Ding Liren Próximo do Torneio de Candidatos

    Federação Chinesa de Xadrez Articula e Ding Liren Deve Jogar o Torneio de Candidatos

     

    Situação inusitada ocorreu após Sergey Karjakin ser banido, por seis meses, devido ao apoio público a Vladimir Putin e a guerra na Ucrânia. O enxadrista russo tinha uma das oito vagas no Torneio de Candidatos.  Porém, com a punição, a FIDE declarou que o enxadrista com o maior rating e com pelo menos 30 jogos em 2022, ficará com o lugar de Karjakin.

     

    Até então, Ding Liren era o número 3 do mundo, atrás apenas do campeão mundial, Magnus Carlsen, e de Alireza Firouzja, que já está classificado. O chinês, porém, disputou apenas quatro partidas no ano e precisaria de mais 26 jogos antes do final de abril, o que parecia improvável.

     

    Foi nesse instante que a Federação Chinesa entrou em ação. No dia 27 de março, Ding Liren começou a jogar o Torneio de Hangzhou, contra outros três enxadristas chineses, todos próximos dos 2600 pontos de rating.

     

    O mais curioso é que o torneio está sendo disputado no sistema “todos contra todos”, em quatro turnos. Ou seja, Ding Diren fará 12 partidas contra 3 adversários,  em 8 dias e com 4 rodadas duplas, algo incomum na elite.

     

    Ding começou com 4 vitórias em 4 rodadas e, devido ao 100% inicial, passou Firouzja no ranking da FIDE com 2808 pontos, voltando para a segunda colocação.

     

    O leitor mais atento pode se perguntar: “E as outras 14 partidas?”.

     

    Logo após o Torneio de Hangzhou, Ding Liren jogará um match de seis partidas contra Wei Yi, entre os dias 5 e 10 de abril. E, durante os dias 14 a 24 de abril, Ding Liren jogará 10 partidas em um torneio classificatório para os Jogos Asiáticos 2022.

     

    Então, Ding Liren terá feito 28 jogos, dois a mais do que o necessário, dentro do prazo estabelecido pela FIDE.

     

    Apesar do calendário minuciosamente programado para que Ding Liren dispute o Torneio de Candidatos, parece normal que a Federação Chinesa de Xadrez não meça esforços para apoiar o seu principal enxadrista.  É natural imaginar que, nessas condições, outras federações fizessem o mesmo.

     

    Também é importante ressaltar que o Torneio de Candidatos ganhará com a participação do segundo enxadrista no ranking internacional. Ding Liren não jogou o Grand Prix por problemas no visto e sofreu com as restrições em viagens.

     

    Por outro lado, é lamentável que uma das vagas para o ciclo do Campeonato do Mundial seja definida desta maneira.

     

    Anish Giri, por exemplo, criticou a decisão da FIDE: “Não vejo nenhuma lógica neste critério. A FIDE removeu as vagas por rating. Então, eu não me preocupei mais com a minha classificação. Agora, em vez de classificar o terceiro do Grand Prix, por exemplo, a vaga por rating está de volta. Eu não entendo a lógica por trás disso”.

     

    Aronian, Wesley So, Mamedyarov e o próprio Giri poderiam lutar pela vaga na ausência de Ding Liren.

     

    Você concorda com o critério imposto pela FIDE para substituir Karjakin? Deixe sua opinião nos comentários.

     

    Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

     

    Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

    One Reply to “Ding Liren Próximo do Torneio de Candidatos”

    • Luiz Gustavo

      Obrigado por explicar como ficou o torneio de candidatos. Pessoalmente, concordo com o Giri, teria sido melhor seguir o critério que já estava estabelecido.

    Deixe seu comentário