Grandes Enxadristas: A História de Siegbert Tarrasch

Grandes Enxadristas: A História de Siegbert Tarrasch

Grandes Enxadristas: A História de Siegbert Tarrasch

Siegbert Tarrasch nasceu em 5 de março de 1862, em Breslau, no reino alemão da Prússia. Nessa região, que atualmente faz parte da Polônia, também nasceram os mitológicos Adolf Anderssen (1818-1879) e Johannes Hermann Zukertort (1842-1888). Tarrasch foi um dos melhores enxadristas do mundo na última década do século XIX e nos primórdios do século XX.

C:UsersUserDesktoptarrasch.jpg

O Segredo de Tarrasch

 

Mas como Tarrasch chegou ao topo? O enxadrista seguiu um método simples de treinamento no início da carreira, método indicado com frequência pelo GM Rafael Leitão: Siegbert Tarrasch estudou os clássicos. Leu os livros de Philidor, Stamma, Von Der Lasa e o handbook de Dufresne e Zukertort, algumas das principais obras da época. Com tamanha cultura enxadrística, sua força como jogador cresceu rapidamente.

 

Grandes Resultados

Tarrasch viveu um grande momento entre 1889 e 1903, com vitórias nos torneios de Breslau, Manchester, Leipzig, Monte Carlo, Dresden e Viena. Após a vitória em Manchester (1890), o Havana Chess Club propôs um match entre Tarrasch e o campeão mundial, William Steinitz. Porém, infelizmente para o mundo do xadrez, Tarrasch recusou a disputa para se dedicar à carreira de médico.

Nesse momento estava claro que o Dr. Tarrasch era um sério candidato ao título mundial. Em 1893 empatou um match com o melhor enxadrista russo da época: Mikhail Chigorin. O duelo terminou em 11×11. Já em 1905, derrotou o americano Frank Marshall por 12×5.

 

C:UsersUserDesktoptarrasch x chiorin.jpg

Tarrasch x Chigorin

 

Match com Lasker

Naquele tempo as negociações pela disputa do Campeonato Mundial eram complexas. Porém, depois de Tarrasch vencer Marshall de forma convincente, em 1908 a Associação de Xadrez da Alemanha reuniu a quantia necessária para a realização do match Lasker x Tarrasch. Lasker havia sido campeão mundial em 1894, quando venceu William Steinitz. O ritmo de jogo era de 15 lances por hora com o adiamento após a sexta hora. O enxadrista que vencesse oito partidas seria declarado campeão mundial.

O duelo foi realizado nas cidades de Düsseldorf e Munique, ambas na Alemanha. Tarrasch alegou que não poderia deixar o país em função da sua profissão. O enxadrista jogou excelentes partidas ao longo do match, mas acabou derrotado por 8 x 3, com cinco empates. Tarrasch estava com 46 anos durante o match e Lasker completou 40 alguns meses depois. No livro “Meus Grandes Predecessores”, Garry Kasparov lamenta a realização tardia do match: “É uma pena que não tenha acontecido 10 ou 15 anos antes”.

 

C:UsersUserDesktopLasker-tarrasch.jpg

Tarrasch perdeu para Lasker por 8×3

 

Aforismos de Tarrasch

O estilo de jogo de Tarrasch seguia regras, formuladas metodicamente, como um complemento dos trabalhos de Steinitz. Por mais que nenhuma regra seja absoluta, os ensinamentos de Tarrasch ainda são fundamentais para quem começa a captar os segredos do xadrez.

Frases como: “Um cavalo no canto sempre está mal situado”, “Se uma peça está mal colocada, então toda a posição está arruinada”, “O futuro pertence a quem tem o par de bispos”. Sentenças como essas foram inovadoras no final do século XIX e ainda são de grande valor para os enxadristas de todos os níveis.

Também não há como não citar a frase mais célebre de Tarrasch: “Eu sempre senti um pouco de pena daquelas pessoas que não conhecem o xadrez, pois o xadrez, assim como o amor e a música, tem a virtude de fazer um homem feliz”. De fato, Tarrasch foi um esplêndido teórico (a Defesa Tarrasch é utilizada até hoje), um excelente escritor e realizou uma grande contribuição para o desenvolvimento do xadrez. Faleceu em 1934, pouco antes de completar 72 anos.

 

Por todo esse legado, Tarrasch pode ser considerado um campeão sem coroa? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Comments ( 2 )

  • Luiz Roberto Carvalho

    Muito bom.

  • Marcos Alexandre Bronosky

    Que legal…. realmente algumas pessoas não precisam de coroas !

Post a Reply