Armen Proudian é Campeão do Aberto do Brasil Contaud

O MF Armen Proudian (2412) brilhou e ficou com o título do Aberto do Brasil Contaud. O enxadrista de ascendência armênia foi o único, entre os 123 participantes, a terminar a competição com cinco vitórias e um empate. Trata-se de um título especial para Proudian. Afinal, é um feito histórico vencer um torneio com oito GM´s – três deles com mais de 2600 pontos de rating – e cinco MI´s.

Imagem: Portal Mato Grosso / Reprodução

 

O Aberto do Brasil Contaud foi realizado em Cuiabá-MT, entre os dias 31 de maio e 02 de junho, com uma premiação total de R$22 mil. O torneio reuniu jogadores de cinco países e 16 estados brasileiros. Contaud é um grupo de empresas que atua no Mato Grosso desde 1981. O grupo presta serviços nas áreas de gestão de negócios e contabilidade.

 

Classificação final após 6 rondas – TOP 15

 

 

Após o título, a redação da Academia Rafael Leitão conversou o campeão, confira os principais momentos da entrevista:

Redação: Esse é o torneio mais forte que você já ganhou?

Armen Proudian: Sim, com certeza, esse foi o mais forte.

R: É evidente que você tem força de Mestre Internacional, o que lhe falta para conquistar o título?

AP: Eu tenho o rating de 2400 há alguns anos, mas ainda não tenho nenhuma norma. Então, preciso encontrar mais torneios de nove rodadas e buscar as três normas, risos.

R: Este é apenas o seu segundo torneio oficial em 2019. Em 2018 você jogou apenas 11 partidas oficiais. Por que você joga tão pouco e como manter a forma nesse contexto de poucas partidas?

AP: Eu trabalho no Banco Itaú há uns quatro anos. Desde então venho jogando muito pouco, pois sempre preciso tirar férias para jogar. Já não faço aulas com ninguém há alguns anos, apenas jogo de vez em quando na internet para não ficar muito enferrujado, mas mesmo assim é difícil manter a forma.

R: Como foi o seu contato com Levon Aronian?

AP: Eu conheci o Aronian e até joguei uns pings com ele. Ele veio jogar o Grand Slam em São Paulo e após o torneio foi ao clube armênio almoçar e jogar uns blitz.

R: E quanto deu o match?

AP: Acho que foi uns 6×0, por aí, risos. (Nota da Redação: a redação assume a falha de não perguntar para quem foi o 6×0).

R: Conte-nos suas experiências em torneios internacionais.

AP: Em 2010, fui junto com o Krikor Mekhitarian jogar um torneio na Armênia em que a organização chamou armênios de vários países para participar. Foi bem legal, joguei com vários jogadores mais fortes. Também já fui jogar um torneio fechado no Paraguai para tentar a norma de MI, mas eu era bem mais fraco (2270) e não consegui fazer.  

Além disso, joguei o famoso torneio de Gibraltar uma vez. Essa foi uma experiência única porque nunca tinha participado em um torneio com vários jogadores acima de 2700. Foi bem legal assistir as partidas deles ao longo do torneio.

 

Nascido em 1994, Armen Proudian é bicampeão brasileiro de categorias

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais

Resultados completos do Aberto do Brasil Contaud

*Texto escrito pelo MF William Cruz

No comments

Deixe seu comentário