Memorial Chigorin 2016: Fier em Campo

Memorial Chigorin 2016: Fier em Campo

 

 

Teve início no último dia 14, e terminou no dia 24, um dos festivais mais tradicionais do xadrez russo. Trata-se do Memorial Chigorin, que homenageia aquele que é considerado por muitos especialistas o pai da escola russa de xadrez: Mikhail Ivánovich Chigorin (1850-1908).

 

chigo2

 

Dono de um xadrez dinâmico e criativo, amante de gambitos e linhas agudas, Chigorin chegou a desafiar o primeiro, oficialmente, campeão mundial Wilhelm Steinitz (136-1900), em duas oportunidades. Mas, embora tenha perdido ambos os matchs (o segundo, é bem verdade, por muito pouco), seu escore pessoal contra Steinitz acabou muito equilibrado: 24 vitórias, 27 derrotas e 8 empates – o número reduzido de empates era não só característico da época, mas também um reflexo do estilo e da personalidade de Chigorin. E quando algum jogador possui o “par de cavalos”, é muito difícil não ser evocado o nome de Chigorin, que possui preferência pelos equinos do tabuleiro em detrimento do sacrossanto “par de bispos” de Steinitz…

 

O MEMORIAL

 

Como de costume, no primeiro dia de festival, houve um animado e emocionante torneio blitz – disputado em 13 rodadas e com o ritmo de 3 minutos mais 2 segundos de acréscimo por lance. O número 1 do evento foi o GM chinês Lu Shanglei  (2715). Contudo, o campeão foi o GM russo David Paravyan (2579), ao alcançar 11,0 pontos – 0,5 a mais que Shanglei (2715).

 

E nosso intrépido e internacional Alexandr Fier estava lá! Mas… As coisas não foram, desta vez, tão bem para o nosso viajado GM. No blitz, Fier (2498 – rating FIDE blitz) iniciou e terminou o torneio na 31º colocação – somando 8,5 pontos 7 vitórias, 3 empates e 3 derrotas (ao final, perdendo 1,4 pontos de rating).

 

No torneio principal, que contou com 492 participantes, Alexandr Fier (2614), que era o número 11 da competição, somou 6 pontos e terminou na 59º colocação. 5 vitórias, 2 empates e 2 derrotas e menos amargos 15,2 pontos de rating.

 

É como já nos confessou em off, nos bastidores, o próprio GM Fier, acerca de um torneio disputado em Tbilisi, Geórgia (local onde hoje reside o GM), mas que bem serve para exemplificar também um torneio em solo russo: “Um torneio típico georgiano [no caso aqui, russo] saindo com – 20 pontos e vendo um pessoal de 2330 com 2750 de performance em 6  rodadas e outras aberrações clássicas”. Por exemplo, a derrota na segunda rodada contra não-titulado Andrey Drygalov (2318) reforça a tese. E mesmo a boa vitória de Fier na sétima rodada contra o Mestre Fide Ilya Duzhakov (2411) só demostra que a vida não é fácil na mãe Rússia… Chigorin que nos ajude (clique aqui e veja a boa vitória do GM Fier analisada pelo nosso GM Rafael Leitão).

 

No final a vitória ficou com o jovem GM russo, de 19 anos, Kirill Alekseenko (2554). 8 pontos com 7 vitórias, 2 empates, performance de 2807 e mais 25 pontos de rating – considerando a performance do garoto, e a sua pontuação, até parece pouco rating ganho… Mas não é. Neste nível, não é mesmo. Kirill ficou na frente do GM russo Evgeny Romanov (2619); do norte-americano Gata Kasmky (2637); e do também russo Sergey Volkov (2609) – todos somaram 6,0 pontos e terminaram em segundo, terceira e quarto, respectivamente.

 

A mãe Rússia, observada de cima por Chigorin, é implacável. Mas outros torneios virão… sempre virão!

 

FONTES

Site Oficial

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 25.10.2016

No Comments

Post a Reply