Como Treinar Xadrez de Acordo com Seu Rating

Ter um programa de treinamento adequado é fundamental para você que deseja melhorar no xadrez. Em geral, todos os enxadristas precisam treinar o cálculo, conhecer os clássicos, dominar os finais teóricos, a teoria de aberturas, além dos temas estratégicos. 

 

Fischer estudando

Bobby Fischer em treinamento após o título mundial

 

Mas então todo mundo estuda quase a mesma coisa? Claro que não, o nível de aprofundamento em cada tema, além da quantidade de tempo destinada a cada parte do jogo varia de acordo com o seu conhecimento/rating. 

 

Está sem tempo para ler agora? Escute a versão em áudio do artigo!

 

De qualquer maneira, é importante ter consciência que não existe uma fórmula mágica para melhorar. A evolução só vira realidade com dedicação e trabalho constante.

O que será proposto neste artigo lhe servirá como uma guia, muito bem pensado e aprimorado pelo GM Rafael Leitão, para que você aprenda como se deve treinar de acordo com o seu nível de jogo. 

 

Jogadores Até 1700 Pontos de Rating

Nessa fase você deve entender os princípios básicos do jogo. Faça muitos exercícios de cálculo e aprenda os temas táticos. Também é importante estudar os principais finais teóricos. 

Sobre as aberturas, defina o seu repertório. De preferência as aberturas clássicas e agressivas. Nesse momento você precisa confiar nas aberturas que joga, portanto variar o repertório não valerá muito a pena.

Adquira cultura enxadrística. Veja as melhores partidas dos campeões mundiais e conheça o legado desses jogadores. Saiba quais foram os campeões mundiais, mas também assista aos jogos dos torneios atuais. 

Sugestão de roteiro de treinamento: 

  • 30% do tempo destinado ao cálculo: temas táticos;
  • 30% destinado aos finais;
  • 20% de estratégia/partidas;
  • 20% repertório de aberturas.

 

Os livros ainda são grandes aliados para a evolução

 

Jogadores Entre 1700 e 2000 de Rating

Aqui você já domina os fundamentos básicos e os conceitos de estratégia mais simples. O seu repertório está minimamente formado e você também conhece os finais teóricos mais importantes. O desafio agora é aprofundar as questões anteriores. 

Você precisa entender o cálculo em um nível mais complexo. Essa será a prioridade do seu treinamento nesse momento. Por isso, resolva problemas complexos. Se você olhar a posição e encontrar a resposta em segundos, isso significa que o problema está muito fácil para você. É preciso elevar o nível.

Comece a usar o computador. Crie uma base de aberturas e prepare posições mais específicas. Jogue partidas na internet, mas com moderação. Outra dica fundamental: não exagere no estudo de aberturas! Esse é um erro comum entre jogadores nessa faixa de rating. 

Sugestão de roteiro: 

  • 40% cálculo;
  • 20% finais;
  • 20% de estratégia/partidas;
  • 20% repertório de aberturas.

 

Jogadores Entre 2000 e 2200 de Rating

Você já é um jogador avançado, mas ainda precisa se aprofundar no cálculo complexo. Estude os temas complexos de estratégia, principalmente profilaxia. Nunca se esqueça de levar em consideração os planos do adversário. 

Revise e aprofunde os finais teóricos, melhore a sua técnica de finais. Aperfeiçoe o seu repertório de aberturas com o computador.

 Roteiro: 

  • 30% cálculo complexo;
  • 30% abertura;
  • 20% estratégia: livro de partidas, acompanhar partidas atuais;
  • 20% finais;

 

Jogadores Entre 2200 e 2400 de Rating

Você realmente é quase um enxadrista profissional. Se acostume com as mudanças do xadrez moderno e use a tecnologia. Estude o seu repertório de aberturas com o computador.

Ainda assim, você deve seguir treinando o cálculo complexo.  Aprofunde os conhecimentos complexos de estratégia: miniplanos, profilaxia, entre outros, além da técnica dos finais. 

Roteiro: 

  • 40% aberturas
  • 25% cálculo;
  • 20% estratégia: acompanhar partidas atuais;
  • 15% finais;

 

Jogadores Acima de 2400 de Rating

Aqui você já é um enxadrista muito forte. Nesse nível você precisa criar a sua própria teoria e acreditar nas próprias análises. Deixe suas aberturas bem preparadas com uma análise aprofundada e independente das posições críticas do seu repertório.

Também melhore a sua compreensão do jogo, desenvolva o jogo posicional e a técnica de finais. Treine a tomada de decisões complexas, a intuição.

Roteiro:

  • Aberturas: 45%
  • Cálculo, partidas e tomada de decisões: 30%
  • Finais: 15%
  • Cálculo, visão combinatória: 10% (aquecimento, antes de começar o treino).

 

É importante também jogar partidas online para treinar suas aberturas e medir seu progresso. Fazer sessões moderadas de duas a três vezes por semana ajuda muito.

 

Vale ressaltar que, se você perceber uma deficiência específica em alguma área, você vai ter que adaptar o treinamento para resolver o problema mais grave. A dica sempre é: seja flexível!

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

3 Respostas a “Como Treinar Xadrez de Acordo com Seu Rating”

  • Fernando Signorelli

    Olá, comecei a jogar xadrez faz duas semanas. Basicamente estive procurando como começar e em uma página do blog descobri que deveria iniciar pelo livro Xadrez Básico do Orfeu, no entanto, eu imaginava que deveria também jogar na internet, tendo em vista que eu não conheço nenhum jogador pessoalmente e vi muitos GMs recomendarem jogar muito. Já neste artigo, contas que somente pessoas de nível avançado devem jogar na internet, mas com moderação de 3 vezes por semana. Estou correto? Se estou, como devo praticar, devo apenas treinar com livros?

    • Rafael Leitão

      Não, você deve jogar também, é preciso aliar as duas coisas. Mas não adianta apenas ficar jogando, é preciso muito treinamento.

  • Carlos

    Essa estimativa de rating é baseada em alguma plataforma online. (Se sim, qual?) ou no rating CBX/FIDE?

Deixe seu comentário