Supi Domina No Acre E Conquista O Título De Grande Mestre

Supi Domina No Acre E Conquista O Título De Grande Mestre

C:UsersMauriDesktopPOWTextosDownloadssupi.jpg

 

No país do futebol, a maioria dos garotos cresce com o desejo de um dia ser igual ao Neymar. Na década passada, Ronaldo e Romário eram os ídolos da geração, assim como o Zico foi nos anos 1980 e Pelé em 1970. Esses mesmos garotos, salvo raríssimas exceções, pouco ouviram falar de Anatoly Karpov, Garry Kasparov ou ainda Magnus Carlsen.

Nesse contexto cultural desfavorável, onde o esforço individual é muito grande e o apoio da Confederação é nulo, o xadrez brasileiro surpreende e respira. Agora, são 14 Grandes Mestres no país, um time de futebol completo e com três reservas.

 

Xadrez brasileiro respira com o GM Supi

C:UsersMauriDesktopPOWTextosDownloadssupi 2.jpg

Premiação do torneio Aberto: Kevin Cori, Supi e Molina

 

Isso porque Luis Paulo Supi venceu o Magistral Acre 2017 e conquistou sua terceira e última norma de GM. A competição foi realizada entre os dias 05 e 14 de dezembro, na capital do estado, Rio Branco.

Na campanha do título, Supi fez sete pontos em nove rodadas com quatro empates e cinco vitórias. Em segundo lugar ficou o GM Everaldo Matsuura, também com sete pontos. Os GM´s José Cubas e Neuris Delgado somaram seis pontos e dividiram a terceira posição.

Após a terceira rodada do torneio fechado, foi realizado um torneio aberto com a participação de 47 enxadristas da região. E mais uma vez deu Supi, único a fazer seis pontos em sete rodadas. O MI Kevin Cori, do Peru, foi o segundo e o MI brasileiro, Roberto Molina, completou o pódio. Na somatória dos dois torneios, Supi faturou 22,5 pontos no ranking da FIDE. Na próxima listagem Supi chegará nos 2553 de rating e entrará no top 5 entre os enxadristas brasileiros.

 

Confira a classificação do ITT Magistral Acre

 

1IMSupi Luis PauloBrasil25307,0
2GMMatsuura EveraldoBrasil24697,0
3GMDelgado Ramirez NeurisParaguai26226,0
4GMCubas Jose FernandoParaguai24736,0
5IMCori Quispe Kevin JoelPeru24445,0
6FMCruz Ricardo Benares De Sa L.Brasil23204,5
7IMMolina Roberto Junio BritoBrasil24534,0
8IMGemy Jose DanielBolívia23834,0
9FMSouza Neves Andrey M.Brasil21241,5
10Leitao Neto Antonio AlvesBrasil19550,0

 

Confira o Top 10 do Aberto do Brasil – Cidade de Rio Branco

 

1IMSupi Luis PauloSP25302460SP6,0
2IMCori Quispe Kevin JoelAV24440Peru5,5
3IMMolina Roberto Junio BritoAC24532456Rio Branco5,5
4GMDelgado Ramirez NeurisAV26222566Paraguai5,0
5GMCubas Jose FernandoAV24732456Paraguai5,0
6GMMatsuura EveraldoSP24692469São Paulo5,0
7GMLeitao RafaelMA26292541São Luís5,0
8IMGemy Jose DanielAV23831819Bolívia5,0
9FMCruz Ricardo Benares De Sa L.RO23202250Porto Velho5,0
10Carvalho Herbert AbreuSP21462178Bertioga4,5

 

Um pouco mais sobre o novo GM

Nascido em Catanduva-SP, a 384 quilômetros da capital, no dia 25 de junho de 1996, Luis Paulo Supi conquistou sua primeira norma de GM no Floripa Chess Open em 2016, quando terminou na 4ª colocação. A segunda norma veio no Pan-Americano sub-20 2016, na Colômbia. Na ocasião, Supi fez oito pontos em nove rodadas e faturou o título.

Após a conquista, Supi falou dos próximos objetivos: “Em 2018 quero estar entre os cinco melhores para garantir a participação na Olimpíada e também melhorar a minha posição dentro do ranking brasileiro”, afirmou.

C:UsersMauriDesktopPOWTextosDownloadssupi 3.jpg

Supi focado nas Olimpíadas

 

Quem será o próximo?

C:UsersMauriDesktopPOWTextosDownloadssupi e quintiliano.jpg

GM Supi x MI Quintiliano: o presente e o futuro dos GM´s no país

 

De fato, o “time” dos GM´s brasileiros precisa de peças de reposição. Com 2511 de FIDE, Diego Di Berardino (30 anos), precisa correr atrás das normas para efetivar o título. Victor Shumyatsky, 2466 de rating FIDE e 21 anos, também é outro candidato natural. Shumy, entretanto, parece afastado das atividades enxadrísticas de alto nível.

Com 2453 e 32 anos, Roberto Molina também pode chegar. Contudo, a principal aposta da redação da Academia Rafael Leitão é em Renato Quintiliano, 2441 de rating e 25 anos. Tanto Molina quanto Quintiliano são jogadores ativos e podem encaixar uma sequência de bons torneios para conseguir o título. No fim, fica a torcida para todos.

 

Quem será o próximo Grande Mestre brasileiro? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Imagens: arquivo pessoal

 

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

No comments

Deixe seu comentário