Copa do Mundo: Saiba O Que Aconteceu Nas Semifinais

 

Levon Aronian (Armênia) e Ding Liren (China) são os finalistas da Copa do Mundo de Xadrez. As classificações vieram de forma épica em matches duríssimos contra Maxime Vachier Lagrave (França) e Wesley So (Estados Unidos), respectivamente.

 

Levon Aronian parece cansado, mas feliz por superar um rival tão difícil

Aronian 5 x 4 Lagrave

Os dois principais enxadristas do ano travaram a disputa mais emocionante e equilibrada desta Copa do Mundo. Nas partidas clássicas, dois empates sem sofrimento de nenhum lado. No primeiro embate num ritmo mais rápido, o francês melhorou a variante da partida clássica e conquistou o ponto de modo convincente. Nesse momento, Lagrave precisava apenas de um empate, mas Aronian tirou um coelho da cartola. Em uma posição típica de Benoni, sacrificou uma peça e venceu em apenas 26 lances, um duro golpe para o francês.

 

A frustração de Maxime Vachier Lagrave

 

Na terceira e quarta rodada das partidas rápidas, dois empates com muita luta, porém, ninguém conseguiu vantagem suficiente para apertar o adversário. Após seis partidas em diferentes ritmos, o confronto seguia empatado em 3×3, agora tudo seria definido no Blitz, o famoso xadrez relâmpago, vulgo “pingão”!

Na primeira partida do Blitz, Levon Aronian ficou com mais de 11 pontos de vantagem, segundo o computador. No lance 33, o simples Dg5 obrigaria Lagrave a abandonar. Só que o cansaço, após uma maratona de jogos, prejudicou o nível técnico e o armênio chegou a ficar perdido nessa mesma partida. No fim, mais um empate e vida que segue. No duelo seguinte, empate tranquilo e o match seguiria empatado, desta vez em 4×4.

 

Fier não queria perder uma jogada

 

“Haja coração”, diria Galvão Bueno. A decisão foi para o Armageddon. Aronian de brancas, com 5 minutos, e Lagrave de pretas, com 4 minutos, porém, com o empate a favor. Essa partida foi uma verdadeiro “Deus nos acuda”, Lagrave seguia firme no plano de empatar, até que num final de torres, ele foi atrás do peão errado com o rei e ficou perdido. De repente, Aronian erra e o final volta a estar empatado. Na jogada 54 as negras empatavam com Taa4, forçando o perpétuo, porém, no apuro de tempo o francês desperdiçou a chance e entrou no final de torre x dama. Muita técnica por parte de Aronian, que afastou a torre do rei adversário, para capturá-la na sequência e finalmente vencer o match.

Observação: com o computador é muito fácil falar sobre erros. Na pressão de uma Copa do Mundo, somado ao cansaço de uma maratona de jogos e, para piorar, com pouquíssimo tempo no relógio, é outra história!

 

Ding Liren 3,5 x 2,5 Wesley So

Tudo indicava um match equilibrado e de difícil prognóstico e assim foi. Wesley So conseguiu vantagem na primeira partida clássica, mas não foi suficiente para trazer o ponto inteiro. Na segunda partida, muita luta, porém, o resultado manteve a igualdade. Mais uma vez, a disputa foi para os desempates.

Na primeira partida rápida, de pretas, Ding Liren foi superior e conseguiu uma posição ganhadora, porém, ele pecou na hora de fazer o gol e Wesley So conseguiu se salvar. Depois do susto, empate em 9 lances para acalmar os ânimos. Na quinta partida do match (a terceira de rápidas) o destino foi selado. Mesmo com as peças negras, Ding Liren voltou a ser superior.

Como curiosidade, o final da partida foi o mesmo que decidiu o match Aronian – Lagrave: torre e rei para o estadunidense, contra dama e rei para o chinês. Mais um vez, a torre e o rei tiveram que se afastar e a vitória viria após um xeque duplo, mas, antes disso, So abandonou. Ainda houve uma sexta partida. Conduzindo as peças brancas o chinês não arriscou nada, trocou tudo e forçou o empate que o colocaria na final.

 

Torneio de Candidatos

Com a classificação para a final, Aronian e Ding Liren estão garantidos no Torneio de Candidatos, evento que definirá quem será o desafiante de Magnus Carlsen (Noruega), na disputa pelo título mundial. Além dos finalistas da Copa do Mundo, o russo Sergey Karjakin também já garantiu sua vaga, pois foi o último desafiante de Carlsen. As outras cinco vagas ainda estão em aberto. Na disputa por rating, as duas vagas devem ficar entre: Kramnik, Caruana e Wesley So. Já no Grand Prix, que também oferece duas vagas, a disputa está entre Mamedyarov, Grischuk, Radjabov e Maxime Vachier-Lagrave, com outros jogadores correndo por fora. A última vaga é escolhida pela organização, mas o enxadrista escolhido precisa ter, pelo menos, 2725 de rating.

 

Final Especial

Ding Liren (25 anos): De acordo com pesquisas da redação da Academia Rafael Leitão, essa é a primeira vez que um jogador chinês se classifica para um Torneio de Candidatos. Os chineses conquistaram a Olímpiada em 2014, possuem vários jogadores acima dos 2700, porém, nunca tinham colocado um jogador tão perto do topo. A China poderá ter um campeão mundial em breve?

 

Ding Liren fazendo história

 

Levon Aronian (35 anos): Trata-se de um enxadrista consagrado, já passou os 2800 de rating, venceu a Copa do Mundo em 2005 e tenta o bicampeonato. Aronian vai jogar a final tranquilo, certamente seu maior objetivo nessa copa já foi alcançado: se classificar para o Torneio de Candidatos e manter o sonho de ser campeão mundial.

 

Histórico e palpite

De acordo com o site da FIDE, há quatro registros de partidas clássicas entre os dois jogadores finalistas. Em 2013, vitória do chinês – de brancas – no Memorial Alekhine, em Paris. Em 2014 e 2015, Aronian esteve com as peças brancas no Memorial Petrosian, na Rússia, e no Mundial por Equipes, na Armênia. As duas partidas terminaram em empate. O último duelo foi neste ano, no Grand Prix da FIDE, em Sharjah, nos Emirados Árabes. Mais uma vez, Ding Liren jogou de brancas e venceu.

Sendo assim, 3×1 para Ding Liren, com duas vitórias e dois empates. No entanto, a redação da Academia Rafael Leitão acredita no título do armênio.

 

Será que chegou a hora de Levon Aronian dar o troco, ou o chinês renovará o cadastro do seu cliente? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe nas redes sociais.

 

Crédito de imagens: site oficial

5 Respostas a “Copa do Mundo: Saiba O Que Aconteceu Nas Semifinais”

  • Moisés

    Eu torço pelo Aronian, mas tudo pode acontecer, os dois jogadores são extremamente fortes e o número de partidas clássicas é pequeno (2) para uma eventual recuperação no caso de alguém perder a primeira. Acho que vai ser pura emoção essa final e será decidida nas partidas rápidas.

    • Vanderlei Silva (Matão)

      são 4 partidas clássicas na final, Moisés.... reduz um pouco esse "gap" no caso de alguém vencer logo a primeira...

      • Moisés

        Não sabia, e olha que já acompanhei outras copas. Sendo assim fica menos difícil uma eventual recuperação.

  • Reynaldo Carvalho

    Na final são 4 partidas clássicas, não?

  • Henri

    Aronian vence este duelo com certeza, muita experiência e neste dia de descanso, tem algo pronto pra começar sua vitória.

Deixe seu comentário