Grandes Torneios de Xadrez: Copa Itaú

 Grandes Torneios de Xadrez: Copa Itaú

A Copa Itaú foi o principal torneio de xadrez do Brasil no final da década de 1990 e início dos anos 2000. Realizada na cidade de São Paulo, a competição reuniu os melhores enxadristas do país com alguns destaques estrangeiros. Ao todo, foram 10 edições entre 1997 e 2006. A seguir, algumas curiosidades deste importante evento.

 

Está sem tempo para ler o artigo? Escute a versão em áudio!

 

O Maior Vencedor

O GM Gilberto Milos Jr. é o maior vencedor da Copa Itaú com três títulos: 1999, 2003 e 2004. O lendário enxadrista ainda foi vice-campeão em 2005.

 

 

Melhor Estrangeiro

O GM argentino Alejandro Hoffman (atualmente joga pela bandeira do Uruguai), fez história na Copa Itaú ao vencer a primeira edição em 1997. O enxadrista ainda conquistou seu segundo título em 2001.

 

1998 – O Ano Sem Grandes Mestres

A única edição da Copa Itaú sem a participação de Grandes Mestres ocorreu no ano de 1998. E a explicação é lógica, o Zonal 2.4 da FIDE foi realizado em paralelo ao evento e os principais enxadristas do país tentaram entrar no ciclo do Campeonato Mundial.

Gilberto Milos, Rafael Leitão e Jaime Sunye compartilharam a primeira colocação do Zonal com 6,5 pontos em 9 rodadas. Já na Copa Itaú, Carlos Alejandro Martínez ficou com o título, seguido por Tatiana Ratcu e Adriano Caldeira Marques.

 

C:UsersUserDesktoptatia_ratcu.jpg

Tatiana Ratcu fez história na Copa Itaú

 

Domínio “Soviético”

A União Soviética foi dissolvida em 1991. Contudo, em 2002 dois enxadristas daquela região dominaram a Copa Itaú. O Grande Mestre Victor Mikhalevski, da Bielorrússia, conquistou o título. Atualmente, o enxadrista representa Israel. Já o vice-campeão foi o GM russo Oleg Korneev. Hoje, Korneev defende a bandeira da Espanha. O português, Luís Galego, completou o pódio.

 

Demais Vencedores

Além de Milos, Hoffmann, Martínez e Mikhalevski, outros três enxadristas conquistaram a Copa Itaú: Rafael Leitão (2000), Andrés Rodriguez (2005) e Giovanni Vescovi (2006).

 

Número de Participantes

O torneio reuniu, em média, entre 150 e 200 enxadristas conforme a capacidade máxima do Clube de Xadrez de São Paulo.  O número recorde foi em 2003, quando a Copa Itaú recebeu 198 participantes.

 

Quadro de Medalhas

 

JogadorPaísOuro Prata Bronze
1Gilberto MilosBRA31
2Alejandro HoffmanARG2
3Rafael LeitãoBRA112
4Giovanni VescoviBRA111
5Andrés RodriguezURU11
6Victor MikhalevskiBLR1
7Carlos MartinezBRA1
8Jaime SunyeBRA1
9Neuris DelgadoCUB1
10Everaldo MatsuuraBRA1
11Tatiana RatcuBRA1
12Alonso ZapataCOL1
13Oleg KorneevRUS1
14Wellington RochaBRA1
15Guillermo SoppeARG1
16Adriano CaldeiraBRA1
17Darcy LimaBRA1
18Luís GalegoPOR1
19José CubasPAR1
20Ruben FelgaerARG1

 

Você teve a oportunidade de jogar ou acompanhar as partidas de alguma edição da Copa Itaú? Conte a sua experiência nesse importante evento nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

Referências: http://www.brasilbase.pro.br/

One Reply to “Grandes Torneios de Xadrez: Copa Itaú”

  • Alexandre Leandro

    Sou capivara, e o legal de torneio aberto é exatamente isto. Joguei na edição de 1999. Oportunidade única, por exemplo, de jogar contra um estrangeiro (um peruano, e perdi kkkk). Lembranças do "aquário", habitat onde só as feras jogam. Lembranças da partida perdida facilmente pra querida Suzana Chang. Recordação de ver um menino novinho (tipo 14 anos) ali jogando firme, o atual GM André Diamant. Lembrança da minha turminha da Baixada Santista, meus queridos Horácio Prol Medeiros, Carlos Alberto Sega, Edgard Rodrigues e tantos outros. Eu sempre achei que torneios abertos têm, e terão sempre, uma atmosfera especial, onde as realezas e os súditos se encontram. Parabéns pelo artigo Rafael Leitão!

Deixe seu comentário