A Fantástica Atuação Brasileira no Mundial Universitário

A Fantástica Atuação Brasileira no Mundial Universitário

A Fantástica Atuação Brasileira no Mundial Universitário

O Campeonato Mundial Universitário foi realizado em Aracaju, no Sergipe, entre os dias 13 a 18 de setembro. No torneio feminino, 24 enxadristas estiveram presentes, representando 11 países: Brasil, Argentina, China, República Tcheca, França, Índia, Peru, Polônia, Eslovênia, Sérvia e Suíça.

Apesar do baixo número de participantes, o nível da competição foi alto, com três WGM´s, cinco WMI´s e seis WMF´s. Após nove rodadas, o título ficou com a WGM Ni Shiqun (2427), da China, única a somar 7,5 pontos. Na campanha vitoriosa, Shiqun não conseguiu superar a WMF brasileira Julia Alboredo, o empate entre ambas aconteceu na segunda rodada.

 

Kathiê Goulart Librelato é Vice-Campeã Mundial

O vice-campeonato ficou com a WMI Kathiê Goulart Librelato (2110). A brasileira era apenas a pré-ranqueada número 12, mas fez um torneio excepcional e conseguiu faturar 42,2 pontos de rating FIDE. O destaque da campanha gloriosa foi a vitória contra a WGM Deysi Cori Tello (2391), do Peru, na última rodada. Kathiê e Deysi Cori terminaram juntas com 6,5 pontos, porém, a brasileira levou a medalha de prata pelo confronto direto.

 

C:UsersUserDesktopkathie.jpg

 

“Estou muito feliz com o resultado. Foi um torneio equilibrado e minha meta era fazer boas partidas, mas o xadrez é surpreendente. Tropecei ainda na segunda rodada, então tive que buscar uma performance de superação, partida por partida. Deu certo! É um orgulho poder fazer parte desse resultado histórico para o Brasil”, afirma Kathiê.

O redator da Academia Rafael Leitão questionou a enxadrista sobre a relevância dos torneios recentes disputados na Europa, através do projeto “Damas em Ação – Rumo à Maestria”, no resultado do Campeonato Mundial Universitário.

“Acredito que tenha tido um papel decisivo, porque joguei o mundial muito mais preparada e confiante nas partidas contra adversárias duras. Além disso, a sequência de torneios me deu ritmo de jogo e maior resistência, pontos importantes especialmente em torneios de longa duração e com tantas rodadas duplas”, afirmou a vice-campeã mundial.

 

C:UsersUserDesktoppódio.jpg

Pódio do feminino: Librelato, Shiqun e Cori Tello

 

Julia Alboredo também teve um resultado expressivo

Quem também tem motivos de sobra para comemorar é a WMF Julia Alboredo (2174). Pré-ranqueada número oito, Alboredo somou seis pontos (4 vitórias, 4 empates e 1 derrota) e terminou na quarta colocação com um rating performance de 2319. Por esse desempenho, a enxadrista faturou 41,6 pontos de rating FIDE.

“Não tenho palavras para descrever essa semana incrível e histórica para o Brasil. Agradeço a todos que mandaram mensagens positivas durante o torneio, e à Universidade Presbiteriana Mackenzie pelo apoio para continuar competindo nesse esporte maravilhoso”, afirmou Julia Alboredo nas redes sociais.

Amanda Dull (18ª posição), Fabíola Campagnolo (22ª) e Jadna Rodrigues (24ª) foram as outras brasileiras no torneio.

 

C:UsersUserDesktopkathie e julia.jpg

A felicidade com a boa atuação é visível nos rosto das brasileiras.

 

Classificação final – Mundial Universitário Feminino 2018 (top 10)

 

Rk. Nome FED Elo Pts.
1 WGM Ni Shiqun CHN 2427 7,5
2 WIM Librelato Kathie Goulart BRA 2110 6,5
3 WGM Cori T. Deysi PER 2391 6,5
4 WFM Alboredo Julia BRA 2174 6,0
5 WCM Leks Maria POL 2108 5,5
6 Liao Rui CHN 1832 5,5
7 WIM Velikic Adela SRB 2339 5,0
8 WGM Olsarova Karolina CZE 2303 5,0
9 WFM De Seroux Camille SUI 2175 5,0
10 WFM Kolaric Spela SLO 2108 5,0

 

Brasil é Terceiro no Geral

C:UsersUserDesktopbrasil.jpg

Delegação brasileira no mundial universitário

No masculino, o título ficou com MI Tadeas Kriebel (2488), da República Tcheca. O MI polonês Grzegorz Nasuta (2491) foi o segundo e o Grande Mestre chinês Lu Shanglei (2635) terminou em terceiro. O Brasil foi representado por Vitor Firmo Rocha (22º colocado), Thiago Dobuchak (24º), Ricardo Japiassu (25º) e Gustavo Silva (26º).

Para obter a classificação geral, somaram-se os três melhores resultados de cada país. Devido ao desempenho fantástico das meninas, a delegação brasileira terminou na terceira colocação geral. A China foi a equipe campeã e  a Polônia terminou em segundo.

 

C:UsersUserDesktoppor equipes.jpg

Pódio por equipes

 

Mais informações sobre o Campeonato Mundial Universitário.

Jogar torneios na Europa é fundamental para alavancar o nível no xadrez? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

No Comments

Post a Reply