Kramnik Anuncia Aposentadoria

Kramnik Anuncia Aposentadoria

Vladimir Kramnik Se Aposenta Do Xadrez

O ex-campeão mundial, Vladimir Kramnik, anunciou a aposentadoria dos tabuleiros após o torneio Tata Steel, realizado na Holanda, entre os dias 12 a 27 de janeiro. No auge dos seus 43 anos, Kramnik foi o último colocado entre os 14 participantes, com 4,5 pontos em 13 rodadas. O desempenho fraco no torneio não representa a carreira vitoriosa de Kramnik, um dos enxadristas mais relevantes das últimas décadas.

C:UsersUserDesktopkramnik.jpg

Kramnik foi um dos gigantes da era de transição aos supercomputadores. Junto com Karpov e Kasparov, fez parte dos três K´s soviético-russos que dominaram o xadrez entre 1975 e 2006. Em tom de despedida, resumiu sua carreira como enxadrista.

“A vida de enxadrista profissional foi uma viagem maravilhosa e estou muito agradecido ao xadrez por tudo que me deu. Às vezes é difícil, às vezes é mais satisfatório do que pode imaginar, mas em qualquer caso foi uma experiência humana de um valor incalculável. Fiz tudo que  foi possível, me dedicando de corpo e alma sempre que trabalhava e jogava xadrez”, afirmou o ex-campeão.

Sobre o futuro, Kramnik deixou claro que poderá participar de torneios em ritmos rápidos e que deve “centrar-se em projetos no campo do xadrez para crianças e educação”.

 

O Início De Uma Lenda

C:UsersUserDesktopkramnik1993.jpg

Kramnik tinha um estilo rock and roll no início da carreira

Em 1992, com apenas 16 anos, o então MF Kramnik assombrou o mundo na Olimpíada de Manila ao fazer 8.5 pontos em 9 rodadas. Na ocasião, Kramnik entrou para a seleção russa por ter o apoio de Garry Kasparov, que já reconhecia sua capacidade. Tricampeão olímpico por seu país, venceu praticamente todos os principais torneios de sua geração: Linares, Dos Hermanas, Horgen, Tilburg, Tata Steel, Memorial Tal, Melody Amber, Londres   e um destaque especial para Dortmund, onde Kramnik venceu dez vezes entre 1995 e 2011.

 

Ápice Da Carreira

O momento mais marcante de sua carreira aconteceu no ano 2000, quando venceu o então campeão mundial, Garry Kasparov, por 8.5 x 6.5 em um match realizado em Londres. Neste momento, Vladimir Kramnik tornou-se campeão mundial pela PCA (Professional Chess Association), criada por Kasparov em 1993. Em 2004, defendeu o título da PCA contra Peter Leko, da Hungria. Leko chegou à última das 14 partidas precisando apenas de um empate, porém, não resistiu à pressão e sucumbiu. O match terminou 7×7 e Kramnik manteve o título. 

C:UsersUserDesktopkasparov-kramnik.jpg

O match histórico com Kasparov

 

Unificação Dos Títulos

Em 2006 houve a unificação dos títulos da PCA e da FIDE. No match entre os campeões mundiais das duas federações, Kramnik venceu Veselin Topalov (Bulgária) nos desempates após o empate em 6×6 nas partidas clássicas. O duelo foi tumultuado nos bastidores e Kramnik chegou a perder uma partida por W.O.

 

Kramnik Perde A Coroa

Campeão Mundial entre 2000 e 2006, Vladimir Kramnik perdeu o título em 2007, quando ficou na segunda colocação do Campeonato Mundial realizado na Cidade do México, com a participação de oito enxadristas. Kramnik e Anand lutaram pela liderança, mas o indiano terminou com um ponto de vantagem. No ano seguinte, Kramnik e Anand disputaram um match pelo título mundial, Anand manteve o título ao vencer por 6.5 x 4.5.

 

A Manutenção No Topo

 

C:UsersUserDesktopkramnik-carlsen-last-round-qatar-katerina-savina.jpg

Kramnik x Carlsen. Mesmo perto da aposentadoria, Kramnik manteve-se como um adversário perigoso

 

Mesmo não sendo mais o melhor jogador do mundo em 2007, Kramnik manteve-se na elite mundial até o fim de sua carreira. Na lista de janeiro de 2019, o enxadrista russo é o 7º colocado com 2787 pontos de rating. Disputou o Torneio de Candidatos em mais quatro ocasiões: 2011, 2013, 2014 e 2018. Em 2013 compartilhou a primeira colocação com Magnus Carlsen, porém, perdeu a vaga no Campeonato Mundial nos critérios de desempate.

Você acha que Kramnik merece um lugar entre os 10 melhores enxadristas de todos os tempos? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Comments ( 3 )

  • Leandro

    Meu grande ídolo… Já vinha dizendo parar aos 40, mas aos 40 ele disse que enquanto tivesse ganhando, não pararia… Disse que não aguenta derrotas, não ia aguentar ver o nome descendo na tabela.
    Fez.
    Subiu ao Olimpo sem ser deus nem gênio, venceu o maior deus… Se pode falar sobre Kramnik em enciclopédias … Meticulosidade, capitalismo investidor, longo prazo, trabalho, sutilezas, muito conhecimento, paciência, resistência, luta, resignação, profundidade…
    (e tantas outras qualidades, essas foram só pra iniciar)
    Kramnik é o meu melhor de todos os tempos

    Lamento sua aposentadoria, acho que é cedo. Mas a também comemoro, se é pra perder, melhor se dedicar em outras coisas…
    Eu entro em depressão quando vejo uma perdida do Kramnik, fico vários dias sem jogar xadrez, traumatizado, tendo chiliques…
    Parece muita besteira falar isso, mas, acreditem, tenho muita paixão pelas partidas do Kramnik.

    🙂

  • Paulo cesar da silva

    Ótimo artigo. Entre os 10 maiores jogadores de todos os tempos, talvez não. Mas, entre os 20, com certeza.

Post a Reply