Verdades e Mentiras Sobre o Continental das Américas: Faça o Teste!

O XIV Continental das Américas acontece em São Paulo, entre os dias 05 e 13 de julho. O torneio, realizado anualmente, classifica quatro enxadristas para a Copa do Mundo 2019, a ser disputada no mês de setembro em Khanty-Mansiysk, na Rússia. Teste seus conhecimentos sobre a competição mais importante do continente no quiz abaixo. Responda as questões com verdadeiro ou falso.

 

1- O Continental das Américas de xadrez é equivalente a Copa Libertadores da América no futebol. Além classificar para a Copa do Mundo, o Continental define os melhores enxadristas da América do Sul.

 

Troféu da Libertadores é cobiçado em toda a América do Sul

Atualmente, a Copa Libertadores é disputada apenas por equipes da América do Sul. Já o Continental aceita a participação de enxadristas de países da América do Norte e Central. Ou seja, o torneio de xadrez é mais abrangente do ponto de vista geográfico. Portanto, a informação é FALSA.

 

2- Henrique Mecking, o “Mequinho”, é o maior campeão do Continental das Américas. O brasileiro conquistou cinco títulos na década de 1970.

Henrique Mecking na juventude

O Continental das Américas foi criado em 2001. O peruano Julio Granda Zuniga é o maior vencedor da história com quatro títulos (2007, 2012, 2013 e 2014).  Mecking nunca venceu a competição. Portanto, a informação é FALSA.

 

3- Lionel Messi nunca venceu um título pela seleção principal da Argentina, porém, Sandro Mareco orgulhou seu país ao conquistar o Continental das Américas de Xadrez, em 2015. Até então, Mareco é o único argentino campeão da competição. 

O drama de Messi e a glória de Mareco

O Continental das Américas 2015 foi realizado em Montevidéu, no Uruguai. Sandro Mareco conquistou o título com 8,5 pontos em 11 rodadas e teve melhor critério desempate em relação ao cubano Yuniesky Quezada Pérez. De fato, Mareco é o único argentino a vencer o torneio. Portanto, a informação é VERDADEIRA.

 

 4- O Brasil tem três medalhas na história do Continental das Américas: uma prata e dois bronzes. Os enxadristas brasileiros buscam o título inédito da competição. 

Vescovi conseguiu dois pódios no Continental

 

A melhor atuação de um brasileiro na história do Continental aconteceu em Buenos Aires, no ano de 2003. Na ocasião, Giovanni Vescovi terminou na segunda colocação e perdeu o título nos critérios de desempate. Em Toluca 2011, Vescovi subiu mais uma vez ao pódio. Desta vez, na terceira colocação. A outra medalha brasileira foi de Gilberto Milos. Em São Paulo 2009, Milos conquistou o bronze para o Brasil. Portanto, a informação é VERDADEIRA.

 

5- Cuba e Peru dominam o torneio com cinco títulos para cada país. 

Julio Granda é o maior campeão do Continental das Américas

 

De fato, os peruanos têm cinco títulos. Os quatro, já mencionados, de Julio Granda e um de Emilio Córdova, campeão em 2016. No entanto, Cuba tem apenas dois títulos, ambos de Lázaro Bruzón Batista (2005 e 2011). Os Estados Unidos é o outro país com cinco títulos do Continental. Curiosamente, cinco enxadristas diferentes venceram o torneio pelos Estados Unidos: Samuel Shankland (2018), Samuel Sevian (2017), Alexander Shabalov (2009), Alexander Goldin (2003) e Alexander Yermolisnky (2001). Portanto, a informação é FALSA.

 

Confira os resultados do XIV Continental das Américas.

Como foi seu desempenho no quiz? Deixe sua resposta nos comentários.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais.

Texto escrito pelo MF William Cruz.

No comments

Deixe seu comentário