvorkovich, reuniu alguns enxadristas para mais uma rodada de debates para então, finalmente, finalizar o texto. Confira as principais mudanças:

 

De 12 para 14 Partidas

O próximo match pelo Campeonato Mundial será realizado em 14 partidas. O último duelo em 14 jogos aconteceu em 2004, quando Vladimir Kramnik manteve o título contra Peter Leko, 7×7. Os desempates não eram realizados na época e o campeão mundial jogava pelo empate. Depois disso, todos os confrontos foram disputados em 12 jogos no ritmo clássico.

 

Leko x Kramnik 2004, o último match em 14 partidas

 

O Campeonato Mundial de Xadrez reduziu o número de jogos nas últimas décadas. Em outros tempos, as disputas eram decididas em 24 ou até mais partidas. O match Karpov x Kasparov – 1984/1985, por exemplo, foi uma disputa épica em 48 jogos e acabou interrompido após cinco meses de duração.

Kasparov e Karpov chegaram a jogar 48 partidas em um único match

 

Proibido Acordar Empate Antes do Lance 40

Em respeito ao público geral, toda partida deve ser “realmente” jogada. Por isso, a FIDE tenta evitar a todo custo os empates rápidos. Deste modo, os jogadores não podem oferecer empate antes do lance 40. Se a posição se repetir três ou mais vezes, o árbitro deverá interromper o jogo e declarar empate.

 

A Quase Extinção dos Incrementos de Tempo

Cada jogador receberá duas horas para os primeiros quarenta movimentos. Em seguida, mais uma hora para os próximos vinte movimentos e, depois, mais quinze minutos para finalizar a partida. A partir de então, o acréscimo de trinta segundos por movimento começa apenas no lance 61.

Uma única partida poderá durar, aproximadamente, sete horas. Em termos práticos, os jogadores terão que administrar o tempo com mais responsabilidade, afinal, possíveis apuros trarão consequências mais graves para o destino do jogo.

 

Mais Sedes e Maiores Prêmios

A FIDE colocou um prêmio mínimo de dois milhões de euros para o Campeonato Mundial. Antes o valor era de um milhão. Assim como acontecia em edições anteriores, o match também pode ser disputado em duas cidades diferentes, respeitando condições de logística e facilidades para os jogadores.

 

Trajes

Os códigos de vestimentas foram esclarecidos e atualizados. As regras para a Copa do Mundo, Torneio de Candidatos e Campeonato Mundial são mais rigorosas e exigem trajes finos, como uma camisa social e terno. O objetivo é evitar casos semelhantes ao de Anton Kovalyov, impedido de disputar uma partida da Copa do Mundo de 2017 por utilizar uma bermuda.

Com sua bermuda xadrez Kovalyov eliminou Anand na Copa do Mundo 2017

Novo Grand Prix

O Grand Prix da FIDE classifica dois enxadristas para o Torneio de Candidatos. Na última edição do evento, 24 enxadristas disputaram quatro torneios de nove rodadas. Os dois melhores jogadores, na somatória das quatro etapas, ficaram com as vagas.

Agora, a FIDE realizará quatro torneios em formato eliminatório. Apenas os 20 jogadores com maior média de rating em 2018 foram convidados. Há também uma lista de jogadores reservas para suprir possíveis ausências.

Após as quatro etapas, ainda haverá um Grand Swiss, em onze rodadas, com participação de cem jogadores. O torneio acontecerá no mês de outubro, em Isle Of Man, no Reino Unido. Jorge Cori (Peru) e Sandro Mareco (Argentina) são os enxadristas sul-americanos classificados para disputar o Grand Swiss.

O que você achou das mudanças? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

 

*Texto Escrito pelo MF William Cruz

3 Respostas a “FIDE Muda as Regras do Campeonato Mundial”

  • Xadrez Avareense

    Então a Copa do Mundo no formato atual não vai mais existir? Será um torneio no sistema suíço?

  • Marcos

    Penso que haverá mais competitividade com a implementação dessas novas regras. Outro ponto positivo foi em relação aos trajes, evitando tanto abusos por parte da direção e arbitragem, quanto dos jogadores. O caso Kovalyov foi um exemplo de tais abusos.

Deixe seu comentário