Superfinal Campeonato Russo 2015: Primeira Rodada

Começou hoje, e vai até o dia 14 (descansando no dia 15), mas retornando no 16 e terminando no 20, a superfinal do Campeonato Russo 2015. Apesar de algumas ausências sentidas no masculino, como de Kramnik e Morozevich, é, sem dúvidas, uma superfinal: todos os jogadores possuem uma classificação de 2600 ou mais – sendo cinco com mais de 2700.

No masculino o favorito é Dmitry Jakovenko (2759). Embora, depois da “atuação de gala” de Karjakin contra a equipe olímpica chinesa (veja nossa reportagem aqui), não seria de surpreender uma vitória dele neste Campeonato – aliás, como veremos, a primeira rodada só confirmou a boa fase.

Na verdade, num torneio em que ainda temos o sólido Evgeny Tomashevsky (2747); o combativo e heptacampeão nacional Peter Svidler (2739); e o persistente Nikita Vitiugov (2719) – (persiste, sim, pois é um dos grandes especialistas da Defesa Francesa hoje em dia e é justamente dele um dos melhores livros para repertório completo desta defesa. Mas não tema! Se você quiser dar uma lição no Vitiugov e seus seguidores, dê uma olhada no novo curso da Academia: “Derrotando a Defesa Francesa”, clicando aqui!); é difícil falarmos de favoritismo em termos absolutos.

A lista completa do masculino, além dos já citados, conta com: I. Lysyj (2673); V. Artemiev (2671); D. Khairullin (2662); A. Motylev (2658); I. Bukavshin (2655); D. Dubov (2654) e D. Khismatullin (2642).

No Feminino, a favorita é a GM Valentina Gunina (2531), embora os holofotes também estejam sobre as “popstar” Alexandra Kosteniuk (2526) e Natália Pogonina (2460).

A lista é completada por: K. Lagno (2530); A. Goryachkina (2474); E. Kovalevskaya (2453); A. Kashlinskaya (2441); A. Bodnaruk (2431); M. Guseva (2431); A. Savin (2429); O. Girya (2487) e E. Ovod (2327).

 

Na primeira rodada, no masculino, a única vitória foi do Sergey “exército de um homem Só” Karjakin, de brancas, contra Khismatullin. Karjakin, depois de não ter conseguido grandes vantagens na abertura, inclusive saindo um pouco inferior, conseguiu defender e contra-atacar, de forma precisa e cirúrgica, num final de cavalo/ torre contra bispo/torre. A tenacidade de Karjakin nesta partida (77 lances!) impressionou e deixou todos ansiosos para a próxima rodada (menos, talvez, seus adversários) – o final de Torre/Cavalo/três peões contra dama é facilmente ganho, mas não deixa de ser divertido de se ver.

As outras partidas, apesar dos empates, também tiveram suas emoções. Por exemplo, entre Bukavshin x Lysyj vale a pena ver o “divertido” périplo do rei negro pelo tabuleiro depois do sacrifício de duas peças (!) de Bukavshin. Já no encontro de Khairullin x Dubov, o que mais chamou a atenção foi a escolha de Dubov do pouco utilizado, neste nível, Gambito Benko. Por fim, Tomashevsky x Jakovenko e Svidler x Motylev não empolgaram tanto, sobretudo a primeira, mas também tiveram seus momentos de tensão. Em resumo, os resultados:

A. Motylev          ½ – ½  P. Svidler
D. Khairullin       ½ –  ½ D. Dubov
V. Artemiev        ½ – ½  N. Vitiugov
I. Bukavshin       ½ – ½  I. Lysyj
S. Karjakin         1 – 0    D. Khismatullin
E. Tomashevsky ½ – ½   D. Jakovenko

No feminino a primeira foi mais sangrenta – três empates e três vitórias. Girya venceu Ovod e Pogonina venceu Kashlinskaya. Destaque maior da rodada foi a vitória, de negras, de Goryachkina em cima da número um do torneio,  Gunina – o ataque de  Gunina acabou se mostrando precipitado frente a ala da dama abandona. Os resultados:

A. Kosteniuk      ½ – ½  A. Bodnaruk
K. Lagno            ½ – ½  E. Kovalevskaya
A. Savina           ½ – ½  M. Guseva
O. Girya             1 – 0    E. Ovod
V. Gunina          0 – 1     A. Goryachkina
A. Kashlinskaya 0 – 1     N. Pogonina

A sorte está lançada. Façam suas apostas!

 

Site Oficial: Superfinal Campeonato Russo 2015.

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão em 09.08.2015.

No comments

Deixe seu comentário