Sunway Sitges: O I Torneio de Xadrez Online em Ritmo Clássico

Entre os dias 19 e 27 de abril foi realizado o I Torneio de Xadrez Online Sunway Sitges. Uma tentativa inovadora, em tempos de coronavírus, de realizar um torneio convencional pela internet com credibilidade, minimizando as possibilidades dos enxadristas se beneficiarem de recursos eletrônicos.

O torneio foi disputado por, aproximadamente, 200 jogadores no grupo principal, representando 57 países. Foram 9 rodadas em um ritmo de 1h30 + 30 segundos por movimento, no qual os 16 primeiros colocados se classificaram para a fase final, realizada em sistema eliminatório com partidas de blitz.

O GM Ahmed Adly (2615), do Egito, ficou com o título após vencer a decisão contra o Mestre Internacional holandês, Liam Vrolijk (2502).

O evento distribuiu uma premiação total de 6 mil euros, sendo 4,5 mil euros para o grupo principal. Os 10 primeiros colocados receberam premiação em dinheiro e, do 11º ao 16º, vantagens no Chess.com, além das premiações por categorias de acordo com faixa de rating, idade e feminino.

A taxa de inscrição foi de 15 euros e todos os recursos arrecadados serão revertidos para o Hospital Residencia Sant Camil, na Espanha, que luta contra o coronavírus. GM´s, WGM´s e jogadores acima de 2400 de rating tinham inscrições livres, mas também poderiam contribuir com a causa. Ao todo, 16 GM´s participaram da disputa e 47 enxadristas estavam acima dos 2400 pontos.

 

Anand jogando no computador

Usar um tabuleiro para pensar nas posições pode contribuir para um melhor desempenho nos torneios online em ritmo clássico

 

Sistema Anti Trapaça

Como já mencionado, a maior dificuldade desse tipo de competição é a credibilidade e, pensando nisso, a organização tomou as seguintes medidas.

Todos os participantes deveriam ter webcam e áudio ativos em seus dispositivos, além de uma conta no Skype para a comunicação com os árbitros. Os árbitros poderiam visualizar e entrar em contato com os jogadores a qualquer momento. Se o jogador não atendesse/permitisse tal contato, ele era eliminado.

Apenas o enxadrista poderia estar no local e nenhum outro dispositivo eletrônico poderia aparecer. Os árbitros ainda poderiam ter acesso ao computador dos jogadores para conferir o uso de programas extras.

Todas as partidas foram analisadas pelo algoritmo anti trapaça do Chess.com. 

 

Opinião do MI Roberto Molina

O Mestre Internacional Roberto Molina foi o melhor brasileiro na competição com 6 pontos (26ª colocação). Molina contou o que achou da experiência: “O torneio foi interessante, porém, é muitooooooo diferente. Eu tive dificuldades de me concentrar, mas de modo geral, a tentativa foi válida”.

Molina também opinou sobre a credibilidade do torneio: “Tem que ficar esperto, a organização cuidou muito bem disso, mas é claro que alguém pode ter passado despercebido. Eu só podia sair de frente da câmera com a autorização do árbitro. Uma hora minha cam apagou, pela internet ruim, e eu levei uma bronca do árbitro no mesmo instante”.  

Muitos jogadores abandonaram o torneio no meio da competição. “O pessoal desistia porque só interessava ficar entre os 16 primeiros (pela classificação). Quem ficava sem chances matemáticas, foi desistindo. Além do fato de ser online e pessoal, talvez, não levar tão a sério”, explicou Roberto Molina.

Resultados Completos

 

O que você achou desse formato de competição? Deixe sua opinião nos comentários. 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais. 

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

2 Respostas a “Sunway Sitges: O I Torneio de Xadrez Online em Ritmo Clássico”

  • Leandro

    Não vi ainda as partidas, tô procurando....
    Gostei demais da ideia, já joguei por equipe 45 45 no ICC, nunca vi trapaça. O público do xadrez tem mais polidez, é um jogo pra todos, mas ao mesmo tempo seletivo... Cada vez mais em nosso país se ver a incapacidade e a preguiça de pensar, nesse sentido o xadrez é excludente, as molecagens costumam diminuir.
    A trapaça que eu fazia era ao colocar um tabuleiro em minha mesa, antes de passar o lance pro PC, é óbvio que eu sempre tinha a chance de me arrepender do lance

  • Reynaldo Carvalho

    Qual o motivo do Fier abandonar o torneio, depois de perder uma partida ganha?

Deixe seu comentário