Dados Históricos da Vitória de Carlsen

    Campeonato Mundial: Dados Históricos da Vitória de Carlsen

    Magnus Carlsen venceu Ian Nepomniachtchi por 7.5 x 3.5 e manteve o título de Campeão Mundial. Sem dúvida a sexta partida foi o momento crítico do confronto, quando Carlsen venceu após 136 lances, o jogo mais longo da história dos mundiais. Nepo se desestabilizou após a primeira derrota e não encontrou mais seu melhor xadrez, sendo derrotado outras três vezes após cometer erros gravíssimos para um enxadrista da elite mundial.

     

    Está sem tempo para ler o artigo? Escute a versão em áudio!

     

     

    [Clique aqui e veja o Tilt Final de Nepomniachtchi]

     

    Pós-Match

     

    Traição Russa?

    Carlsen revelou sua equipe de analistas durante o confronto e, entre os colaboradores, chamou atenção a presença do forte enxadrista russo Daniil Dubov. Quem poderia imaginar que um enxadrista russo ajudaria outro jogador contra um compatriota?

    Até agora a polêmica está apenas nas redes sociais. O vice-campeão mundial de 2016, Sergey Karjakin, fez declarações fortes contra Dubov. Em resposta, Dubov afirmou não ver problemas no apoio a Carlsen visto que não era uma competição entre países. Será que Dubov sofrerá algum tipo de retaliação? Vamos acompanhar os próximos episódios.

     

    Nota do GM Rafael Leitão: Essa crítica da equipe do Nepo pelo Dubov ter ajudado o Carlsen é absurda e, creio, sua verdadeira intenção é desviar o foco do péssimo xadrez apresentando pelo desafiante depois da sexta partida. Dubov já havia trabalhado com o Carlsen antes e ele é livre para ser analista de quem quiser.

     

    O Último Mundial de Carlsen?

    Outra notícia bombástica foi a revelação de Magnus Carlsen de que provavelmente não defenderá o título de Campeão Mundial caso o próximo match, marcado para o início de 2023, não seja contra o prodígio Alireza Firoujza.

    Firoujza já tem vaga garantida no próximo Torneio de Candidato, junto com os seguintes jogadores:

    • Alireza Firoujza
    • Fabiano Caruana
    • Ian Nepomniachtchi
    • Sergey Karjakin
    • Teimour Radjabov
    • Jan-Krzysztof Duda

    As duas últimas vagas serão definidas no Grand Prix da Fide, marcada para o primeiro semestre de 2022.

     

    Curiosidades Sobre a Vitória de Carlsen

     

    O 4º Maior Vencedor de Matches pelo Campeonato Mundial

     

    Com duas vitórias contra Anand e uma contra Karjakin, Caruana e Nepomniachtchi, Magnus Carlsen chega a 5 vitórias em matches pelo Campeonato Mundial. Lasker, Karpov e Kasparov são os maiores vencedores de matches da história, todos com 6 vitórias.

     

    Nota do GM Rafael Leitão: Talvez seja mais preciso dizer “6 defesas de matches”, já que Lasker empatou o match contra Schlechter e Kasparov empatou um dos matches contra Karpov. Em ambos os casos o regulamento previa que o campeão conservava a coroa no caso de empate. Carlsen empatou os matches contra Karjakin e Caruana no “tempo normal”, mas venceu ambos com autoridade no desempate em partidas rápidas.

     

    Lasker: Steinitz (2x), Marshall, Tarrasch, Schlechter e Janowski.

    Karpov: Korchnoi (2x), Kasparov, Timman, Kamsky e Anand.

    Kasparov: Karpov (4x), Short e Anand, sendo os dois últimos pela PCA.

     

    O 6º Campeão Mais Longevo

    Magnus Carlsen será campeão mundial até 2023, quando completará uma década com a coroa. Entre todos os campeões, Carlsen é o sexto com mais tempo com o título máximo do xadrez mundial.

    1- Lasker: 27 anos (consecutivos)

    2- Alekhine: 17 anos (não consecutivos)

    3- Karpov: 16 anos (não consecutivos, lembrar da divisão FIDE X PCA)

    4- Kasparov: 15 anos (consecutivos, lembrar da divisão FIDE X PCA)

    5- Botvinnik: 13 anos (não consecutivos)

    6- Carlsen: 10 anos (consecutivos e que serão completados em 2023)

     

    Campeão Invicto Pela 7ª Vez na História

    Nepomniachtchi não conseguiu vencer uma partida sequer do Campeonato Mundial. Esse foi o sétimo match da história que um dos enxadristas não conseguiu ganhar uma única partida.

    1907 – Lasker x Marshall (+8 =7 -0)

    1910 – Lasker x Janowski (+8 =3 -0)

    1921- Capablanca x Lasker (+4 =10 -0)

    2000 – Kramnik x Kasparov (+2 =13 -0)

    2013 – Carlsen x Anand (+3 =7 -0)

    2018 – Carlsen x Caruana (+0 =12 -0) Tiebreak: 3×0 Carlsen

    2021 – Carlsen x Nepomniachtchi (+4 =7 -0)

     

    Carlsen vai realmente abdicar do mundial caso Firoujza não seja o desafiante, ou a declaração é apenas uma forma de pressionar o prodígio que acabou assumir a segunda posição no ranking da FIDE?

    Deixe sua opinião nos comentários.

    Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

    Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

    Imagens: Site Oficial

     

    One Reply to “Dados Históricos da Vitória de Carlsen”

    • Luiz Gustavo

      Parabéns pelo artigo. Assim como está no texto, também acredito que essa polêmica sobre o Dubov é atitude de quem não tem muito o que dizer depois vida surra que foi o match. Já sobre a possibilidade de Carlsen abandonar a coroa de campeão mundial, eu acredito que deva ser levando mais a sério. Carlsen até demorou para disputar o título de campeão, pois se recusou a participar de um torneio de candidatos com o qual não concordava com as regras. Além disso, depois que ele sobrepujou a geração anterior, Anand de e Kramnik, ele também já surrou a geração dele - Karjakin, Caruana e Nepo - não sobrando ninguém que pareça um verdadeiro desafio - Giri, MVL, Ding, Aronian, So - na geração dele. Dos mais novos, o Rapport está num bom momento, mas não parece mais do que isso e a consistência dele não parece o suficiente, e temos o Firoujsa subindo feito um foguete. Ele parece, realmente, o único que pode disputar com o Carlsen. Não acho que a declaração seja uma forma de pressionar o Firoujsa, mas uma manifestação de insatisfação com uma disputa na qual faz três matches que os adversários entram para não perder, ficam torcendo para ganhar uma partidinha como o Karjakin, e depois querem levar o título na retranca, e o Carlsen fica com toda a responsabilidade da disputa. Se ele ganha, não fez mais do que a obrigação Se empata, cobram dele a falta de agressividade. Se ele perde, é devido a ele não aguentar a pressão da defesa do título. Ninguém cobra os desafiantes. Se os desafiantes também jogassem para ganhar o matche, e não para o Carlsen perder, todos iam levar surras como o Nepo. No fundo, a mais digna disputa foi com o Anand, que tentou ganhar mesmo ele - Anand - sendo o campeão atual. Nós formatos mais rápidos de xadrez todos os participantes jogam para ganhar e a disputa fica mais interessante para o próprio Carlsen, mesmo quando ele não é o campeão.

      Bem, essa é só minha opinião. Parabéns, novamente pelo artigo!

    Deixe seu comentário

      [class^="wpforms-"]
      [class^="wpforms-"]