Retrospectiva Xadrez 2017

2017 está no seu final e chegou a hora de responder a Simone “o que você fez?”.

Nós da Academia Rafael Leitão trabalhamos de sol a sol, sem descanso. Noticiamos tudo o que aconteceu no mundo do xadrez, tanto aqui no Brasil, quanto lá fora. As partidas do dia, como o próprio nome diz, diariamente levaram um pouquinho de xadrez para você. Os materiais gratuitos e os artigos do site buscaram disseminar nosso jogo entre os enxadristas brasileiros. E as 3 aulas semanais do GM Rafael Leitão, com colaboração do MI Renato Quintiliano, conquistaram neste ano quase 150 alunos fixos, fora os muitos outros que assistem aulas avulsas.

Então, vamos começar a nossa retrospectiva?

 

Retrospectiva 2017

O ano começou com o badalado Floripa Chess Open, que selou o retorno da lenda Henrique Mecking, o Mequinho, aos tabuleiros, contou com a presença ilustre de Alexey Shirov e foi vencido pelo GM paraguaio Axel Bachmann.

Mundo afora o ano de 2017 começou com um dos torneios mais concorridos, o Aberto de Gibraltar, vencido por Hikaru Nakamura e marcado pelo protesto exótico de Hou Yifan. Indignada com o fato de ter sido emparceirada apenas com mulheres nas 4 primeiras rodadas e com rating muito baixo do seu, ela jogou uma abertura nada convencional e abandonou a partida rapidamente.

No começo de fevereiro foi realizado o 83° Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez referente ao ano de 2016 (?!). O torneio aconteceu na cidade do Rio de Janeiro e foi vencido pelo GM Everaldo Matsuura, que conquistou seu segundo título nacional, tendo sido o primeiro alcançado no ano de 1991.

 

[Everaldo Matsuura campeão brasileiro absoluto 2016]

 

Polêmicas 2017

No mesmo mês de fevereiro, também na cidade do Rio de Janeiro, aconteceu o 56° Campeonato Brasileiro Feminino de Xadrez. A campeã foi Juliana Terao, que conquistou o seu terceiro título nacional.

Ainda falando do xadrez feminino, a enxadrista chinesa Tan Zhongyi se tornou a campeã mundial de xadrez. O torneio aconteceu no Irã em meio à polêmica exigência que obrigou todas as jogadoras a usarem o hijab.

E as polêmicas não foram poucas em 2017, como esquecer a renúncia, ou quase renúncia, do Presidente da FIDE? E o roubo das peças gigantes em Poços de Caldas? E o famoso “Bermudagate” na Copa do Mundo? E a punição da GM Natalia Zhukova? E a mais nova sensação do mundo enxadrístico, o misterioso AlphaZero?

 

[O “Bermudagate” marcou a Copa do Mundo de Xadrez]

 

Rafael Leitão 2017

Mas nem só de polêmicas vive o homem e, enquanto isso, em terras maranhenses, depois de cair no samba no carnaval, ao ser homenageado pelo Bloco Tradicional os Foliões, o GM Rafael Leitão iniciou o belo Projeto Xadrez nas Escolas Públicas do Maranhão, levando nosso jogo às crianças do seu estado.

E 2017 foi um ano de muito xadrez para o chefe, que permaneceu como número 1 do Brasil pelos 12 meses do ano. Rafael Leitão venceu o II Aberto do Brasil do Clube de Xadrez da Cidade Velha, em Belém do Pará; o V Aberto do Brasil de Teresina, no Piauí; o Circuito Maranhense, Etapa Santa Inês; e o III Aberto Sesc Caiobá Copel Telecom.

Além de participar de outros torneios no Brasil, nosso GM predileto viajou para o outro lado do mundo, junto com o GM Fier, para participarem do 1° BRICS Chess Masters, que aconteceu em FuFeng, na China.

 

[Nosso polivalente Rafael Leitão caiu no samba, venceu torneios, atravessou o mundo, divulgou o xadrez nas escolas, conduziu a Academia e permaneceu no topo do ranking brasileiro durante todo o ano de 2017]

 

Brasileiros pelo mundo e o mundo 2017

O GM Fier deu mesmo muitas voltas ao mundo nesse ano jogando xadrez. Ele, por exemplo, ganhou o campeonato paranaense absoluto e venceu o blitz do Torneio de Batavia, ficando em quarto lugar no fechado. Além disso, ele conseguiu sua vaga para a Copa do Mundo no XII Continental das Américas, realizado em Medellín, na Colômbia.

