Campeonato Russo: Riazantsev Campeão

A Superfinal Russa deste ano, disputada entre 16 e 27 de Outubro, no Museu Estatal de Historia Local de Novosibirsk, foi um dos eventos mais aguardados do xadrez russo e mundial. Mas sem estrelas como o ex-campeão mundial Vladmir Kramnik; o “ascendente” Ian Nepomniachtchi, que jogou uma olimpíada impressionante; e o desafiante ao título mundial Sergey Karjakin, que, sem dúvida nenhuma, fizeram falta.

 

Com tais ausências, as atenções caíram em cima dos experientes Peter Svidler (2745), sete vezes campeão russo, e Alexander Grischuk (2752). Além, claro, de Evgeny Tomashevsky (2724) – que era o atual campeão russo. Mas além destes três gigantes, mais oito jogadores compuseram esta final na seção absoluta: Ernesto Inarkiev (2732); Nikita Vitiugov (2721); Dmitry Jakovenko (2714); Vladimir Fedoseev (2665); Alexander Riazantsev (2651) – guarde este nome!; Dmitry Kokarev (2636); e Aleksey Goganov (2635).

 

russo2

Os jogadores (a foto está longe, mas tem um robô no palco. Isso compensa)

 

 

E apesar das boas lutas entre os jogadores, os vários empates entre as 11 rodadas acabaram diminuindo um pouco o ânimo do torneio. Peter Svidler, por exemplo, que o diga. Após vencer na primeira rodada uma boa partida contra Ernesto Inarkiev, acabou empatando todas (isso mesmo, TODAS) as partidas restantes. 10 empates consecutivos. Selo Anish Giri de controle de qualidade para Svidler.

 

 

 

Mesmo assim Svidler conseguiu a quarta colocação. Evgeny Tomashevsky, campeão da edição 2015, ficou em terceiro lugar e indo não muito além que Svidler na escala Anish Giri de manutenção da Paz Mundial – 9 empates e duas vitórias. E, curiosamente, uma das vitórias de Tomashevsky igualmente foi em cima de Inarkiev. Aliás, o segundo lugar, Alexander Grischuk, repetiu a mesma pontuação de Tomashevsky (9 empates e 2 vitórias), mas acabou tendo melhor critério de desempate – os adversários vencidos por Grischuk ficaram em posições melhores que os vencidos por Tomashevsky. Mas, então, afinal, quem foi o campeão?

 

russo3

“Eu!”

 

Não. Não foi o Kasparov (mas fica a pergunta: como será que o “o ogro de Bakú” se sairia numa final como esta?). O grande campeão russo de 2016 foi Alexander Riazantsev (2651) – número 8 do torneio. E não confundir com Alexander Ryazantsev, meio campista da seleção russa de futebol. Observem o que a simples troca de uma letrinha (“y” por “i”) pode fazer:

 

russo4

Ryazantsev…

 

 

russo5

…Riazantsev

 

 

Mas com uma determinação de artilheiro, Riazantsev (2651), de 31 anos, que foi treinador do time feminino russo nesta última Olimpíada, e também trabalhou como segundo de Kramnik no último Memorial Tal, acabou alcançando uma vitória a mais que Grischuk e Tomashevsky. Além da vitória contra o 2700 Dmitry Jakovenko (2714 para ser mais exato) – mas que, diga-se de passagem, jogou um péssimo torneio, ficando apenas em nono lugar –, destaque para o bonito arremate que conseguiu contra Dmitry Kokarev. Clique aqui e veja as análises do nosso GM Rafael Leitão para esta partida.

 

No Feminino a coroa ficou com a multimídia Alexandra Kosteniuk (2537) – num torneio muito mais sangrento que o da seção absoluta. Kosteniuk somou 8,5 pontos, sendo 7 vitórias, 3 empates e 1 derrota. Natalija Pogonina (2484) e Anastasia Bodnaruk (2463) foram o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

 

russo6

 

 

Parabéns aos campeões e… Está chegando a hora! Carlsen e Karjakin: quem leva?

 

FONTES

Site Oficial (em russo)

Chess 24

Chess Base

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 03.11.2016

 

 

No comments

Deixe seu comentário