Campeonato Mundial: Fabiano Caruana, O Desafiante

Campeonato Mundial: Fabiano Caruana, O Desafiante

C:UsersUserDesktopcaruana.jpg

 

“Eu acho que minhas chances são de 50 a 50”. Essa foi a frase de Fabiano Caruana, logo após ter vencido o Torneio de Candidatos no mês de março, quando questionado sobre suas possibilidades na disputa pelo Campeonato Mundial contra Magnus Carlsen.

Caruana mostrou-se confiante mesmo com um histórico negativo contra o atual campeão mundial. Em 33 partidas clássicas, o desafiante venceu apenas em cinco ocasiões, com dez derrotas e 18 empates. O placar total é de 19 x 14 para Carlsen. Em partidas rápidas e blitz a vantagem do campeão mundial é ainda maior: 33.5 x 21.5.

O fator psicológico é fundamental em duelos pelo Campeonato Mundial. Nesse cenário, Fabiano Caruana está certo ao demonstrar confiança. Do contrário suas chances serão quase nulas. É preciso respeitar Carlsen, mas não temê-lo.

Se em março a distância entre ambos parecia grande, a diferença aparenta ser bem menor a poucas semanas do início do match. Isso porque, os postulantes ao título mundial nunca estiveram com os ratings tão próximos. Carlsen lidera o live chess ratings por míseros 2,4 pontos, ou seja, além do título mundial, a liderança na próxima listagem da FIDE também estará em jogo.

 

Apoio

C:UsersUserDesktopcaruan e ka.jpg

Caruana e Kasimdzhanov na Olimpíada de Baku, 2016. Imagem: David Llada

 

O GM Rustan Kasimdzhanov é o grande apoiador da carreira de Fabiano Caruana. Kasimdzhanov venceu o Campeonato Mundial da FIDE de 2004, quando superou enxadristas poderosos como: Ivanchuk, Grischuk, Topalov e Adams. Em entrevista ao chess.com, Caruana ressaltou a importância do seu segundo:

“Ele tem um grande papel na minha carreira. Oficialmente, nós estamos trabalhando juntos e indo a torneios desde 2015, mas antes disso, nós também já estudávamos. Ele é um cara ótimo, um excelente segundo. Isso é muito importante, você precisa de alguém que o apoie e com quem se sinta confortável e para mim é ele”, ressalta Caruana.

 

Biografia

Fabiano Caruana nasceu em Miami, nos Estados Unidos, em 30 de julho de 1992. Aprendeu a jogar xadrez na escola, aos cinco anos, após a família se mudar para Nova Iorque. Seu primeiro treinador foi o Mestre Nacional Bruce Pandolfini. Tornou-se Mestre FIDE aos 12 anos.

Com o objetivo de que Fabiano se tornasse um enxadrista profissional, a família Caruana se mudou para a Europa em 2004. Em 2006 conseguiu o título de Mestre Internacional e no ano seguinte tornou-se Grande Mestre.

Disputou quatro Olimpíadas de Xadrez pela seleção da Itália entre 2008 e 2014. Sempre no tabuleiro 1, acumulou 19 vitórias, 14 empates e apenas 6 derrotas. Caruana voltou a defender o seu país de origem em 2015. Conquistou o título geral da Olimpíada de Baku, em 2016, e a prata na Olimpíada de Batumi – 2018, ambas no primeiro tabuleiro dos Estados Unidos.

C:UsersUserDesktopsinquefield-cup-2014.jpg

Caruana foi brilhante na Sinquefield Cup – 2014

 

Chama a atenção o desempenho na Sinquefield Cup de 2014. Caruana venceu a competição com 8.5 pontos em 10 rodadas, três pontos na frente do campeão mundial Magnus Carlsen. O ex-campeão mundial Vaselin Topalov terminou em terceiro com 5 pontos. Maxime Vachier-Lagrave, Levon Aronian e Hikaru Nakamura foram os outros participantes do torneio.

 

Quais são as chances de Caruana contra Carlsen? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

 

 

One Reply to “Campeonato Mundial: Fabiano Caruana, O Desafiante”

  • David Alexandre d

    Estou na torcida pela Caruana!

Deixe seu comentário