Grandes Torneios de Xadrez: Santa Mônica 1966

Grandes Torneios: Santa Mônica 1966

 

O torneio de Santa Mônica 1966 pode ser comparado ao famoso torneio de AVRO 1938 por um aspecto interessante…

C:UsersUserDesktop1966.jpg

Campeões em Perigo

 

Em ambas as ocasiões o Campeão Mundial não conseguiu fazer frente à nova geração de enxadristas que dominou os ciclos seguintes.

 

Está sem tempo para ler? Escute a versão em áudio do artigo!

 

No torneio de AVRO, Alexander Alekhine somou “apenas” 50% dos pontos e foi superado pelos jovens: Paul Keres, Reuben Fine e Mikhail Botvinnik. Já em Santa Mônica, a história se repetiu com Tigran Petrosian, que também terminou com 50%, atrás de Spassky, Fischer, Larsen, Unzicker e Portisch.

Após 18 rodadas, Petrosian terminou com 12 empates, 3 vitórias e 3 derrotas. O campeão mundial perdeu uma partida para Portisch e os dois confrontos com Larsen. Por outro lado, Petrosian fez 2×0 em Najdorf e venceu um dos  duelos com Donner.

O torneio de Santa Mônica (cidade localizada na Califórnia, nos Estados Unidos) foi disputado entre os meses de julho e agosto de 1966, logo após o match pelo Campeonato Mundial entre Petrosian x Spassky, realizado em Moscou de abril a junho.

Petrosian manteve o título ao vencer Spassky por 12.5 x 11.5. É natural imaginar que o campeão chegou aos Estados Unidos ainda na ressaca do título, fato que pode explicar seu desempenho.

 

Fischer x Spassky

Quem acha que o match do século começou em 1972 está muito enganado. Em 1966 Bobby Fischer e Boris Spassky protagonizaram uma disputa emocionante pelo título do torneio de Santa Mônica.

Fischer começou com dificuldades. Perdeu três partidas consecutivas, uma delas para Spassky, e terminou o primeiro turno na nona colocação entre os dez participantes. Contudo, venceu quatro jogos consecutivos no início do segundo turno e voltou para a disputa.

Na última rodada, Fischer e Spassky chegaram empatados com 10.5 pontos.  Spassky derrotou Donner de brancas e, mesmo com as peças pretas, Fischer foi pra cima de Petrosian. O americano jogou a Defesa Índia do Rei, criou problemas ao rival, mas todo o esforço foi insuficiente para lhe dar a vitória, empate em 28 lances!

Spassky Campeão

O título do soviético foi indiscutível, Spassky foi o único a terminar o torneio invicto, com cinco vitórias e 13 empates. Além disso, Spassky derrotou seus dois principais adversários no confronto direto: 1.5 x 0.5 contra Fischer e Larsen.

 

Classificação Final

  1. Boris Spassky 11.5 / 18
  2. Robert James Fischer 11
  3. Bent Larsen 10
  4. Lajos Portisch 9.5
  5. Wolfgang Unzicker 9.5
  6. Samuel Reshevsky 9.0
  7. Tigran Petrosian 9.0
  8. Miguel Najdorf 8.0
  9. Borislav Ivkov 6.5
  10. Jan Hein Donner 6.0

AVRO 1938 ou Santa Mônica 1966, qual torneio foi mais forte? Deixe sua opinião nos comentários.

 

*LEIA MAIS: [Saiba tudo sobre o Torneio de AVRO]

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

One Reply to “Grandes Torneios de Xadrez: Santa Mônica 1966”

  • Luiz Gustavo

    Olá!
    Acredito que o Torneio de AVRO foi mais forte, pois dos oito participantes quatro conquistaram o título mundial em algum momento. Além disso, entre os "não" campeões participantes, nenhum deles, seja Larsen ou Portisch, se compara em força a Keres.
    Parabéns pela matéria!

Deixe seu comentário