Saiba o que aconteceu na Semifinal do Brasileiro Absoluto – Região 2

Saiba o que aconteceu na Semifinal do Brasileiro Absoluto – Região 2

Semifinal Região 2

A Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez – Região 2 foi realizada em Natal-RN, entre os dias 02 a 05 novembro.  O evento contou com a participação de 36 jogadores, representando doze estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, São Paulo e Rio de Janeiro. A competição distribuiu R$6 mil em prêmios e quatro vagas para a Final do Campeonato Brasileiro Absoluto.

 

MF Luismar Brito campeão, MI Maximo Iack vice

MF Luismar Brito está em mais uma final!

 

Após sete rodadas, o título ficou com o MF Luismar Brito, único a fazer 6 pontos, com cinco vitórias e dois empates.  O representante da Paraíba garantiu a vaga em sua sétima final nacional, além de receber R$1.500 e 37 pontos de rating, pontuação suficiente para retornar a faixa dos 2300 de rating FIDE.

O vice-campeão foi o MI Maximo Iack Macedo, do Rio Grande do Norte. O enxadrista fez 5,5 pontos e também saiu invicto da disputa, com quatro vitórias e três empates. Destaque para a vitória contra o GM Yago Santiago, na terceira rodada. Iack garantiu a vaga para a sua oitava final e recebeu R$1 mil em premiação.

 

GM Yago Santiago sofre, mas se garante na final

GM Yago Santiago: torneio duro, mas no fim, alívio

 

Já os enxadristas MN Diogo Guimarães, MN Vitor de Souza Rocha, GM Yago Santiago, MF Vinicius Tiné e o CM Severino Januário fizeram 5,0 pontos e foram para o desempate – em partidas rápidas – por duas vagas na final. O desempate foi realizado no sistema todos contra todos, em turno único, no ritmo de 10 minutos + 5 segundos por lance.

A terceira vaga na final ficou com o GM Yago Santiago, vencedor do desempate com 3,5 pontos em cinco rodadas. O MN Vitor Rocha e o MF Vinicius Tiné fizeram 2,5 pontos e tiveram de disputar mais um desempate, desta vez em partidas de blitz, para decidir quem ficaria com a última vaga. Na ocasião, Tiné venceu os dois jogos e se garantiu na final.

 

Confira o top 10 da Semifinal-Região 2

(Classificados em destaque)

1 FM Brito Luismar PB 2279 6,0
2 IM Macedo Maximo Iack RN 2350 5,5
3 NM Guimaraes Diogo Duarte BA 2280 5,0
4 NM Rocha Vitor Firmo De Souza RN 2177 5,0
5 GM Santiago Yago De Moura PE 2510 5,0
6 FM Martins Vinicius Tine PE 2289 5,0
7 CM Januario Severino Pereira PI 2199 5,0
8 NM Bouwman Marcelo Wanderley PE 2224 4,5
9 NM Souza Rafael Cabral De PE 2164 4,0
10 FM Pinto Carlos Henrique Lopes RN 2118 4,0

 

A Final do Campeonato Brasileiro 2017

GM Matsuura, atual campeão brasileiro

 

Tradicionalmente, a final contava com a participação de 12 jogadores, mas ao que tudo indica, o número aumentará para 16 neste ano. Em notícia publicada em seu site, a CBX garante uma “final inédita com R$36 mil em prêmios”. Há quem diga também que o torneio será disputado no sistema de matches eliminatórios, modelo semelhante ao utilizado na Copa do Mundo.

De fato, as informações são “caçadas” entre um e outro comunicado no site da CBX, isso porque, por incrível que pareça, não existe um regulamento específico sobre o assunto ou, se existir, o acesso fugiu do radar durante as minuciosas buscas dos investigadores da Academia Rafael Leitão.

