5 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre O Torneio de Candidatos Feminino

O Torneio de Candidatos Feminino foi realizado entre os dias 31 de maio a 17 de junho, em Kazan, na Rússia. A competição foi disputada no sistema todos contra todos em dois turnos, e contou com a presença de oito enxadristas. Confira os principais destaques da competição:

 

1- A Campeã, Aleksandra Goryachkina, Disputou a Competição Apenas Porque a Chinesa, Hou Yifan, Recusou o Convite

A enxadrista russa venceu o Torneio de Candidatos Feminino com duas rodadas de antecedência. Goryachkina teve uma campanha brilhante: seis vitórias, sete empates e uma única derrota. Além de ser a jogadora mais jovem do torneio, 20 anos, Goryachkina não estava na lista de classificadas e era a primeira reserva. Como a chinesa, Hou Yifan, recusou o convite de participação, a campeã herdou a vaga.

Aleksandra Goryachkina. Imagem: fide.com

2 – Hou Yifan Recusou a Participação Para Se Dedicar aos Estudos

A chinesa Hou Yifan (2659) é a número do ranking da FIDE feminino. A enxadrista não disputou o Mundial Feminino em outros momentos por não concordar com o sistema de disputa. Dessa vez, não foi nada disso. Hou Yifan priorizou seu Mestrado em Ciências da Educação na Universidade de Oxford, Inglaterra, na qual é aluna desde setembro de 2018. Em entrevista ao chess.com, Hou Yifan falou sobre o futuro no xadrez: “Se houver oportunidades adequadas no futuro, eu vou tentar fazer o meu melhor para participar”.

Hou Yifan

3 – Aleksandra Goryachkina Disputará o Campeonato Mundial Feminino Contra Ju Wenjun

As informações (data, local e fórmula de disputa) do Campeonato Mundial Feminino ainda não foram totalmente divulgadas. O que se sabe até então é que a russa Aleksandra Goryachkina enfrentará a atual campeã mundial, Ju Wenjun (2592), da China. O Mundial Feminino terá uma premiação total de 500 mil euros, valor 150% superior ao da última edição.  

Aleksandra Goryachkina e Ju Wenjun

4- O Torneio de Candidatos Feminino Ofereceu 200 mil Euros em Prêmios, Enquanto o Torneio Masculino Pagou 420 mil Euros

A FIDE tem como um dos seus objetivos melhorar as condições do Campeonato Mundial Feminino. A premiação do Torneio de Candidatos Feminino 2019 foi alta para os padrões históricos do xadrez feminino, porém, ainda é inferior aos valores pagos para os enxadristas do sexo masculino.

Premiação do Torneio de Candidatos 2019. Imagem: fide.com

5- O Primeiro Torneio de Candidatos Feminino Foi Realizado em 1952

O primeiro Torneio de Candidatos Feminino da história foi realizado em Moscou, em 1952. A soviética Elisaveta Bykova venceu a competição e depois também derrotou a compatriota, Lyudmila Rudenko, para se tornar a terceira campeã mundial da história. Nos últimos anos a FIDE deixou de lado o formato, porém, com a eleição de Arkady Dvorkovich, o Torneio de Candidatos Feminino foi retomado.

 

Elisaveta Bykova e Lyudmila Rudenko: a terceira e a segunda campeã mundial

 

Ju Wenjun ou Aleksandra Goryachkina, quem será a próxima campeã mundial de xadrez? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Cruz

No comments

Deixe seu comentário