Carlsen x Karjakin – 3ª Partida

”Sabe o que os espera além daquela praia?

A imortalidade peguem-na, é de vocês!”

(AQUILES, filme Tróia, 2004)

 

Épico. Foi este um dos adjetivos mais usados para definir a terceira partida do encontro entre Carlsen e Karjakin. Pode parecer certo exagero se lembrarmos de algumas batalhas do passado (de Capablanca e Alekhine, passando por Tal e Botvinnik; Fischer e Spassky e, claro, Karpov e Kasparov). Contudo, de certa forma, o encontro de ontem apresentou de maneira muito límpida a essência de cada um dos jogadores: a obstinação implacável de Carlsen e a tenacidade defensiva de Karjakin.

 

carka_32

 

Tudo bem que, no começo, a coisa não foi das mais emocionantes do mundo. O 1.e4 de Carlsen “bateu” de cara no muro da Berlinesa de Karjakin. Mas o norueguês parece não se importar muito com isso, já que escolheu uma linha que, naturalmente, ainda mais que a principal, se é que isso é possível, tende ao empate. E com um drible a la Neymar com 10. Te2 b6 11. Te1 … – que nos perdoe Homero…

 

carka_33

“Pra cima deles, Neymar!”

 

Após a troca de damas a partida parecia caminhar mais uma vez para um monótono empate. Mas quem conhece um pouco de Carlsen sabe que é justamente neste tipo de posição que o, pelo menos por enquanto, Campeão Mundial mais se sente à vontade. É a famosa tática de “tirar leite de pedra”.

 

carka_34

 

O que se seguiu depois disso foi a técnica apurada de ambos numa posição aparentemente (só aparentemente!) muito simples: Carlsen forçando, encontrando brechas, mínimas; e Karjakin resistindo, defendendo, caindo e levantando, perdendo um peão, mas na luta pela atividade. O final, cheio de sutilezas e artimanhas, foi, sim, épico. Não como dos duelos citados de outrora, mas um épico do seu tempo. Ou melhor: quem sabe um aperitivo para o que este match ainda pode nos proporcionar.

78 lances e quase 7 horas de jogo! O empate, que parecia a conclusão lógica depois do lance 5.Te1, aconteceu, mas depois de uma árdua luta que agraciou aqueles que ficaram acompanhando “até mais tarde” (já que, aqui, no Brasil, a partida acabou por volta da meia-noite).  Enfim: não só clique aqui e confira os lances da partida, como veja  o vídeo e assista o GM Rafael Leitão analisando (por mais de 20 minutos) a partida com um convidado especialíssimo: ninguém menos que o GM Alexandr Fier!

 

carka_35

2700 de churrasco: Alexandr Fier!

 

Houve quem disse que Carlsen deixou escapar a vitória (como se fosse FÁCIL chegar perto da vitória com a linha utilizada) e que Karjakin teve sorte. Nada mais errado. Como bem disse o companheiro de equipe de Karjakin, o GM Peter Svilder (que está comentando o mundial por um site especializado): “ Estão falando que Karja teve sorte… Podem falar o que quiser, mas se teve algo, naãoo foi sorte! Karja trabalhou duro para não perder esse jogo… Lógico que Carlsen errou, mas não digam que foi sorte…”.

Se este empate (épico) vai animar os ânimos de Karjakin e atiçar ainda mais a sede de vitória de Carlsen, não sabemos. Mas, com absoluta certeza, podemos dizer que, de agora em diante, “não há pacto entre leões e homens”.

 

 

FONTES

Site Oficial

Chess24

Chess Base

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 15-11-2016

No comments

Deixe seu comentário