5 Conselhos A Um Jovem Enxadrista

5 Conselhos A Um Jovem Enxadrista

5 Conselhos A Um Jovem Enxadrista

Por MN Nicolau Leitão

Se o futebol é o esporte mais popular do mundo, no lar dos Leitão, em São Luís-MA, o esporte-bretão (também amado por nós) sempre sofreu uma forte concorrência: a do xadrez. Assim foi que o Sr. José ensinou todos os filhos a mover as peças em idade precoce.

Ricardo e Rafael foram seguidos por Nicolau. Nós três chegamos a compor uma equipe, carinhosamente apelidada de Os três porquinhos, para disputar e vencer uma edição dos Jogos Escolares Maranhenses, os JEMs.

 

O irmão mais velho abandonou os tabuleiros de forma competitiva, o do meio se tornou Grande Mestre e um dos maiores nomes da modalidade na história do Brasil. Eu, o caçula, tornei-me Mestre Nacional, professor e acumulei boa experiência, entre erros e acertos.

E é um pouco dessa história que quero compartilhar com você, jovem enxadrista, para ajudá-lo a bater menos a cabeça na parede do que eu. Lembre-se: o inteligente aprende com os próprios erros, os sábios aprendem com os erros dos outros.

 

Os Conselhos

1. Construa Uma Relação Leve Com O Xadrez

O primeiro conselho que eu dou é: se você quer competir, construa uma relação leve com o xadrez. Jogue fundamentalmente porque você gosta, porque você ama.

Ganhar, empatar e perder fazem parte do processo. Não deixe o medo da derrota paralisar você. Não empate partidas de forma rápida. Permita-se evoluir ao acumular experiência em diversos tipos de posições.

 

2. Leveza Com Energia

Ter uma postura leve não significa entrar de forma descompromissada. Encare cada partida com toda energia possível. Esteja disposto a jogar longas batalhas, mesmo que durem 100 lances ou mais. E não se preocupe em querer alcançar alguma vantagem de forma rápida. Era de costume eu me angustiar quando isso não acontecia e sobrevoarem minha mente pensamentos do tipo: “ah meu Deus! A partida tá simplificando muito, não tô conseguindo nada!”. Hoje sei que é possível jogar para ganhar quase todas as posições – e que vencer em meia-hora ou em cinco rende o mesmo ponto.

3. Fuja Dos Falsos Atalhos

Não adote sub-variantes e “esqueminhas” como opção principal do seu repertório. Se o seu objetivo é jogar cada dia melhor, então será necessário jogar linhas clássicas desde o início de sua jornada como enxadrista.

 

4. Cuidado Com A Tecnologia

Os softwares e clubes onlines são fundamentais, mas não despreze a importância dos tabuleiros físicos e do velho amigo da humanidade, o livro! E ressalto: quando for jogar suas partidinhas pela internet, aproveite a sessão para melhorar. Analise os jogos e faça um diagnóstico dos erros mais frequentes para atacá-los no treinamento.

 

5. Treine Todos Os Dias

Estabeleça como meta treinar todos os dias, mesmo que seja por meia hora (para responder exercícios de tática, por exemplo). Acredite, é a constância, a consistência que vão fazer você  jogar melhor e ter bons resultados.

Eu garanto: se você adotar essa postura, montar um repertório básico de aberturas e resolver exercícios de táticas em todas as sessões de treino, os primeiros pontos virão matematicamente!

 

Para acompanhar o trabalho do Professor MN Nicolau Leitão, acompanhe a sua Escola de Xadrez nas redes: Instagram @escolaleitaodexadrez e Facebook @profnicolauleitao.

Comments ( 2 )

  • Lars

    Obrigado pelas palavras. Muito úteis

  • Juliano

    Boas orientações! Obrigado!

Post a Reply