Máximo Igor Macedo é Eleito Presidente da CBX, Mas Disputa Continua

Máximo Igor Macedo é Eleito Presidente da CBX, Mas Disputa Continua

O Árbitro Internacional Máximo Igor Macedo, do Rio Grande do Norte, é o novo presidente da Confederação Brasileira de Xadrez (CBX). A eleição aconteceu no último dia 31 de janeiro, nos salões do Holiday Inn, em Natal. O mandato tem duração de quatro anos.

 

Está sem tempo para ler? Escute a versão em áudio!

“É com muita alegria que agradeço a confiança de todas as Federações e enxadristas que nos apoiaram. Seguiremos com nossas propostas para desenvolver o xadrez em todas as regiões e dar continuidade e avançar no trabalho realizado pelo GM Darcy Lima, em suas gestões, que estimularam e oportunizaram o desenvolvimento em todo país. Um forte abraço a todos, Gens Una Sumus!”, afirmou o novo presidente da CBX nas redes sociais.

 

C:UsersUserDesktop25e9619-1cc7-4f42-b7b5-b70f86fa94b5_CBX1.jpg

AI Máximo Igor Macedo (Foto: Facebook)

 

Só 10 das 27 Federações Votaram

A chapa vencedora, “Xadrez para todo Brasil”, contou com os 10 votos das federações aptas a votar: AP, CE, MG, PB, PI, RJ, RN, RS, SC e SE. As chapas “Restauração do xadrez brasileiro” – candidato a presidente, Denrick Cabral; e “Xadrez para Todos” – candidato a presidente, Leandro Barcellos; não obtiveram votos.

Como foi explicado no artigo “Disputas judiciais marcam as eleições da CBX”, existe um debate jurídico no que diz respeito ao direito de voto das demais federações.

 

O Relato de Quem Não Conseguiu Votar

O presidente da Federação de Xadrez do Paraná, Paulo Virgilio Rios Rodriguez, que também é vice-presidente técnico da chapa Restauração, foi até o local da eleição, mas acabou impossibilitado de votar e só conseguiu assistir a votação após uma longa discussão.

“Estivemos no local tentando fazer valer o direito das federações prejudicadas e, mesmo com procurações que nos permitem representá-las, fomos impedidos de entrar no local da eleição como representante delas. Depois de muita discussão, conseguimos entrar como delegado de chapa. Infelizmente, o presidente da Federação do Acre foi barrado e ficou de fora”, afirmou Paulo V.R. Rodriguez.

 

Candidato Afirma que Eleição pode Ser Anulada

Em nota, o candidato da chapa Restauração, Denrick Cabral, afirma que “existem diversos agravos no TJES (Tribunal de Justiça do Espírito Santo) e logo essa eleição deve ser anulada por força judicial”.

Cabral também promete acionar a esfera penal “como um alerta para todas as federações que se atrelaram a isso, votando por receios, medo de retaliações ou contrapartidas, contrariando a vontade da grande maioria de seus enxadristas”.

Atualmente, apenas os presidentes das federações têm direito a voto na CBX. Os jogadores também deveriam poder votar? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz.

8 Respostas a “Máximo Igor Macedo é Eleito Presidente da CBX, Mas Disputa Continua”

  • AngelusDuSoir

    Parabéns ao vencedor.

  • René Silva

    Todos que pagam anuidade da CBX deveriam ter direito a voto.

    • Paulo Humberto

      Essa eleição teve vários vícios, por isso precisa e deve ser anulada. O Presidente eleito, por sua vez, tem histórico de ter sido eleito Presidente da FNX - Federação Norte-riograndense de Xadrez por vários mandatos em eleições simuladas, utilizando os mesmos métodos dessa eleição ou de forma até pior, inclusive se valendo de eleitores fantasmas, isto é, de Clubes criados e/ou desativados, e que aparecem só para votarem nas eleições. Portanto, o novo presidente da CBX tem a mesma credibilidade perante a maioria dos enxadristas do Brasil, igual ao seu antecessor, ou seja nenhuma.

  • Joatan Freitas

    Infelizmente, há um histórico antidemocrático em muitas federações de Xadrez, desde o controle político aparelhado por grupos aristocráticos até a inobservância da participação democrática dos enxadristas nas decisões desportivas. Lamentável!

  • Francisco

    Parabéns a gestão eleita.
    Apesar do ano ainda se apresentar difícil com a pandemia, acredito que conseguirão realizar as mudanças necessárias que a antiga gestão não soube fazer.
    Que feio insistir em não aceitar uma derrota legítima.. Parece uma criança que perdeu uma bola que nem era sua.

  • Kezia Lenderly

    Aos vencedores as batatas, quentes.

  • Arthur

    A Federação de Xadrez do Paraná está provando de seu próprio veneno, quando destituiu a antiga Federação Paranaense de Xadrez através de seu mandatário, Jayme Sunyê, época em que ainda tinha poderes na CBX. Eles acabaram uma Federação ativa para criar uma nova e continuam lá até hoje....com o Sr. Paulo estando lá desde o início. Estranho é alguém com essa postura querer cobrar alguma credibilidade da CBX. E, veja, minha opinião é que ambos estão muito errados.

  • Mr Santana de Heródoto

    Sim, deveriam votar. Como já foi dito, acredito que todas as pessoas que pagam anuidade são membros, logo, têm direito à voto naturalmente.

    Simplesmente ridícula a posição dessas pessoas parabenizando os vencedores como se tivesse acontecido alguma disputa. Baixem as cabeças porque a moral de vocês tá bem lá em baixo.

Deixe seu comentário