Mundial de Categorias em Porto Carras 2015

De 25 de outubro a 05 de novembro, na paradisíaca Porto Carras, na eterna Grécia, aconteceu o Mundial de Categorias 2015. Em onze rodadas, com ritmo de 90 minutos para 40 lances e mais 30 K.O, com acréscimo de 30 segundos por lance, abarcou, tanto no absoluto, quanto no feminino, as categorias sub18, sub16, sub14, sub12, sub 10 e sub 08.

 

Mundial de Categorias em Porto Carras 2015

[Quem vê uma cena tão singela assim não imagina as furiosas batalhas dentro do tabuleiro. Mas tudo bem: no final tudo acaba em pizza – ou bolacha, no caso]

 

E, evidentemente, todos sabemos a importância de um Mundial de Categorias – “O Chefe”, por exemplo, que o diga: o GM Rafael Leitão é o único brasileiro campeão mundial de xadrez (FIDE), título conquistado por duas vezes: no sub-12, (Varsóvia/Polônia, em 1991) e sub-18 (Menorca/Espanha, em 1996).

 

rafael leitão xadrez campeão mundial

[Fofinho, não? Na época, o pequeno Peter Leko não achou… Vice para o húngaro e taça para o brasileiro!]

Como bem observou o modesto ChessBase, podemos resumir este Mundial numa palavra: Índia. A terra natal do ex-campeão mundial Viswanathan Anand conquistou nada menos que cinco medalhas de outro, três de prata e três de bronze (onze no total) – EUA e Rússia, por exemplo, conquistaram apenas quatro medalhas cada (sendo que nenhuma foi de ouro). A tão falada atualmente China conquistou apenas uma medalha. E é bom salientar: o número de medalhas não tem correlação com o número de jogadores levados por cada país, pois a Índia contou com 50 representantes, enquanto EUA, Rússia e até o Canadá, levaram 129, 70 e 56, respectivamente – a China levou “apenas” 46 jogadores.

 

Mundial de Categorias em Porto Carras 2015

[Sarin, que era o 28º no sub12, venceu, nas duas últimas rodadas, o MF Nodirbek Abdusattorov (2432) e Awonder Lliang (2365) – números 1 e 2 da categoria! E tudo isso com sono e ficando mais em pé do que sentado nos tabuleiros…]

 

O Brasil contou com três representantes: CM Vitor Roberto Castro Carneiro, no sub18; Davi Sulzbacher, no sub16; e Aline Balena no sub08 feminino.

Vitor Carneiro, que já havia disputado no mês de setembro o Campeonato Mundial Sub20, na famosa cidade de Khanty-Mansyisk, Rússia, lutou até o final na parte de cima da tabela. Na última rodada, contra o MI australiano Rishi Sardana, caso vencesse, provavelmente, Vitor alcançaria sua primeira norma de MI – além do 4º/6º lugar com 8,0 pontos. O Brasileiro terminou a competição na 15ª posição com 7,0 pontos – o que, de todo modo, um resultado muito bom. [ Veja aqui ] uma das melhores vitórias de Vítor no torneio.

vitor carneiro xadrez

[Mais uma excelente experiência internacional para o CM Vitor Roberto]

 

Davi Sulzbacher, no sub16, terminou com 5,5 pontos e na 90º posição, enquanto Aline Balena, na sub08, somou 3,5 pontos e a 83º posição. Ambos jogaram um torneio equilibrado e, evidentemente, a experiência que obtiveram é indiscutível.

Parabéns a todos. E que venha o novo: o futuro começa agora!

Quando somos jovens, temos manhãs triunfantes”.

(Victor Hugo, poeta e romancista francês)

 

 

FONTES:

Chess Base

Chess Results

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 08.11.2015.

No comments

Deixe seu comentário