Conheça Os Cinco Grandes Mestres Mais Velhos da História

Conheça Os Cinco Grandes Mestres Mais Velhos da História

Conheça Os Cinco Grandes Mestres Mais Velhos da História

C:UsersUserDesktopvelhos.jpeg

A precocidade está cada vez mais presente entre os enxadristas de alto nível, porém, também é possível aumentar o entendimento do jogo e até mesmo conquistar o título de Grande Mestre na melhor idade. Recentemente a Academia Rafael Leitão noticiou a vitória de um argentino de 95 anos em um torneio de xadrez rápido em Buenos Aires.

Se você tem o sonho de se tornar Mestre Internacional ou até mesmo Grande Mestre, não desista. Seja qual for sua idade, com esforço e orientação você pode chegar ao objetivo. E o artigo de hoje é uma lição de vida, pois apresenta os cinco enxadristas mais velhos da história a se tornarem Grande Mestre (GM).

Vale ressaltar que a FIDE criou o título de GM em 1950 e o distribuiu para dezenas de jogadores. Na ocasião, muitos enxadristas estavam com idade avançada e longe do seu melhor momento nos tabuleiros. A redação da Academia Rafael Leitão foi rigorosa e descartou os enxadristas com titulações retrospectivas e honorárias. Só entrou na lista quem de fato esteve ativo na melhor idade.

 

1- Yuri Shabanov, 67 anos

C:UsersUserDesktop799px-Shabanov_vs_Tseshkovsky,_1973.jpg

Shabanov x Tseshkovsky, 1973

Yuri Shabanov (Rússia) nasceu em 1937 e conquistou o título de GM em 2004, aos 67 anos, quando se tornou Bicampeão Mundial de Veteranos. Pouco tempo antes, no ano de 2001, alcançou o rating mais alto de carreira: 2505 pontos. Portanto, trata-se do enxadrista mais velho da história a conquistar o título de GM. Shabanov faleceu em 2010.

 

2- Oleg Chernikov, 64 anos

C:UsersUserDesktopolge.jpg

Oleg Chernikov

Chernikov nasceu na Rússia em 1936 e conquistou o título de GM em 2000, aos 64 anos. Assim como Shabanov, Chernikov tornou se Campeão Mundial de Veteranos. Em termos de rating, seu auge foi registrado logo após o título. Em 2001, Oleg Chernikov chegou a 2472 pontos no ranking da FIDE. Faleceu em 2015.

 

3- Janis Klovans, 62 anos

C:UsersUserDesktopm_klovans2.jpg

Janis Klovans

Janis Klovans nasceu em 1935, na Letônia. Entre 1954 e 1986 foi campeão nacional em nove ocasiões. Marcou presença em equipes de jovens da Letônia ao lado de Mikhail Tal. Tornou-se Mestre Internacional em 1976 e disputou as Olimpíadas de Xadrez de Manila 1992 e Istambul 2000.

Tornou-se Grande Mestre em 1997 ao vencer o Campeonato Mundial de Veteranos. Klovans também venceu a competição em 1999 e 2001. Além disso, tornou-se Grande Mestre no xadrez por correspondência. Seu rating máximo foi alcançado em 1996, quando chegou aos 2530 pontos.

Como um enxadrista tão forte demorou tanto para conquistar o título de GM? Uma possível resposta está no fato de Janis Klovans ter sido um oficial do exército soviético. Por esse motivo, raramente teve permissão para jogar torneios fora da União Soviética, o que o deixou com poucas chances de ganhar títulos da FIDE. Klovans faleceu em 2010.

 

4- Juzefs Petkevics, 62 anos

Nascido em 1940, o enxadrista letão Juzefs Petkevics conquistou o título de Grande Mestre em 2002, aos 62 anos, quando venceu o 12º Campeonato Mundial de Veteranos. Foi campeão da Letônia em 1974 e 1985. Tornou-se MI em 1980 e disputou três Olimpíadas de Xadrez: Moscou 1994, Yerevan 1996 e Elista 1998.

 

5- Valery Grechihin, 61 anos

Mais um enxadrista da Rússia na lista. Valery Grechihin nasceu em 1937 e tornou-se GM em 1998. Nunca foi campeão mundial de veteranos e conquistou o título por vias “normais”. Curiosamente, seu maior rating foi alcançado ainda mais tarde. Em 2002, Grechihin estava com incríveis 2591 pontos no ranking da FIDE. Valery faleceu em 2008.

 

Também vale mencionar os enxadristas: Algimantas Butnorius (Mônaco), Larry Kaufman (Estados Unidos) e Vladimir Okhotnik (França). O trio também se tornou GM aos 61 anos, através do Campeonato Mundial de Veteranos.

 

Entre os enxadristas citados, qual história mais lhe impressionou? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

 

Comment ( 1 )

  • JÔNATAS

    Nunca é tarde!
    Excelente artigo!

Post a Reply