Nesse cenário nebuloso, com poucas informações oficiais sobre o tema, é possível montar o quebra cabeça de uma possível final com os seguintes classificados:

  1. GM Everaldo Matsuura (Campeão 2016)
  2. MI Luis Coelho (Regional Sul)
  3. MI Armen Proudian (Regional Sudeste)
  4. MF Renan Reis (Regional Norte)
  5. MN Marcelo Bouwman (Regional Nordeste)
  6. MN Tiago Abrantes (Regional Centro-Oeste)
  7. GM Yago Santiago (Semifinal 2)
  8. MI Máximo Iack (Semifinal 2)
  9. MF Luismar Brito (Semifinal 2)
  10. MF Vinicius Tiné (Semifinal 2)

As seis supostas vagas restantes ficariam divididas da seguinte forma: 4 vagas para a Semifinal 1, evento confirmado para São Paulo, entre 7 e 10 de dezembro. Já as outras duas vagas seriam definidas por indicação da CBX e do organizador da Final. No entanto, através dos e-mails de divulgação, a CBX também garante uma vaga para o Campeão Brasileiro Online. Sendo assim, é lógico pensar que o Campeão Online será o indicado, resta esperar para ver.

O possível formato do torneio, em sistema “mata-mata”, permite a participação de mais enxadristas, mas tira chances de normas e elimina o confronto entre todos os participantes. Abaixo a opinião do GM Rafael Leitão:

“O sistema eliminatório não é aconselhável para uma Final de Campeonato Brasileiro. A chance de norma de MI e de GM é automaticamente eliminada. Além disso, é muito mais justo determinar um campeão nacional em um torneio no formato todos contra todos. Esse formato eliminatório, aliás, não é novo. Em 1998, no Campeonato Brasileiro disputado em Itabirito-MG, o sistema de matches foi implementado (fui campeão vencendo o GM Giovanni Vescovi na final)”.

 

E para você, como deveria ser a Final do Campeonato Brasileiro Absoluto? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

 

Comments ( 6 )

  • Igor

    Acho que seria legal o sistema tipo a copa
    os ultimos dois iriam pra final tipo um match da copa do mundo com desempates ate o armagedon

  • Adriano Cunha

    Tradicional da forma como vinha sendo feito em anos anteriores

  • Reni Araújo

    Olá Rafael,
    Sou de Itabirito e tinha 15 anos a época. Acompanhei o campeonato, meio maravilhado e meio perdido por ainda nao entender o jogo por completo, afinal ali foi a primeira vez que tive contato com o Xadrez. Confesso que até hoje lamento por ter aprendido o jogo tao tarde, mas isso nao diminui a minha paixao pelo desafio e aprendizado que o Xadrez proporciona. Lembro de você e o Giovanni jovens disputando o título na Pousada de Minas e eu assistindo do alto e tentando imaginar quais seriam os movimentos que fariam e o que passava pela cabeça de vocês e achando aquilo tudo meio “maluco” em razao do tempo que durava uma partida e me perguntava na minha inocencia juvenil: “O que esses caras tanto pensam?”. Em uma época sem tanta internet e informaçao aqueles dias ficaram marcados na minha memória…

    • Rafael Leitão

      Excelentes lembranças, Reni! Lembro que gostei muito de conhecer Itabirito e as boas lembranças da sua cidade para sempre ficarão em minha memória. Um abraço!

  • Marcos Antônio

    A forma tradicional de todos contra todos é mais justa, pois neste sistema favorece ao jogador mais forte e para quem se preparou melhor para os seus adversários, todavia, no sistema mata-mata pode acontecer zebras inesperadas como acontece na Copa do Mundo!!
    Em relação a classificação do Campeão Brasileiro online: não acho correto ele ter a vaga para o torneio mais importante do Brasil, na minha humilde opinião e não desrespeitando o título, mas é um ritmo de jogo totalmente diferente do xadrez clássico. A CBX poderia em vez de dar uma vaga na final do brasileiro absoluto, dar patrocínio para jogar o brasileiro de blitz.

    • Rafael Leitão

      Concordo com tudo!

Post a Reply