O outro brasileiro que participou da Copa do Mundo foi o GM Felipe El Debs, que conquistou a vaga ao ficar em segundo lugar no Zonal 2.4, realizado em Florianópolis.

Por falar em Copa do Mundo, o evento mais esperado pelo mundo enxadrístico aconteceu em Tbilisi na Geórgia e foi vencido por Levon Aronian.

Aliás este não foi o único evento internacional noticiado no site da Academia de Xadrez Rafael Leitão. Nós noticiamos, por exemplo, Mamedyarov vencedor do Memorial Gashimov; Wesley So campeão norte-americano absoluto; Julio Granda campeão mundial de veteranos; os 3 títulos brasileiros no sul-americano para menores; o MI brasileiro Jefferson Pelikian campeão pan-americano de veteranos; Fabiano Caruana campeão do London Chess Classic; Máxime Vachier-Lagrave vencedor do Sinquefield Cup; Magnus Carlsen vencendo o Isle of Man Open;  o retorno de Garry Kasparov em Saint Louis; Ding Liren campeão do Gran Prix da FIDE etapa Moscou; Aronian conquistando o Grenke Chess Classic e o Norway Chess; Anish Giri campeão do Aberto de Reykjavik. Sem contar o Match do Século, entre Homer Simpson e Magnus Carlsen.

 

 

[Em 2017 Magnus Carlsen virou personagem de Os Simpsons]

 

Xadrez no Brasil 2017

A Academia Rafael Leitão também noticiou diversos torneios no Brasil como, por exemplo, a vitória do MI Diego Di Berardino em Poços de Caldas; o Memorial Bobby Fischer conquistado pelo  MI Luis Coelho; a conquista do MI Leandro Perdomo no IRT, em Santa Luzia, no Maranhão; o Aberto de Curitiba, vencido pelo MI Renato Quintiliano; as vitórias de Luís Paulo Supi no Contaud, em Cuiabá, e no Aberto de Rio Branco, no Acre; e a vitória de Yago Santiago em Ponta Grossa.

Esses dois últimos jogadores foram motivo de muita comemoração para o xadrez brasileiro, porque Yago Santiago e Luís Paulo Supi conquistaram o título de Grande Mestre no ano de 2017.

Mas esses não foram os únicos torneios relevantes no Brasil. Inúmeros eventos aconteceram todos os finais de semana e merecem uma reverência especial, porque em sua grande maioria são fruto exclusivamente dos esforços pessoais de seus organizadores. Que em 2018 esses verdadeiros incentivadores do xadrez continuem proporcionando aos mortais capivaras muitos e muitos torneios.

A propósito, um torneio muito esperado pela comunidade enxadrística brasileira no ano de 2017 foi o Campeonato Brasileiro Amador, vencido no Under-2200 por CM Vitor Frois Amorim, no Under-1800 por Bruno Fernandes Mangini, no Under-1600 por Kaito Hayashi e no Under-2000 por Leandro Aparecido dos Reis. Este último título foi bastante comemorado pela Academia Rafael Leitão, porque Leandro é um aluno do Plano Acesso Total.

Aliás, vários ATs da Academia tiveram excelentes resultados nesse ano de 2017 e destacamos os campeões estaduais Felipe Damous (Maranhão), Alessandro Cunha (Espírito Santo) e Dawton Lemos (Ceará).

 

 

2018

Para 2018, garantimos que a Academia Rafael Leitão está preparando muitas novidades, que vão revolucionar o xadrez no país.

Esperamos que muita emoção aconteça nos tabuleiros do Brasil e do mundo e, não se preocupe, porque estaremos aqui para noticiar cada detalhe para você!

 

Feliz Natal e Feliz 2018!

 

Escrito por Equipe Academia de Xadrez Rafael Leitão 22.12.2017

 

Gostou? Compartilhe esse conteúdo nas redes sociais!

No comments

Deixe seu comentário