Giro Olímpico: Meninas do Brasil em Andorra

Giro Olímpico: Meninas do Brasil em Andorra

Giro Olímpico: Meninas do Brasil em Andorra

Após disputarem o Torneio de Benasque, na Espanha, as meninas do Brasil seguem a turnê pela Europa. Desta vez, entre os dias 21 a 29 de julho, MF Juliana Terao, WMF Julia Alboredo, Kathiê Librelato, Ana Rothebarth e Thauane de Medeiros representaram o país no 36º Obert Internacional d’Escacs d’Andorra.

Andorra é um pequeno país localizado entre a Espanha e a França. O torneio de xadrez reuniu 139 enxadristas de 23 países, sendo 12 Grandes Mestres. Após 9 rodadas, o título ficou com o MI Miguoel Admiraal (2479), da Holanda, único jogador a fazer 7,5 pontos. O pódio foi completo pelo GM Maxime Lagarde (2615), da França, e pelo GM Evgeny Postny (2585), de Israel.

Vale sempre ressaltar que a participação em Andorra faz parte do projeto “Damas em Ação, Rumo à Maestria” e visa o desenvolvimento do xadrez feminino e a preparação da equipe brasileira para a Olimpíada de Xadrez 2018, em Batumi, na Geórgia.

Desempenho

A WMF Julia Alboredo foi um dos destaques brasileiros na competição. A enxadrista faturou 20,2 pontos em Andorra e chegou a 2.217 no live ratings. Nas redes sociais, Alboredo resumiu sua participação:

“Fico feliz que a dedicação e os estudos vêm trazendo bons frutos. Terminei minha participação com 5,5 pontos em nove rodadas e fiquei a meio ponto da norma de WMI. Precisava vencer a última rodada contra um MI de Israel para conseguir a norma, mas apenas empatei e bati na trave mais uma vez, em Benasque fiz a performance mas faltaram titulados. Agora é corrigir os erros e seguir melhorando”.

 

C:UsersUserDesktopAlboredo.jpg

WMF Julia Alboredo passou perto da norma de WMI

 

Os principais resultados de Julia Alboredo em Andorra foram: vitória contra Marco Ferrante (2290), da Itália, e o empate com o MI Mark Berkovich (2344), de Israel.

Quem também repetiu o bom desempenho de Benasque foi Kathiê Librelato. Em Andorra, a enxadrista faturou 23,2 pontos de rating. Destaque para o empate com o MI Quentin Loiseau (2402) França, e as vitórias contra os espanhóis Ferran Sole (2306) e Daniel Romero (2202). Nas redes sociais, a catarinense de Içara também resumiu seu desempenho:

“Mais uma etapa concluída! Terminei o Internacional de Andorra com quatro vitórias, um empate e quatro derrotas: abaixo do almejado, mas ainda com sentimento positivo. Deixei escapar um empate tranquilo com um Mestre Internacional (IM) andorrano na quarta rodada e as duas últimas partidas certamente não estavam no script, mas é estudar os erros e seguir buscando evoluir. De qualquer modo, alguns pontos de rating a mais e muita experiência acumulada. Obrigada a todos que nos ajudaram a chegar aqui e que estão na torcida pelo xadrez feminino brasileiro!”, afirmou Kathiê.

C:UsersUserDesktopkah.jpg

Kathiê Librelato ganhou 23,2 pontos de rating

 

Ana Rothebarth e Thauane Medeiros fizeram torneios regulares, com pequenas baixas no rating. Já Juliana Terao, infelizmente, não conseguiu desempenhar seu melhor jogo e perdeu 32 pontos de rating.

A próxima parada das meninas do Brasil será no Open de Badalona, entre 01 e 09 de agosto. Terao, Alboredo, Librelato e Rothebarth fazem parte da seleção olímpica brasileira, que também será composta pela WMF Suzana Chang. Como você avalia o desempenho das brasileiras em Andorra? Deixe sua opinião nos comentários.

Mais informações sobre o torneio de Andorra.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

No Comments

Post a Reply