Grandes Torneios de Xadrez: Hastings 1895

Grandes Torneios de Xadrez: Hastings 1895

Hoje estamos acostumados a ver Magnus Carlsen enfrentar os seus principais rivais com grande frequência. Nem a pandemia alterou esse cenário, visto que o xadrez online manteve possível os duelos entre os melhores enxadristas da atualidade.

Com tantas partidas entre os melhores enxadristas, não faz sentido creditar a um único torneio o título de maior da história ou dos últimos anos. A relativa tranquilidade com que o atual campeão mundial supera os seus rivais também contribui para isso, visto que o maior torneio da história sugere um equilíbrio entre os participantes.

Contudo, no século XIX a situação era bem diferente e Hastings – 1895 foi o primeiro torneio com a participação dos principais enxadristas do mundo. O então campeão mundial, Emanuel Lasker; o ex-campeão mundial, Wilhelm  Steinitz e os dois principais aspirantes ao título, Siegbert Tarrasch e Mikhail Chigorin, formavam uma espécie de quadrado mágico, a elite da elite, entre os 22 participantes deste, que foi o torneio mais forte já realizado até aquele momento.

[Veja a vitória de Chigorin contra Pillsbury na 1ª rodada]

[Veja a vitória de Chigorin contra Lasker na 2ª rodada]

Torneio de Hastings 1895. Em pé: Albin, Schlechter, Janowski, Marco, Blackburne, Maróczy, Schiffers, Gusberg, Burn, Tinsley. Sentados: Vergani, Steinitz, Chigorin, Lasker, Pillsbury, Tarrasch, Mieses, Teichmann

 

Início Ruim de Tarrasch

Após 5 das 21 rodadas, Wilhelm  Steinitz disparava na ponta com 4,5 em 5, meio ponto à frente de Mikhail Chigorin e Curt von Bardeleben. Lasker ocupava apenas a sétima colocação com 3 vitórias e 2 derrotas (para Chigorin e Bardeleben).

 

[Veja a vitória de Bardeleben contra Lasker na 4ª rodada]

[Veja a vitória de Chigorin contra Schiffers na 4ª rodada]

 

Porém, o que mais chamou a atenção nesse início foi o fraco desempenho de Tarrasch, com apenas 1,5 ponto, na 20ª colocação. Essa demora em “ligar os motores” foi decisiva e praticamente tirou as chances reais de Tarrasch brigar pelo título.

 

[Veja a derrota de Tarrasch contra Chigorin na 5ª rodada]

Steinitz Sucumbe

As próximas cinco rodadas marcaram o declínio de mais um favorito ao título. Com apenas um ponto em cinco partidas, Steinitz caiu da liderança para a oitava colocação. Porém, sua vitória contra Bardeleben entrou para a história como uma das melhores partidas do ex-campeão mundial.

 

[Veja a brilhante vitória de Steinitz contra Bardeleben]

 

Tarrasch iniciou a sua recuperação e com quatro vitórias já figurava no top 10. Chigorin venceu o americano Harry Pillsbury e assumiu a liderança com 8,5 pontos em 10 rodadas, embora o enxadrista dos Estados Unidos seguisse empatado na pontuação.

 

[Veja a vitória de Pillsbury contra Mieses na 6ª rodada]

 

O campeão mundial aparecia na terceira colocação com 7,5 pontos, empatado com Bardeleben.

 

Reta Final Emocionante

Após 15 rodadas, Chigorin e Lasker lideravam com 12 pontos, enquanto Pillsbury seguia na disputa pelo título com 11,5. Na 17ª rodada, o trio ficou empatado com 13,5 pontos, após a vitória de Pillsbury contra Bardeleben e os empates de Chigorin e Lasker contra Albin e Mason. Steinitz e Tarrasch já apareciam na sequência com 10 pontos.

 

[Veja a vitória de Tarrasch contra Janowski na rodada 18]

 

Vale ressaltar que, até então, Pillsbury era um enxadrista com algum destaque nos Estados Unidos, porém desconhecido internacionalmente. Sua atuação, lutando entre os quatro gigantes, já era considerada uma surpresa.

 

Título nas Mãos de Lasker

Há três rodadas do fim, Lasker assumiu a liderança isolada, meio ponto na frente de Chigorin, que empatou com Mieses e um ponto na frente de Pillsbury, que perdeu para Schlechter, mas…

 

Chigorin com a Faca e o Queijo

Na 19º das 21 rodadas, Tarrasch venceu Lasker e embolou o torneio. Com esse resultado, Chigorin assumiu a ponta com 15 pontos, seguido de perto por Lasker e Pillsbury com 14,5. Tarrasch e Steinitz tinham 12 pontos.

 

O Drama da Penúltima Rodada

Na penúltima rodada, Pillsbury venceu de pretas e jogou a pressão para os demais concorrentes. De forma surpreendente, Chigorin jogou mal e perdeu de brancas para Janowski em apenas 16 lances. E, para completar o drama, Lasker perdeu de brancas para Blackburne, deixando o surpreendente Pillsbury na ponta.

[Veja a derrota de Chigorin contra Janowski]

 

Pillsbury Campeão

Na última rodada, os três candidatos ao título venceram suas partidas e Harry Pillsbury foi o campeão. Essa última rodada foi história e contou com uma vitória em um final incrível do campeão do torneio contra Gunsberg. Após esta façanha, o mundo do xadrez foi surpreendido com um novo aspirante ao título mundial.

[Veja a vitória de Pillsbury contra Tarrasch na 2ª rodada]

 

Classificação Final

1- Harry Pillsbury 16.5/21 (+15 -3 =3)

2- Mikhail Chigorin 16 (+14 -3 =4)

3- Emanuel Lasker 15.5 (+14 -4 =3)

4- Siegbert Tarrasch 14 (+12 -5 =4)

5- Wilhelm  Steinitz 13 (+11 -6 =4)

6- Emmanuel Schiffers 12 (+9 -6 =6)

7- Curt von Bardeleben 11.5 (+8 -6 =7)

8- Richard Teichmann 11.5 (+8 -6 =7)

9- Carl Schlechter 11 (+5 -4 =12)

10- Joseph Henry Blackburne 10.5 (+9 -9 =3)

11- Karl August Walbrodt 10 (+6 -7 =8)

12- Amos Burn 9.5 (+8 -10 =3)

13- David Janowski 9.5 (+7 -9 =5)

14- James Mason 9.5 (+7 -9 =5)

15- Henry Edward Bird 9 (+4 -7 =10)

16- Isidor Gunsberg 9 (+7 -10 =4)

17- Adolf Albin 8.5 (+5 -9 =7)

18- Georg Marco 8.5 (+5 -9 =7)

19- William Henry Krause Pollock 8 (+6 -11 =4)

20- Jacques Mieses 7.5 (+4 -10 =7)

21- Samuel Tinsley 7.5(+7 -13 =1)

22- Beniamino Vergani 3 (+2 -17 =2)

 

Hastings 1895 foi o torneio mais emocionante da história? Deixe sua opinião nos comentários

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Ferreira da Cruz

 

No comments

Deixe seu comentário