3 Técnicas Para Melhorar Seu Cálculo no Xadrez

3 Técnicas Para Melhorar Seu Cálculo no Xadrez

Como melhorar seu cálculo no xadrez? Esta é a habilidade mais importante para melhorar os resultados práticos, seja em torneios online ou presenciais. Ela é especialmente importante em partidas com pouco tempo (rápidas ou blitz), já que a tática é mais importante ainda em ritmos de jogo acelerados.

Mas como desenvolver essa habilidade? Neste artigo mostrarei 3 técnicas que considero fundamentais para que você melhore o cálculo.

 

1- Reconhecimento de Temas Táticos

Essa é a primeira habilidade que você deve desenvolver. É preciso conhecer bem os principais temas, como: ataque duplo, xeque descoberto, mate de “gaveta”, atração, demolição da estrutura, cravada etc etc.

Como fazer isso corretamente? Você precisa ter um bom material de tática e estudá-lo em todas as suas sessões de treinamento. Foi assim que eu desenvolvi minha habilidade tática, já que durante muitos anos resolvia exercícios diariamente.

O importante é se acostumar a resolver exercícios constantemente, mesmo que durante uma pequena fração do seu tempo destinado ao xadrez.

Você pode começar o treino resolvendo exercícios de tática ou então deixar essa parte para o final, treinando assim sua concentração quando estiver cansado. Ambos os métodos são válidos.

E qual material deve ser estudado? Existem vários, como: Encyclopedia of Chess Combinations (do Informador), que costuma ser minha recomendação. Você também deve usar nossos vídeos de cálculo e as posições da seção “partida do dia”. Confira a palestra “Reconhecendo Temas Táticos”.

 

 

2- A Técnica da Visão Geral

A primeira vez que li sobre esse termo foi no excelente livro “Secrets of Practical Chess”, do John Nunn. 

Basicamente, trata-se de uma versão mais sofisticada da velha regra que diz que devemos começar o cálculo analisando “xeques, capturas e ameaças “.

Então, nessa visão geral (quick scan, no original) devemos calcular os lances mais forçados, tentadores, opções mais diretas. Essa análise pode ser feita, por exemplo, nos primeiros cinco minutos de estudo da posição. Em alguns casos você já vai conseguir encontrar o melhor lance. Em outros, você precisará ter a disciplina para voltar à posição inicial e, utilizando as ideias que você encontrou nessa visão geral, fazer uma lista de Lances Candidatos.

Saiba mais sobre a Visão Geral em nosso artigo específico sobre o tema. Depois aproveite e veja a nossa palestra.

 

3- A Técnica dos Lances Candidatos

Essa é provavelmente a técnica mais importante para melhorar o cálculo. Por essa razão costuma mencioná-la em quase todas as minhas aulas.

O termo Lances Candidatos foi introduzido no livro “Pense Como Um Grande Mestre”, do Kotov, escrito nos anos 60.

A ideia é que em toda posição de cálculo você deve fazer uma lista de lances interessantes, começando as análises em seguida. O autor sugere, inclusive, que você desenhe uma “árvore de análises” com as diferentes ramificações das variantes.

Essa ideia de desenhar a árvore hoje me parece um tanto curiosa, mas me lembro claramente de fazer esses desenhos quando tinha 12-13 anos, época em que estudei com dedicação esse capítulo do livro.

Se você aprender a usar os Lances Candidatos da forma correta (e não da forma originalmente sugerida no livro) seu cálculo pode melhorar consideravelmente, encontrando recursos escondidos, tanto para você quanto para seu adversário. Leia nosso artigo específico sobre Lances Candidatos e depois veja nossas duas palestras: A Técnica dos Lances Candidatos – Parte I e A Técnica dos Lances Candidatos – Parte II.

 

 

Gostou dessas dicas? Deixe sua mensagem nos comentários e aproveite para divulgar esse artigo nas redes sociais!

 

 

6 Respostas a “3 Técnicas Para Melhorar Seu Cálculo no Xadrez”

  • Paulo Braga

    Show, gostei muito da informação!

    • Rafael Leitão

      Obrigado!

  • Gilvan

    Mestre Rafael,
    Boas dicas,
    Obrigado

  • Job

    Prezado Rafael Leitão, você escreveu aqui "Essa análise pode ser feita, por exemplo, nos primeiros CINCO MINUTOS de estudo da posição", o que me dá a oportunidade de fazer uma pergunta que sempre me intrigou: qualquer que seja a técnica sugerida pelos livros, quase sempre trata-se de coisas complexas que levam CINCO MINUTOS ou mais. Porém, uma partida normal dá a cada jogador cerca de 2h para realizar uns 60 lances - média de apenas 2 minutos por lance, o que passa a suspeita de que os GMs possuem algum protocolo instintivo de raciocínio que leva bem menos do que um minuto (de fato, é possível ver no "Candidates" de 2018 que a vasta maioria dos lances foi realizada em menos de um minuto, com o tempo de reflexão maior se concentrando entre o 15º e o 25º lances, fase do jogo onde realmente a média de tempo gasto superou os 3 minutos por lance).

    • Rafael Leitão

      Por esse motivo é muito importante saber reconhecer os momentos críticos da partida, aqueles em que você tem que calcular e gastar mais tempo.

  • Matheus Lima Bezelga

    Gostei demais algum dia gostaria de jogar com você Rafael Leitão

Deixe seu comentário