Caruana Jogará pelos Estados Unidos

O dia 12 de Maio de 2015 entrará para a história do Xadrez Norte-americano – e mundial. O Top GM Fabiano Caruana (2803) iniciou hoje seu processo para mudança de filiação frente à FIDE. Agora Caruana defenderá não mais a Itália, mas os Estados Unidos da América.  Na verdade, Caruana já havia jogado pela Federação dos EUA dos cinco até os de treze anos de idade (período em que morou no país – sua família possui dupla cidadania). Somente em Outubro de 2005 que Caruana mudou sua afiliação, na FIDE, dos EUA para a Itália. Mas, agora, o GM retorna para os braços do Tio Sam.

Segundo as palavras do próprio Caruana:

“I’m absolutely thrilled to be representing the United States again and working with the Chess Club and Scholastic Center of Saint Louis. I’d like to thank everybody who has made this possible, and I look forward to this exciting new partnership. In addition, I want to take this opportunity to express my appreciation and gratitude for the support given to me over the past ten years by the Italian Chess Federation. I wish them all the best for the future.”

Em uma livre tradução: “Estou absolutamente encantado por poder representar os Estados Unidos novamente e de trabalhar com o Chess Club and Scholastic Center of Saint Louis. Eu gostaria de agradecer a todos que tornaram isso possível e estou ansioso para esta nova parceria emocionante. Além disso, eu quero aproveitar esta oportunidade para manifestar o meu apreço e gratidão pelo apoio dado a mim, ao longo dos últimos dez anos, pela Federação de Xadrez Italiano. Desejo-lhes tudo de melhor para o futuro”.

xadrez eua

A inclusão do GM Fabiano Caruana aos Estados Unidos é, realmente, um grande marco para o país. Pela primeira vez na história os Estados Unidos terão três dos dez melhores jogadores do mundo. Os GMs Hikaru Nakamura (2799), quarto do mundo, e Wesley So (2778), sétimo do mundo, completam a lista “TOP 10” da agora equipe americana – que ainda contaria com Ray Robson (2674); Gata Kamsky (2673); o experiente Varuzhan Akobian (2632); os jovens Daniel Naroditsky (2622) e Yaroslav Zherebukh (2639) – este último ex-jogador ucrâniano e também só recentemente ligado aos EUA; Alexander Onischuk (2662); Samuel Shankland (2656) e, possivelmente, Aleksandr Lenderman (2636).

Desta forma, o rating médio da equipe norte-americana seria, aproximadamente, 2.745,4 – atrás apenas da Rússia, com algo por volta de 2.759,4.

 

Foto: GM Fabiano Caruana no Gland Slam 2012, em São Paulo.

Fontes: Site ChessBase; Site USChess.

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 13.05.2015.

No comments

Deixe seu comentário