Vachier-Lagrave Vence Shenzhen Masters 2018

Vachier-Lagrave Vence Shenzhen Masters 2018

 Vachier-Lagrave vence Shenzhen Masters 2018

C:UsersUserDesktopgiri x vachier.jpg

Giri x Vachier Lagrave

 

Quando todas as atenções estão voltadas para o Campeonato Mundial, realizado em Londres, entre Magnus Carlsen e Fabiano Caruana, os chineses seguiram suas vidas normalmente com a segunda edição do Shenzhen Chess Masters, realizado entre 04 e 14 de novembro.

Os dois melhores enxadristas da China na atualidade, Ding Liren e Yu Yangyi, participaram da competição, além das estrelas internacionais: Maxime Vachier-Lagrave (França), Anish Giri (Holanda), Radosław Wojtaszek (Polônia) e Vitiugov Nikita (Rússia).

 

Francês Leva o Título

Vachier-Lagrave (2778), que outrora foi o segundo no ranking da FIDE, foi o campeão com 5,5 pontos em dez rodadas. O enxadrista francês empatou nove partidas e venceu um único confronto, justamente contra o chinês Ding Liren, até então detentor de uma marca histórica de 100 partidas de invencibilidade. Giri (2780) e Ding Liren (2816) também somaram 5,5 pontos, mas tiveram um pior critério de desempate.

Yu Yangyi (2764) e Vitiugov Nikita (2709) totalizaram 50% dos pontos e o polonês Wojtaszek foi o último com 3,5. O torneio foi disputado no sistema todos contra todos em dois turnos. O ritmo de jogo foi de 90 minutos para os 40 primeiros lances, seguidos de 30 minutos até o final da partida, com um incremento de 30 segundos por lance desde a primeira jogada.

O evento contou com uma premiação total de aproximadamente R$340 mil, sendo R$75,6 mil para o campeão. A competição aconteceu no distrito de Longgang, na cidade de Shenzhen, uma das maiores e mais importantes cidades da China, localizada ao sul do país e ao norte de Hong Kong.

 

Ranking da FIDE

Em relação ao ranking da FIDE, existia a chance de Ding Liren tomar a terceira posição do azerbaijano Mamedyarov, porém, isso não se confirmou e o chinês se mantém como o quarto melhor enxadrista do mundo. Já Wojtaszek perdeu 12,4 pontos de rating e caiu da 16ª para a 20 ª colocação. Vitiugov ganhou quatro posições e agora é o 32º do mundo. Anish Giri, em quinto, Vachier-Lagrave, o sexto, e Yu Yangyi, o 12º, mantiveram as colocações.

 

Histórico

Na primeira edição do Shenzhen Masters, realizada em 2017, Ding Liren conquistou o título de forma isolada com 6,5 pontos. Anish Giri terminou com o vice-campeonato e o russo Peter Svidler foi o terceiro. Yu Yangyi, Harikrishna Pentala (Índia) e Michael Adams (Inglaterra) também participaram da competição.

 

Shenzhen Chess Masters
2018 Pts. 2017 Pts.
1 Vachier-Lagrave (França) 5.5 Ding Liren (China) 6.5
2 Anish Giri (Holanda) 5.5 Anish Giri (Holanda) 5.5
3 Ding Liren (China) 5.5 Peter Svidler (Rússia) 5.5
4 Yu Yangyi (China) 5.0 Yu Yangyi (China) 4.5
5 Vitiugov Nikita (Rússia) 5.0 Harikrishna Pentala (Índia) 4.5
6 Radosław Wojtaszek (Polônia) 3.5 Michael Adams (Inglaterra) 3.5

 

Curiosamente, na edição de 2018 nenhum enxadrista conseguiu vencer com as peças negras. No total, foram 24 empates e seis vitórias das brancas. Ou seja, 80% das partidas mantiveram a igualdade, número exagerado até para torneios da elite mundial. No ano anterior, as brancas venceram em quatro ocasiões, mas as negras também conseguiram quatro vitórias. O empate foi o resultado de 22 partidas.

 

Você já passou um torneio inteiro sem vencer uma única partida de pretas? Conte sua história nos comentários.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Imagem: Site Oficial

 

No Comments

Post a Reply