5 Partidas de Xadrez Inesquecíveis

 

Partidas de Xadrez Inesquecíveis

Como seria de se esperar de um esporte mais do que milenar, existem grandes e inesquecíveis embates que marcaram a história do xadrez e merecem ser estudados. Hoje, contaremos a história de 5 inesquecíveis partidas de xadrez. Acompanhe!

 

Anderssen x Drufesne

Em 1852, enfrentaram-se os alemães Adolf Anderssen e Jean Dufresne, na partida que ficaria conhecida até os dias de hoje pelo nome de “Partida Sempreviva” (Evergreen). Anderssen, que jogava de brancas, era um autêntico representante da “escola romântica” do xadrez, que pregava sacrifícios e ataques de mate. Ele é considerado por muitos o melhor jogador de sua época, tendo sido destronado apenas pelo lendário Paul Morphy. A partida ficou conhecida por sua bela combinação final, levando a um tema de mate bastante original. Veja as análises desta linda partida.

Paul Morphy x Duque de Brunswick/Conde Isouard

Seguindo nossa lista em ordem cronológica, em 1858 aconteceu outro histórico embate envolvendo o gênio americano Paul Morphy e dois amadores, o nobre alemão Duque de Brunswick e o francês Conde Isouard, que podiam conversar e trocar ideias entre si durante a partida.

Morphy movimentava-se com tamanha maestria que durante toda a partida obrigava seus adversários apenas a resolverem problemas táticos no tabuleiro, levando-os a praticamente abdicar do ataque exceto nos momentos em que Morphy sacrificava uma de suas peças para impor uma nova e mais concreta ameaça. A partida mostra alguns erros básicas de abertura cometidos pelos nobres amadores e Morphy dá a impressão de fazer com eles um jogo de gato e rato, deixando inclusive de jogar um final com peão a mais apenas para conservar as damas no tabuleiro. O sacrifício final é bastante famoso.

Até hoje, quase 2 séculos depois, essa partida é frequentemente utilizada por professores de xadrez para mostrar a importância de um rápido desenvolvimento de peças e da realização de sacrifícios eficientes. Conheça essa vitória de Morphy.

acesso total ao site

 

Reti x Alekhine

Em 1925, pela 7ª rodada de um grande torneio internacional, enfrentaram-se o 4º campeão mundial, Alexander Alekhine, e Richard Reti, um renomado jogador da época e autor de vários livros, assim como também da “abertura Reti”, usada por ele para acabar com uma invencibilidade de 8 anos de Capablanca.

Durante a partida, Alekhine, que jogava de negras, demonstrou uma habilidade combinatória perfeita, sobretudo a partir do 26º movimento, no qual posicionou sua torre em e3 e, complicando a posição que era superior a seu adversário. Toda a sequência efetuada por Alekhine é assombrosa e a posição final assemelha-se a uma composição de xadrez: arte, ironicamente, dominada por Reti, um dos maiores compositores da história do xadrez. Veja esta clássica partida.

Byrne x Fischer

Obviamente, a chamada “Partida do Século” não poderia ficar de fora de nossa lista. Nesse jogo, Bobby, aos 13 anos de idade, deu uma de suas maiores contribuições para a história do xadrez, mostrando com brilhantismo como se ataca nesse jogo. Fischer conduziu a iniciativa de forma brilhante, fazendo todas as melhores jogadas de acordo com os modernos computadores – impressionante, ainda mais considerando sua idade à época.

Veja a “Partida do Século“.

Kasparov x Topalov

Por fim, nossa lista se encerra com o histórico embate entre Kasparov e Topalov, no qual, ao final do jogo, o lendário russo chegou a dizer que aquela havia sido sua melhor partida em toda sua longa e vitoriosa carreira até então. Esse embate foi marcado principalmente pelo altíssimo nível de jogo apresentado por ambos durante toda a partida, tornando-a extremamente acirrada e emocionante.

A combinação final dessa partida é extraordinária e não encontra paralelos na história do xadrez. Para o GM Rafael Leitão, e para tantos outros, esta é a melhor partida de todos os tempos. Uma curiosidade: Rafael estava disputando o Torneio “B” de Wijk aan Zee no mesmo ano e acompanhou ao vivo não apenas a partida como as análises do Kasparov assim que ela terminou. Veja aqui a melhor partida da história do xadrez.

 

Qual destas é sua partida favorita? Escreva nos comentários!

 

Links Relacionados

Conhece a história dos enxadristas que, mesmo sem um título mundial no currículo, marcaram época no xadrez? Não? Então conheça quais foram os campeões sem coroa!

Conheça nosso Canal no Youtube!

 

5 Respostas a “5 Partidas de Xadrez Inesquecíveis”

  • Jaime Stone

    Morphy e partida da opera, genial na sua simplicidade

    • Ivanrojas

      Sim, eu a tenho em um livro. Tudo muito romântico ...

  • Anderson Costa

    Esqueceu da partida Levitsky x Marshall ?!

  • Wágner Tôrres

    Karpov x Kasparov - 16 partida do match de 1985, eleita a melhor dos informadores!

  • LIndomar

    Essa combinação do Kasparov sacrificando duas torres em sequência é impressionante. Não sei como ele conseguiu enxergar que poderia sacrificar a primeira torre por um mero peão para só conseguir a vitória depois de muitos lances num final onde ele tinha a qualidade. Haja habilidade de cálculo, parece magia.

Deixe seu comentário