Grandes Torneios da História: Dos Hermanas

Grandes Torneios da História: Dos Hermanas

Dos Hermanas é um município espanhol de, aproximadamente, 130 mil habitantes, localizado na província de Sevilha. A cidade está marcada na história do xadrez por sediar um dos principais torneios do mundo, em especial nos anos 1990, quando reuniu os melhores enxadristas do planeta.

Está sem tempo para ler agora? Escute a versão em áudio do artigo!

 

C:UsersUserDownloadsJudit-Polgar-vs-Kramnik,-Dos-Hermanas-1997.jpg

Judit Polgar vs Kramnik, Dos Hermanas 1997

 

Primeiras Edições

A primeira edição do evento foi realizada no final da década de 1980, mas a competição ganhou notoriedade a partir de 1993, com a participação de Anatoly Karpov. Nesta edição Karpov foi o campeão com 7,5 pontos em nove rodadas. Judit Polgar terminou com o vice-campeonato ao somar 6,5 pontos, Alexander Khalifman e Vladimir Epishin compartilharam a terceira colocação com cinco pontos.

O Torneio de Dos Hermanas ganhou força a cada ano. Se em 1991 o rating médio dos jogadores era de 2400 pontos, em 1994 já ultrapassava os 2.600. Nesse ano Boris Gelfand levou o título, deixando Karpov na segunda colocação. Epishin novamente foi o terceiro. Também vale ressaltar a participação de enxadristas da força de Veselin Topalov, Judit Polgar, Joel Lautier e Boris Gulko.

Em 1995 o nível dos participantes continuou subindo, com o rating médio próximo de 2700 pontos. Três enxadristas compartilharam a primeira colocação com 5,5 pontos em nove rodadas: Gata Kamsky, Karpov e Michael Adams. Judit Polgar e Boris Gelfand terminaram com meio ponto a menos. Lautier, Illescas, Piket, Salov e Shirov foram os demais participantes.

 

Categoria XIX

Em 1996, 1997 e 1999 foram realizados os três torneios mais fortes da história de Dos Hermanas. O rating médio foi superior a 2700 pontos de rating, pontuação alcançada apenas pelos dez melhores enxadristas da época. A edição de 1996 ainda contou com um atrativo especial: Garry Kasparov jogou o torneio e compartilhou a terceira colocação com Anand.

 

1996: Kramnik e Topalov

  1. Kramnik 6.0
  2. Topalov 6.0
  3. Anand 5.5
  4. Kasparov 5.5
  5. Illescas 4.5
  6. Kamsky 4.0
  7. Gelfand 4.0
  8. Ivanchuk 3.5
  9. Shirov 3.0
  10. Polgar 3.0

1997: Anand e Kramnik

  1. Anand 6.0
  2. Kramnik 6.0
  3. Karpov 5.0
  4. Salov 5.0
  5. Topalov 5.0
  6. Gelfand 4.5
  7. Polgar 4.5
  8. Shirov 4.5
  9. Short 3.0
  10.  Illescas 1.5

Em 1999, o torneio também foi muito forte, e contou com a presença do lendário Viktor Korchnoi.

 

1999: Adams

  1. Adams 6.0
  2. Kramnik 5.5
  3. Illescas 5.0
  4. Topalov 5.0
  5. Karpov 4.5
  6. Gelfand 4.5
  7. Korchnoi 4.0
  8. Svidler 3.5
  9. Polgar 3.5
  10.  Anand 3.5

 

Outros Formatos

A partir de então, entre 1998 e 2005, o torneio de Dos Hermanas foi realizado da seguinte maneira: um ano o torneio era aberto e no ano seguinte fechado.

Em 2001, 2003 e 2005, o rating médio dos participantes do torneio fechado ficou na faixa dos 2.650 pontos. Alexey Dreev compartilhou o título com Ilia Smirin em 2001 e com Alexander Rustemov em 2003. Teimour Radjabov ganhou isolado em 2005.

Já em 2008, o torneio foi disputado em ritmo rápido, em formato eliminatório, e contou com a participação de quatro enxadristas: Topalov, Vallejo, Polgar e Shirov. Topalov ficou com o título.

Curiosamente, o Torneio de Dos Hermanas há alguns já inclui o xadrez online no seu evento. O torneio aberto continua existindo, contudo o evento em si deixou de ter o prestígio conquistado na década de 1990.

 

Qual das três principais edições do Torneio de Dos Hermanas foi a mais forte? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz.

No comments

Deixe seu comentário