Grischuk Vence a Etapa de Hamburgo do Grand Prix

Grischuk Vence a Etapa de Hamburgo do Grand Prix e Praticamente Garante Vaga No Torneio de Candidatos 

Alexander Grischuk conquistou o título da terceira etapa do Grand Prix da FIDE. O torneio foi realizado na cidade de Hamburgo, Alemanha, entre os dias 04 a 17 de novembro. Com o resultado, o enxadrista russo faturou $24 mil dólares. Na campanha vitoriosa Grischuk eliminou os seguintes jogadores: Radoslaw Wojtaszek (Polônia), David Navara (República Tcheca), Maxime Vachier-Lagrave (França) e Jan-Krzystof Duda (Polônia), na grande decisão.

O Grand Prix é disputado em quatro etapas e classifica dois jogadores para o Torneio de Candidatos 2020, o qual definirá o novo desafiante de Magnus Carlsen pelo título mundial. A última etapa será disputada em Jerusalém, de 11 a 23 de dezembro. Apenas uma combinação complexa de resultados pode tirar Grischuk do Torneio Candidatos.  

Final Grand Prix Hamburgo: Grischuk x Duda

Entenda a Disputa

Antes de mencionar as possibilidades, é importante lembrar que 22 jogadores – qualificados por rating – disputam o Grand Prix. Como as etapas são limitadas a 16 jogadores, existe um revezamento entre os participantes. Deste modo, todos os jogadores disputam três das quatro etapas.

O Grand Prix tem o seguinte sistema de pontuação: campeão 8 pontos, vice-campeão 5, semifinalistas 3, quartas de final 1. Se o jogador passar de fase nas partidas clássicas, sem precisar dos desempates, ele fatura mais um ponto de bonificação. Ou seja, a pontuação máxima por etapa é de 12 pontos, 8 do título e 4 de bonificação pelas quatro fases vencidas nas partidas em ritmo convencional.

 

Disputa pelas Vagas 

Grischuk lidera o Grand Prix com 20 pontos. O enxadrista já disputou suas três etapas e torce contra seus principais rivais: Maxime-Vachier Lagrave (13 pontos), Shakhriyar Mamedyarov (10 pontos), e Ian Nepomniachtchi (9 pontos). 

Vachier-Lagrave, Mamedyarov e Nepomniachtchi disputarão a etapa de Jerusalém. A tendência é a de que o trio lute pela segunda vaga no Torneio de Candidatos, porém, existem combinações que podem deixar Grischuk de fora. 

Grischuk está muito próximo da classificação

 

O Pior dos Mundos para Grischuk 

Grischuk é eliminado com a seguinte combinação: Mamedyarov campeão, Vachier-Lagrave vice-campeão, desde que Mamedyarov passe ao menos duas das quatro fases nas partidas clássicas e que Vachier-Lagrave passe pelas três fases anteriores sem a necessidade dos desempates. 

Ou, Nepomniachtchi campeão, Vachier-Lagrave vice-campeão, desde que Nepomniachtchi passe ao menos três fases nas partidas clássicas e que Vachier-Lagrave passe pelas três fases anteriores sem a necessidade dos desempates.

 

Sorteio Pode Garantir Vaga 

No entanto, com um pouco de sorte, Grischuk pode garantir sua vaga entre os dois melhores do Grand Prix e, consequentemente, para o Torneio de Candidatos, ainda no sorteio da última etapa. Se Vachier-Lagrave, Mamedyarov e Nepomniachtchi caírem na mesma chave do mata-mata, uma final entre dois deles seria impossível, o que daria a possibilidade de Grischuk se juntar a Fabiano Caruana, Ding Liren, Teimour Radjabov e Wang Hao no Torneio de Candidatos 2020. 

“Será muito agradável assistir a etapa de Jerusalém. É claro que desejo sorte a todos que lutam pelas vagas, mas também não quero que ninguém me supere. Não posso torcer contra mim mesmo”, afirmou Grischuk após o título da etapa de Hamburgo.

Cerimônia de Premiação, em Hamburgo

 

Experiências em Torneios de Candidatos

Aos 36 anos, Alexander Grischuk tenta a classificação para o quinto Torneio de Candidatos da carreira. Em 2007, Grischuk venceu os matches contra Malakhov e Rublevsky e disputou o Campeonato Mundial daquele ano, que reuniu oito jogadores em um torneio todos contra jogos. Grischuk terminou na oitava colocação com duas vitórias, sete empates e cinco derrotas. 

Quatro anos dois, Grischuk herdou a vaga de Magnus Carlsen no Torneio de Candidatos. Carlsen não concordou com o sistema de disputa e recusou a participação. Grischuk eliminou Radjabov e Kramnik para chegar à final contra Boris Gelfand, quando foi derrotado por 3,5 x 2,5. Grischuk também disputou o Torneio de Candidatos em 2013 e 2018, nas duas ocasiões o enxadrista russo terminou na sexta colocação. 

 

Confirmando a vaga, Grischuk pode ganhar o Torneio de Candidatos no ano que vem? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto Escrito pelo MF William Cruz

Imagens: Site Oficial

One Reply to “Grischuk Vence a Etapa de Hamburgo do Grand Prix”

  • Pablo Alejandro Acosta

    Que jogador Alexander Grischuk! Onde vai ser o candidatos, mr humo?

Deixe seu comentário