El Debs Vence o Washington Congress 2015

Enquanto o mundo gira e seus os insondáveis mistérios entre o céu e a terra não param de aumentar, nós, pobres redatores tupiniquins do tal jogo de xadrez, aqui na Academia, continuamos nossa árdua e shakespeariana batalha para proporcionar a melhor cobertura sobre tudo aquilo que acontece, ou não, dentro das 64 casas. E mesmo que isso signifique entrar de cabeça na Deep Web do xadrez virtual mundial: os famigerados e malditos sites norte-americanos de divulgação e cobertura dos torneios. Mas o motivo vale à pena: a vitória de nosso GM Felipe El Debs no WASHINGTON CHESS CONGRESS 2015!

O torneio, que começou no dia 7 e terminou no dia 12 deste mês, além dos vários MFs e MIs locais, o torneio contou com 5 GMs, dentre estes uma lenda do xadrez mundial: o GM israelita Leonid Yudasin – que jogou alguns torneios de candidatos contra os melhores do mundo lá pela década de 90 do século passado.

GM Leonid Yudasin

[O lendário GM Leonid Yudasin – um dos melhores do mundo na década de 90]

 

Felipe fez um excelente torneio. Invicto, 6 vitórias e 3 empates, terminou com 7,5 pontos em 9 rodadas – um ponto a mais (!) que o GM norte-americano Sergey Erenburg e o já citado Yudasin, ambos com 6,5 pontos. Sobre a sua participação, o muito simpático GM brasileiro comentou de forma espirituosa – em sua página pessoal do Facebook:

 

“Campeão do Washington Chess Congress 2015 na Premier Section. Meu primeiro título internacional.  Apenas alguns meses depois de ter jogado um péssimo torneio no mesmo hotel. Não faço a menor ideia o que fiz de errado para me preparar no outro nem o que fiz de certo dessa vez, mas aceito feliz o presente de Caíssa. Talvez o rancor acumulado me faça bem e esse negócio de paz de espírito seja balela.”

 

Estudando um pouco a trajetória pessoal do GM brasileiro, talvez tenhamos a resposta que o próprio não conseguiu: sendo formado, com louvor, no curso de Ciências Econômicas, e pela consagrada Fundação Getúlio Vargas (FGV), o que falou mais alto foi o oportunismo da alta do dólar – Felipe levou de premiação 3.100 George Washington para casa (façam as contas aí… Nada mau!). Portanto, El Debs, além da formação e do sangue, deve guardar, sim, um rancor: o do prejuízo.

 

E falando nos brasileiros, Renato Quintiliano terminou o “Show do Milhão” americano, o Milionaire Chess, em 48º lugar – com 4,5 pontos. O torneio foi vencido pelo simpático Hikaru “Te da aaaasas” Nakamura (100 mil dólares no bolso do garoto propaganda do Red Bull), numa final eletrizante contra Le Quang Liem.

najamura milionaire chess

[Ele deve estar pensando: “imagina o quanto de RedBull eu não posso comprar com 100 mil dólares?”]

 

E o Matt Damon continua desaparecido…

 

Fontes:

http://chessevents.com/washingtonchesscongress/

http://www.gcf.org.ge/?address=main&lang=1

https://millionairechess.com/

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 13.10.2015.

 

2 Respostas a “El Debs Vence o Washington Congress 2015”

  • David Borensztajn (MN)

    Um pequeno reparo na matéria: Yudasin é israelita (religião) mas israelense como cidadão. Há uma diferença marcante entre as duas coisas, especialmente porque em Israel há muçulmanos (uns 25%),cristãos e drusos, todos com sua própria crença mas de cidadania israelense.O Yudasin joga com a bandeira de Israel, e não com uma Torá ou outro objeto religioso judaico a representá-lo. Imagine um outro jogador qualquer jogando com uma cruz como representação de seu país....

    • Rafael Leitão

      Obrigado pelo esclarecimento, David! Lamentamos o equívoco.

Deixe seu comentário