Van Foreest Supera Favoritos e Vence o Tata Steel

    Van Foreest Supera Favoritos e Vence o Tata Steel

    O passar dos anos é um adversário imbatível. Mais cedo ou mais tarde, até mesmo os melhores da história foram substituídos pelos seus sucessores. Nesse contexto, a grande dúvida é: Quando essa substituição vai acontecer novamente? Quem será o novo dono da coroa?

    Magnus Carlsen completará 31 anos em 2021. É o melhor do mundo há cerca de 10 anos. O enxadrista da Noruega conseguirá se manter no topo por mais uma década? Só o futuro dirá, mas o fato é que surge uma nova geração com enxadristas destemidos, capazes de encurtar o reinado de Carlsen.

     

    Van Foreest Campeão

    Situação comprovada na 83ª edição do torneio de Tata Steel (Wijk aan Zee), realizado entre 16 e 31 de janeiro. Em seu próprio país, o holandês Jorden Van Foreest – de apenas 21 anos – surpreendeu os grandes nomes do xadrez internacional e ficou com o título ao somar 8,5 pontos em 13 rodadas.  Com 2671 pontos de rating, Van Foreest saltou para 2701 e pulou para a 37ª colocação no ranking internacional.

    “Passar dos 2.700 era o meu grande objetivo a médio prazo e eu consegui isso de uma vez só. Eu ganhei o que muitos chamam de Wimbledon ou Roland Garros do xadrez. Ainda não posso acreditar, até uns dias nem sonhava com isso. O sonho de toda minha vida tornou-se realidade”, afirmou Van Foreest após a conquista.

     

    C:UsersUserDesktopvan.jpg

    Jorden Van Foreest campeão

     

    Classificação Final – Wijk aan Zee 2021

    1. Jorden Van Foreest (Holanda) 8.5/13
    2. Anish Giri (Holanda) 8.5
    3. Andrey Esipenko (Rússia) 8.0
    4. Fabiano Caruana (EUA) 8.0
    5. Alireza Firouzja (FIDE) 8.0
    6. Magnus Carlsen (Noruega) 7.5
    7. Pentala Harikrishna (Índia) 6.5
    8. Aryan Tari (Noruega) 6.0
    9. Nils Grandelius (Suécia) 6.0
    10.  Jan-Krzysztof Duda (Polônia) 5.5
    11. David Anton Guijarro (Espanha) 5.0
    12.  Radoslaw Wojtaszek (Polônia) 5.0
    13.  Maxime Vachier-Lagrave (França) 5.0
    14.  Alexander Dochenko (Alemanha) 3.5

    C:UsersUserDesktopcampeões.jpg

    Pódio: Giri, Van Foreest e Esipenko

     

    Novo Prodígio Russo

    O russo Andrey Esipenko completa 18 anos em março e também faz parte desta nova geração de enxadristas brilhantes que apareceu para o mundo em Wijk aan Zee. Esipenko venceu Carlsen na oitava rodada e terminou na 3ª colocação. Esse resultado fantástico também fez o enxadrista ultrapassar a barreira dos 2700 pontos.

    C:UsersUserDesktopesipenko.jpg

    Esipenko brilhou em Wijk aan Zee

     

    Firouzja no Topo Mais Uma Vez

    Alireza Firouzja, 17 anos, é mais conhecido no cenário internacional em comparação com Van Foreest e Esipenko. O enxadrista iraniano, que atua com a bandeira da FIDE, mostrou um xadrez firme mais uma vez. Assim como Esipenko e Fabiano Caruana, Firouzja fez meio ponto a menos dos líderes e pelos critérios de desempate, acabou na quinta colocação.

     

    Carlsen Decepciona

    Entre os mais experientes, Anish Giri (26 anos) ficou com o vice-campeonato ao perder o título apenas nas partidas blitz. Caruana (28) teve um desempenho sólido, meio ponto a menos dos líderes. Por outro lado, Carlsen (30) jogou abaixo do que esperasse do campeão mundial: 6ª colocação com 1 derrota, 9 empates e 3 vitórias.

    “Minha atuação é vergonhosa. Me senti bem quando cheguei das férias, e melhor ainda depois de ganhar de Firoujza na primeira rodada. Porém, depois comecei a cometer um erro após o outro, um dia sim e no outro também. Por sorte, ganhei duas das últimas cinco partidas e isso me conforta um pouco para seguir trabalhando. É o meu único consolo”, afirmou Carlsen.

    C:UsersUserDesktopcalrsen.jpg

    Carlsen teve uma atuação abaixo da média

     

    Líder do Candidatos em Penúltimo

    Também chama a atenção o fraco desempenho de Maxime Vachier-Lagrave. Líder do Torneio de Candidatos, paralisado após 7 das 14 rodadas, terminou na penúltima colocação em Wijk aan Zee, com 5 pontos em 13 rodadas. C:UsersUserDesktop2.jpg

    Vachier-Lagrave teve um fraco desempenho em Wijk aan Zee

     

    Aos 30 anos, o enxadrista francês “escondeu” seu verdadeiro xadrez? Deixe sua opinião nos comentários.

    Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

    Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

    Fotos e mais informações: Site oficial

     

    3 Respostas a “Van Foreest Supera Favoritos e Vence o Tata Steel”

    • Henrique Stievens

      Na minha opinião o MVL não jogou 100%, dizer que escondeu seu jogo é muito provável ele praticamente não demosntrou nada novo mas isso custou 10 colocações na classificação da FIDE. Oque realmente importa para ele é performar bem no candidatos não ficaria surpreso que ele ganha se mas seus adversários vem pesados pra esta disputa. Ele deve ter usado este torneio como uma espécie de aquecimento, mas também pode ser do.mais um torneio ruim dele vai saber ....

    • Leandro

      Magnífico resultado, fosse o Giri, Firouzja (que foi roubado) ou o Esipenko (ou o Grandelius) um dos campeões.
      Pra mim foi a melhor edição do Tata
      Partidas boas, boas novidades em termos de atores....
      Torci pro Giri mas fiquei contente com a vitória do Forest
      Caprichosamente Forest tem uma partida com marcha do rei, bem no estilo do Timman, o último campeão do Tata Steel até então.

    • Rilton

      Acho que Vachier escondeu o jogo sim: o grande objetivo dele é vencer o candidatos e nesse torneio tinham 3 adversários, Giri e Caruana no candidatos e Carlsen, caso ele vença! Acho que Carlsen também não jogou a 100% de sua força, afinal seu possível desafiante ao título possivelmente estava no torneio!

    Deixe seu comentário