Magnus Carlsen Domina O Wimbledon Do Xadrez

Magnus Carlsen Domina O Wimbledon Do Xadrez

Magnus Carlsen Domina o Wimbledon do Xadrez

Magnus Carlsen venceu o Tata Steel Chess, realizado entre os dias 12 a 27 de janeiro, em Wijk aan Zee, na Holanda. O campeão mundial terminou a competição invicto com 9 pontos em 13 rodadas,  meio ponto à frente de Anish Giri. Ian Nepomniachtchi, Viswanathan Anand e Ding Liren compartilharam a terceira colocação com 7,5 pontos. A edição de 2019 também foi marcada pelo anúncio da aposentadoria do ex-campeão mundial Vladimir Kramnik.

C:UsersUserDesktoprei.jpg

Magnus Carlsen, o rei de Wijk aan Zee

 

 

Classificação Tata Steel 2019

 

 Nº  Jogador País Pontos Rating
1 Carlsen, Magnus Noruega 9.0 / 13 2835
2 Giri, Anish Holanda 8.5 / 13 2783
3 Nepomniachtchi, Ian Rússia 7.5 / 13 2763
4 Ding, Liren China 7.5 / 13 2813
5 Anand, Viswanathan Índia 7.5 / 13 2773
6 Vidit, Santosh Gujrathi Índia 7.0 / 13 2695
7 Radjabov, Teimour Azerbaijão 6.5 / 13 2757
8 Shankland, Samuel EUA 6.5 / 13 2725
9 Rapport, Richard Hungria 6.5 / 13 2731
10 Duda, Jan-Krzysztof Polônia 5.5 / 13 2738
11 Fedoseev, Vladimir Rússia 5.0 / 13 2724
12 Mamedyarov, Shakhriyar Azerbaijão 5.0 / 13 2817
13 Van Foreest, Jorden Holanda 4.5 / 13 2612
14 Kramnik, Vladimir Rússia 4.5 / 13 2777

C:UsersUserDesktopparticipantes (1).jpg

Participantes com as modelos da empresa Tata Steel

 

O Maior Vencedor da História 

Realizado desde 1938, o Tata Steel Chess pode ser comparado ao Torneio de Wimbledon para o tênis. A lista de vencedores conta a presença de onze campeões mundiais. Por essa razão, essa não foi mais uma simples vitória de Magnus Carlsen. Com sete títulos, o norueguês é o maior vencedor da história de Wijk aan Zee.

7 títulos

Magnus Carlsen

5 títulos

Viswanathan Anand

4 títulos

Levon Aronian, Viktor Korchnoi, Lajos Portisch e Max Euwe

3 títulos

Garry Kasparov, John Nunn, Efim Geller e Jan Hein Donner

2 títulos

Anatoly Karpov, Veselin Topalov, entre outros jogadores.

1 título

Tigran Petrosian, Boris Spassky, Mikhail Botvinnik, Mikhail Tal, Vladimir Kramnik, entre outros jogadores.

C:UsersUserDesktopwee city.jpg

Cidade holandesa recebe há décadas os grandes nomes da história do xadrez

 

Apoio da Gigante do Aço

Inicialmente, o evento era conhecido como Hoogovens, devido ao patrocínio da empresa Koninklijke Hoogovens. No final dos anos 1990 o torneio passou a ser chamado de Corus Chess, já que a Koninklijke Hoogovens se uniu à British Steel para formar o Grupo Corus. A multinacional do aço tornou-se a Tata Steel Europe no final dos anos 2000, o que justifica o nome atual da competição. Felizmente, apesar das mudanças na empresa, o apoio ao xadrez seguiu firme com o passar das décadas.

 

Participações Brasileiras

Em 1999 o GM Rafael Leitão participou do grupo B em Wijk aan Zee. Leitão terminou a competição invicto com 7,5 em 11 rodadas e ficou com o vice-campeonato. O GM Smbat Lputian, da Armênia, foi o campeão.  Já em 2006 foi a vez do GM Giovanni Vescovi representar o Brasil. Também no grupo B, Vescovi fez 6 pontos em 13 rodadas e terminou na 10ª colocação. O título foi compartilhado entre Alexander Motylev e Magnus Carlsen.

C:UsersUserDesktopmekcing.jpg

Bandeira brasileira representada em Wijk aan Zee

 

Três anos depois, Henrique Mecking também disputou o grupo B e terminou na 12ª colocação com 4,5 pontos em 13 rodadas. Fabiano Caruana ficou com o título. Por fim, a última participação brasileira aconteceu em 2013, quando o GM Krikor Mekhitarian disputou o grupo C e terminou na quarta colocação com 8 pontos.

 

O que falta para Magnus Carlsen ser considerado o maior enxadrista de todos os tempos? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Comments ( 5 )

  • Reynaldo Carvalho

    Nada.

    • Ivan Tadeu Couto Rojas

      É, tens razão. Não falta nada. aliás Carlsen venceu o campeonato do mundo, o Tata Steel, o torneio de rápidas. Tudo em apenas três meses.
      É a fera mesmo.

    • Flávio

      Também acho que não falta mais nada, mas mais porque os seus contemporâneos são muito mais fortes do que os dos seus predecessores! E mesmo assim ele se mantém no topo com tranquilidade!

  • Rodrigo

    Rapaz… boa pergunta. Os números deles só crescem… Ele já ganhou mais torneios internacionais que o Karpov ou Lasker? Inclusive, foi esse último que ficou mais tempo como campeão mundial, não foi?

    Eu gosto muito do jogo do Carlsen ali dos anos de 2010-2015, mas tenho muito mais simpatia pelo jogo do Karpov ou Kramnik Apesar de achar que, olhando friamente, o Carlsen os superou.

    Inclusive, fica uma sugestão de artigo sobre o Kramnik, que anunciou sua aposentadoria recentemente, seria bem legal!

Post a Reply