Confira Os Destaques do Campeonato Brasileiro Amador 2018

Confira Os Destaques do Campeonato Brasileiro Amador 2018

Campeonato Brasileiro Amador de Xadrez 2018

O Campeonato Brasileiro Amador 2018 foi realizado entre os dias 31 de maio a 3 de junho no Hotel Dan Inn Planalto, em São Paulo, e contou com a participação de 268 enxadristas em quatro torneios: sub 1600, sub 1800, sub 2000 e sub 2200. O evento distribuiu R$12 mil em prêmios e os dois primeiros colocados de cada torneio conquistaram o título de Mestre Nacional (MN), além da vaga para a Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto.

campeonato brasileiro amador 2018

Campeonato Brasileiro Amador, a grande festa do xadrez nacional!

 

Alunos da Academia Rafael Leitão brilham novamente

Mais uma vez, os alunos da Academia Rafael Leitão tiveram um desempenho espetacular. Na categoria sub 2200, Lindolfo Luiz da Silva conquistou o título, tornou-se MN, e faturou 30 pontos de rating. Para a festa ficar completa, o também aluno da Academia, Moacir Canella Bortoloso, completou o pódio e levou 51 pontos de rating para casa.

campeonato brasileiro amador 2018

Pódio sub 2200: Moacir Bortoloso, Lindolfo Luiz da Silva e Nathan Filgueiras

 

Pelo terceiro ano consecutivo um aluno da Academia Rafael Leitão vence o Campeonato Brasileiro Amador. Além do título do Lindolfo neste ano, Leandro Aparecido dos Reis venceu a categoria sub 2000 no ano passado e Nicolau Leitão foi o campeão do sub 2200 em 2016.

 

Outros Destaques de 2018

Também vale destacar a brilhante atuação de Rômulo Rodrigues Mota, terceiro colocado no sub 2000, com um saldo de 71 pontos de rating. No sub 1800, o destaque ficou com Lucas Silvestre Borges, quarto colocado com +58 pontos de rating. E no sub 1600, Rafael de Araújo Faris também terminou na quarta colocação e faturou 25 pontos de rating.

campeonato brasileiro amador 2018

Lucas Silvestre Borges (no centro) faturou 58 pontos de rating

 

Ou seja, os cinco alunos mencionados somaram juntos um saldo incrível de 235 pontos de rating! Faça como os alunos destacados, seja aluno da Academia Rafael Leitão, vença torneios e aumente o seu rating!

 

Resumo das Categorias

Sub 2200

Como já mencionado, o título da categoria mais forte do evento ficou com o aluno Lindolfo Luiz da Silva (2182). Nathan Felipe Filgueiras (2099) foi o vice-campeão e o também aluno Moacir Canella Bortoloso (2041) terminou em terceiro. O destaque feminino foi para Isabelle Tamarozi (aluna da primeira turma do Método Rafael Leitão), 13ª colocada geral com quatro pontos em sete rodadas.

 

Sub 2000

O campeão Airton Carlos Nunes Raimundo (1982) foi o único enxadrista a terminar o evento com 100% de aproveitamento. Nivaldo Jesus de Arruda Filho (1993) foi o vice-campeão e o aluno Rômulo Rodrigues Mota (1928) completou o pódio. Teodora Ribeiro Parreira (1532) foi o destaque feminino.

 

Sub 1800

Felipe Cordeiro da Silva (1770) conquistou o título da categoria por ter melhor critério de desempate que Nataniel Julio Pereira Mota (1765) e Fernando Takeda (1625). Todos terminaram o torneio com seis pontos em sete rodadas. Tatiana Casante foi a melhor entre as mulheres da categoria.

 

Sub 1600

Emerson Rossi (unrated) venceu a competição, seguido por Emerson de Lima Gomes (1364) e Marco Antônio Caetano (unrated). Rauanda Schultz foi o destaque feminino.

 

campeonato brasileiro amador 2018

Rauanda Schultz        

 

Qual será o próximo aluno da Academia Rafael Leitão a vencer o Brasileiro Amador? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Imagens: Xadrez Total

Comments ( 2 )

  • Jjcarv

    Parabéns ao Lindolfo e ao Moacir pela brilhante participação no Amador 2018.
    Vi de perto a atuação de gala dois dois!

  • Jairo Sérgio Castro Vasconcelos

    Gosto muito desse torneio. Já participei duas vezes e acho interessante a divisão em faixas de 200 pontos, mas convenhamos, “Mestre Nacional” (sub 1600) é, digamos, bizarro, não? Tenho 1620 pontos no momento e sou muito realista quanto a minha força de jogo. Não acredito que mereça, de forma alguma, um título como esse, que antes exigia 2200 pontos.

Post a Reply