Grandes Rivalidades: Karpov x Kasparov

Apesar do nome parecido, Karpov e Kasparov não são irmãos. Pelo contrário, são o que se pode chamar de arqui-inimigos no xadrez! No post de hoje, você vai conhecer um pouquinho da história de cada um desses jogadores nascidos na antiga União Soviética e acompanhar de perto uma rivalidade que durou mais de 10 anos e se desenrolou em 5 disputas emocionantes! Confira:

A origem dessa grande rivalidade do xadrez

Anatoly Karpov nasceu em 1951 no sudoeste da Rússia e ganhou seu título de GM em 1970. Já Garry Kasparov nasceu em 1963, na capital do atual Azerbaijão, e se tornou GM em 1980.

Em 1974, Karpov venceu o Torneio dos Candidatos contra ninguém menos que o ex-campeão mundial Boris Spassky e ganhou, assim, o direito de disputar o título com o então melhor enxadrista do mundo, Bobby Fischer. O problema é que, por causa de discordâncias com as regras a FIDE, Fischer acabou se recusando a participar do embate e, assim, teve que ceder o trono a Karpov sem que o russo precisasse derrotá-lo. Polêmico, não é verdade?

Com o título “ganho”, Karpov continuou jogando com tudo para provar seu mérito, mas em 1984 um enfrentamento com o novato Kasparov viria a colocar sua coroa em sério risco.

 

A primeira batalha

Apesar da diferença de 8 anos entre o nascimento de um e outro, uma década entre suas conquistas do título de grandmaster e quase 3 mil quilômetros entre seus locais de nascimento, os dois enxadristas se encontrariam pela primeira vez em 1984 em um combate eletrizante.

Tudo aconteceu no Campeonato Mundial de Xadrez em Moscou. Na época, embora Karpov fosse o campeão, Kasparov também não fazia por menos: o enxadrista mais jovem já tinha conquistado, naquele ano, o primeiro lugar no ranking da FIDE — posição que manteve por 12 anos ininterruptos!

A partida seria ganha pelo primeiro a vencer 6 jogos. Parece simples, não é? Pois Karpov chegou a fazer 5-0, mas depois da primeira vitória de Kasparov, a força dos dois enxadristas se igualou tanto que eles empataram 40 jogos não consecutivos.

Com Kasparov alcançando o campeão no 5-3, — alguns chegaram a dizer que sua estratégia era deixar o veterano cansado —, após mais de 5 meses de jogo, a disputa teve de ser cancelada pelo então presidente da FIDE, que já estava preocupado com a saúde dos dois — durante o período, Karpov chegou a perder 8kg! O primeiro combate, então, terminou sem vencedor, ainda que cheio de tensão!

 

Banner Info site 540 x 360 novo6

 

A revanche de Kasparov

O segundo enfrentamento entre os dois “Ks” aconteceu um ano mais tarde, em 1985, dessa vez com o retorno das antigas regras da FIDE, que limitavam o número de partidas entre o candidato e o campeão a 24, com Karpov mantendo o título caso a disputa terminasse em empate.

Para essa batalha, Kasparov foi melhor preparado, mas o confronto também foi tenso: o 24º jogo foi decisivo, terminando o embate em 13-11 para Kasparov e concedendo-lhe, assim, o título mundial aos 22 anos de idade!

 

As três últimas disputas

Com Kasparov como o novo campeão, Karpov continuou jogando e voltou a enfrentar o arquirrival por três vezes. A primeira estava incluída no seu direito de revanche depois de perder o título para Kasparov, e aconteceu em 1986. Nela, Kasparov começou bem, abrindo uma vantagem de 3-0 contra o adversário, mas Karpov não se deixou abalar e, vencendo três partidas seguidas, conseguiu empatar com o campeão! Mesmo assim, Kasparov acabou mantendo o título naquele ano.

Sem nunca desistir, Karpov continuou lutando e conseguiu, em 1987, vencer o Torneio de Candidatos para enfrentar o então campeão mais uma vez. Ainda que tenha jogado um pouco melhor, porém, o ex-campeão não conseguiu passar dos 12-12, e o título se manteve com Kasparov.

Na última disputa entre os dois, em 1990, Kasparov voltou a segurar a coroa com um resultado apertado: 12½-11½. No total, foram 144 partidas disputadas entre os dois “Ks”, com 21 vitórias de Kasparov, 19 de Karpov e simplesmente 104 empates!

 

O retorno inesperado de Karpov

Achou que tinha acabado? Pois saiba que, depois desse enfrentamento épico, Karpov ainda voltou ao trono, mais ou menos do mesmo jeito que o tinha conquistado pela primeira vez: sem precisar derrotar o campeão! É que Kasparov brigou com a FIDE e, em 1993, se desligou da organização por completo, fazendo com que precisassem devolver a coroa ao ex-campeão: Karpov. Que reviravolta, não é?

Gostou de conhecer a rivalidade clássica entre esses dois grandes mestres do xadrez? Comente contando o que você achou e leia também nosso post sobre a polêmica disputa entre Kasparov e o computador Deep Blue!

 

 

3 Respostas a “Grandes Rivalidades: Karpov x Kasparov”

  • Rodrigo

    Sem duvida a maior rivalida do xadrez dos ultimos tempos.

  • Euclides Roberto Novaes de Sousa

    Bacana. Ótimo sumário.

  • Rogerio

    A final dos candidatos de 74 foi contra Korchnoi e, que Karpov ganhou por 3x2 com 19 empates se não me engano.

Deixe seu comentário